sexta-feira, 2 de maio de 2014

Mônica: HQ "A Turma da Cônica"

Nessa postagem eu mostro uma história de quando surgiu uns novos personagens estranhos no bairro do Limoeiro concorrendo com a Mônica. Essa história foi a de encerramento do gibi da 'Mônica nº 110' (Ed. Globo, 1996). 

Capa de 'Mônica Nº 110' (Ed. Globo, 1996)

Com 8 páginas no total, começa a Mônica passeando na rua quando ela ouve uma menina parodiando a sua música. Mônica pergunta se é uma gozação e a menina fala que se chamava Cônica, que era sua concorrente  e que os dias da Mônica estão contados.


Mônica pensa que é um plano infalível do Cebolinha e já manda tirar a máscara. Cônica fala que conhece um amigo que irá desbancar o Cebolinha fora de moda. Era o Salsinha que carregava as palavras no "R" e tinha cabelos parecidos como uma salsa. Mônica não gosta do que vê e a Cônica ainda apresenta os seus outros amigos. Então, são apresentados Magaleta e Barrão, além da presença do Bugu que já conhecemos.

Magaleta é uma menina que come tudo pela frente, principalmente arbustos e árvores e o Barrão além de não tomar banho, ainda suja tudo o que estiver à sua volta. E Cônica ainda conta que ela e o Salsinha brigam o tempo inteiro, estimulando a violência escancaradamente.


Mônica estranha as crianças serem briguentas, desmatadoras e poluidoras e se pergunta quem é o responsável por isso tudo. Eis que surge Mauricio da Silva, um sujeito se apresentando como primo de "um famoso desenhista", se referindo ao Mauricio de Sousa. Mônica diz que nunca ouviu falar dele e o Mauricio Silva responde que o seu talento sempre foi ofuscado pelo seu primo. Porém, ele conseguiu se vingar e criou seus próprios personagens. Com tanta violência, desmatamento e poluição no mundo, era tudo a ver com  a atualidade e logo a Turma da Mônica iria sumir para dar a vez aos novos personagens. Mônica fica com raiva e gira o Sansão e o Mauricio da Silva fala que ele usaria uma luva de boxe em vez de coelhada e o melhor que ela teria que fazer é aceitar que o reinado dela chegou ao fim.


Mônica vai embora e Mauricio da Silva fica contente que conseguiu lançar seus personagens e que logo conquistará o mundo com eles e todos estarão a seus pés. Até que Mônica volta com o Mauricio de Sousa, que já começa perguntando quem ele era, deixando preocupado. Mauricio da Silva fala que era o seu primo e o Mauricio de Sousa responde que não tem nenhum primo com esse nome e que o reconhece de algum lugar. Ele tira a máscara do Silva e descobre que era o Capitão Feio disfarçado.


Capitão Feio manda seus personagens os atacarem, mas nessas alturas Cônica e Salsinha estavam derrotados de tanto brigarem, Magaleta com dor de barriga de comer tantos arbustos e Barrão enterrado na sujeira. Mônica manda o Capitão Feio se mancar e ele pede que antes faça uma pesquisa de opinião com os leitores para saber quem eles preferem: a Turma da Mônica, que para ele era antiquada, que só faz criancices num bairro sem movimento, ou a Turma da Cônica, que era moderna, real, como um noticiário de TV. Eles olham para os leitores e fica subtendido que a maioria preferiu a turma da Mônica. Então, Capitão Feio vai embora e é revelado que os personagens dele eram os seus Monstrinhos de Lama disfarçados.


Mauricio de Sousa indaga o Bugu, como se cobrasse alguma explicação dele e o Bugu mesmo se chuta, afirmando que foi a única forma de aparecer. Tudo resolvido, Mônica fica feliz que os leitores ainda preferiam a turma dela. Mauricio de Sousa fala que todos tem um lado tranquilo e por isso identificam com eles, com uma vida simples, sem poluição, desmatamento e violência. Nessa hora, Mônica vê a caricatura dela no muro e corre pra dar coelhada nos meninos, e aí o Maurício corrige que só tem umas coelhadas de vez em quando, se referindo a violência, terminando assim a história.


É uma história bacana, brincando com a metalinguagem dos quadrinhos e com o politicamente correto. Interessante ver os personagens do Capitão Feio baseado nos 4 principais, porém voltados para o mal e sendo rivais da Mônica, tudo para atender o plano do Capitão Feio, que mais uma vez deu errado. Curiosamente, nas tiras de jornais dos anos 60, o Cebolinha já teve um irmãozinho chamado Salsinha, que depois essa série de tiras virou uma história adaptada em 'Mônica Nº 26' (Ed. Abril, 1972). E nessa história, o nome Salsinha foi utilizado novamente, como a versão parodiada do Cebolinha.

Apesar da Turma da Mônica não promover desmatamento, mas tem uma certa discussão sobre promover poluição e violência e foram mudadas certas atitudes dos personagens nos últimos anos. Em relação à poluição, nas histórias antigas o Cascão gostava de sujar tudo e não apoiava limpeza nenhuma, nem do quarto dele. Atualmente é que mudou e ele só não toma banho, mas não critica a sujeira e nem sai sujando as coisas como fazia. Já a respeito da violência, é correto mesmo ou não a Mônica bater nos meninos por terem aprontado com ela. Atualmente, a Mônica é menos braba e mais tolerante com as provocações e quase não bate tanto nos meninos e nem mostra eles apanhando, apenas só ela correndo atrás deles, sempre que possível.


Muito bom ainda ver nessa história o muro rabiscado com caricatura da Mônica, como um das últimas vezes que isso foi visto nos gibis, já que a partir de 1997, foi proibido cenas de rabiscos nos muros e paredes, colocando cartazes no lugar desde então. Legal também o Bugu fazendo ponta na história. A intenção dele é aparecer, seja de qualquer maneira. Aliás, por ironia ele não é mais chutado nas histórias atuais porque é violento.

Interessante também a parte do Capitão Feio pedindo opinião para saber qual a turma os leitores preferiam. A da mônica ou a que ele criou. Fica a dúvida se fizessem uma pesquisa real, os leitores preferiam mesmo a Turma da Mônica ou se quisessem que a Turma da Cônica aparecesse mais vezes nos gibis. E só pra constar,  não tiveram outras histórias com esses personagens, ficando restrito só a essa. Os traços também são bons. Na postagem, coloquei a história completa. 


E uma curiosidade sobre colorização, o que chama atenção é o marrom utilizado a partir de fevereiro de 1996, que era muito escuro, quase preto, se tornando feio assim. Claro que em uma árvore ou sapato do Cebolinha não fazia diferença nenhuma. Porém, em uma história do Papa-Capim, Raposão, Jeremias, por exemplo, eles ficavam negros e era muito estranho assim. Felizmente  em junho de 1996 voltaram a deixar o marrom normal como era, em seus variados tons. Eles viviam mudando as cores dos gibis e então era normal ver essa diferença de cores em poucos meses. Abaixo, uma cena de uma história com o Raposão assim pra perceber isso, tirada desse mesmo gibi da 'Mônica nº 110'.

Trecho da HQ "Verde que te quero verde"

44 comentários:

  1. O curioso é que o Cebolinha já teve um irmão chamado Salsinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem lembrado, Pedro... foi nas tiras de jornais dos anos 60 e depois virou uma história adaptada em Mônica nº 26 (Ed. Abril, 1972).

      Excluir
    2. Tem razão, Marcos. Um dia você poderia falar do personagem Salsinha na série Personagens Esquecidos, isso é, se você saber de histórias em que ele apareceu. Abraços!

      Excluir
  