sexta-feira, 12 de junho de 2015

Chico Bento: HQ "Simpatias pra arrumar namorada"

Nessa postagem mostro uma história bem divertida de quando o Chico ajudou o Zé Lelé a arrumar namorada com simpatias em um arraial da vila. Foi publicada originalmente no 'Gibizinho do Chico Bento Nº 4' (Ed. Globo, 1991). 

Capa de 'Gibizinho do Chico Bento Nº 4' (Ed. Globo, 1991)

Nela, Chico Bento encontra o Zé Lelé suspirando na rua, sentado em uma pedra e Chico fala que tinha avisado que as goiabas que o Zé Lelé havia comido estavam verdes e por isso estava gemendo, achando que ele estava com dor no estômago. Zé Lelé diz que não é por causa das goiabas, e, sim, porque tem uma festa no arraial da vila e não tem ninguém para ir com ele e com a sua cara de "bocó", ele nunca vai conseguir uma namorada.

Chico diz que ele vai desencalhar no arraial mesmo, porque ele tem um livro de simpatias em casa e vai ajudá-lo a conseguir uma namorada. Zé Lelé pergunta se isso funciona mesmo, e o Chico responde que ele tem a Rosinha para provar.


Chega a hora do arraial e eles estão lá com o Chico com o livro de simpatias na mão e Zé Lelé comenta que todas as meninas da vila estão lá. A primeira simpatia era tirar um chocalho de uma cobra cascavel. Aí o Zé Lelé imediatamente encontra uma na moita, luta com ela e consegue pegar. Quando volta, Chico lê que era para amassar e colocar o pó no ouvido dolorido. Logo, se toca que era simpatia errada, contra dor no ouvido, e o Zé Lelé teve trabalho à toa de lutar com a cobra.


A outra simpatia, dessa vez realmente pra arrumar namorada, Zé Lelé teria que tomar banho com pétalas de rosa durante 3 domingos seguidos e depois colocar um vestido da mesma cor. Zé Lelé responde que ele é lelé, mas nem tanto, afinal ele não usaria vestido. 


Então, Chico parte para outra simpatia. Chico lê que tem que comprar um refrigerante. Depois de ter comprado, Zé Lelé, zangado por ter gastado dinheiro, pergunta se é simpatia para arrumar namorada ou matar a sede. Chico diz que está escrito no livro e continua, lendo que teria que jogar a metade do refrigerante no rio, enquanto diz: "Santo Antônio, te dou metade do meu refrigerante, se você me der uma boa namorada." 

Só que enquanto o Chico vai lendo, o Zé Lelé, lerdo que só ele, vai jogando o refrigerante todo no rio. Chico dá bronca, falando que era só a metade e Zé Lélé responde que talvez Santo Antônio não goste de guaraná, quem sabe se fosse cerveja ou vinho, ou que ele não esteja com sede.


Eles seguem com outra simpatia, que era para escrever no papel o nome da menina que ele gosta. Colocar em um copo d'água com bastante açúcar e deixar ferver. Só que o Zé Lelé, em mais de uma das suas lerdezas, toma a água com o papel em vez de ferver. A próxima era arrancar um pouco de pelo de um casal de gatos pretos. Zé Lelé tenta pegar, mas os gatos o arranham todo e não consegue pegar, falando que não quiseram cooperar.


Então, Chico mostra outra simpatia, falando que essa era infalível, que era só amarrar a imagem de Santo Antônio, o santo casamenteiro, de cabeça para baixo em uma árvore e só soltar quando conseguir uma namorada. Zé Lelé, já desiludido, fala que não vai certo, que o Santo Antonio vai ficar pendurado lá pelo resto da vida, até que é interrompido por uma menina, perguntando se ele é o Zé Lelé, que o nome dela é Zulmira e se quer dançar uma quadrilha com ela. Zé Lelé aceita e eles vão, com os dois tímidos, cheios de vergonha.


No final, Chico ficou contente e comemora se direcionando a santo Antonio que deu certo. Então, a imagem do Santo Antonio fala com ele, dizendo que claro que deu e manda o Chico tirá-lo de lá da árvore. E ainda tem um aviso do roteirista que escreveu a história, falando que todas as simpatias foram testadas pelo roteirista e como continuou sem namorada, não pode garantir que elas dão certo.


Muito legal essa história do Zé Lelé tentando arrumar namorada com simpatias. Tem umas tiradas muito engraçadas, já que tanto o Zé Lelé quanto o Chico são atrapalhados. Legal o Zé Lelé sendo chamado de bocó, no lugar de lerdo, representando a simplicidade da roça. Interessante também mostrar um texto no final que o roteirista fez as simpatias, mas continuava encalhado. Bem bolado pra informar aos leitores que simpatias não são garantia que vão funcionar.


Essa menina Zulmira só apareceu nessa história. Naquela época realmente o Zé Lelé não tinha namorada, e só anos depois a Maria Cafufa é que seria a sua namorada oficial. Mesmo simples, seria impublicável hoje em dia, já que além de mostrar crianças envolvidas com simpatias e tema religioso com Santo Antônio, coisas não muito bem vindas hoje, tem também o fato do Zé Lelé lutar com cobra cascavel, derramar refrigerante do rio, referência a bebidas alcoólicas, entre outros.


A história tem 14 páginas no total no formato gibizinho. Se fosse publicada em um gibi convencional, teria no máximo a metade de páginas. Na postagem a coloquei completa. Na mesma história, além de namoro, ainda tem a temática de festa junina em homenagem ao dia de Santo Antônio, comemorado no dia 13 de junho. Ou seja, tem várias comemorações de junho juntas em uma só. Curiosidade que ela não foi publicada em junho, e, sim em novembro, já que não existia ainda os gibizinhos em junho de 1991, sendo lançados em agosto de 1991.


Os traços maravilhosos, por sinal, muito bem caprichados. Ficou bacana ver os meninos de botina na festa junina. Teve ainda um erro na cor do chapéu do Chico no final da história que ficou com o mesmo fundo rosa e curioso que quando foi republicada no 'Almanaque do Gibizinho da Mônica Nº 1', de 1998, mantiveram esse erro. Afinal, nos almanaques da Globo não corrigiam erros de cores. A capa ficou bacana, apesar de fazer referência à história de abertura, como era de costume nos gibizinhos, fizeram uma piada em cima disso. Muito bom.


Para saber mais detalhes da série "Gibizinho", entre AQUI e AQUI

12 comentários:

  1. Muitooo boa...essa HQ do gibizinho, quando li na primeira vez...rir na parte que zé lelé diz : ...num quisero cooperá! kkkkkk :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk... engraçada essa parte. A hq é muito legal. :D

      Excluir
  2. Em época de dia dos namorados, nada melhor do que postar sobre esta HQ!
    Abraços, Marcos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Kleiton, tudo a ver com a data. Muito legal essa hq. Abraços

      Excluir
  3. vocês já receberam os gibis desse mês pelo correio? é que eu assinei as revistas da TM e estou preocupado porque elas ainda não chegaram aqui. Ai queria saber se demora mesmo.
    essa HQ é muito daora, principalmente o final. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, uma hq muito boa, ótimas tiradas.

      Quanto a gibis, o certo é os assinantes receberem primeiro, antes de chegar nas bancas. Aí só mesmo quem é assinante pra responder. Abraços

      Excluir
  4. Esses gibizinhos eram legais como algo temporário. Mas como tive bem poucos, dei eles pra algum amigo. Não estavam de acordo com "a cara" da minha coleção. Mas eram legais esses fininhos. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O formato dos gibizinhos diferenciava dos demais, mas eu achava bacana justamente isso de ser diferente. Nada que deixar num espaço reservado só pra eles q não resolva. As hqs eram curtas e eram bem divertidas. Abraços

      Excluir
  5. Agora deu saudade dos gibizinhos que perdi numa mudança...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A desvantagem dos gibizinhos que eles eram fáceis de perder. Uma dica é colocar juntos e envolvê-los com elástico para dar um volume. Os q tinham lombada tinham menos chances de perder. Quem sabe vc recupere esses.

      Excluir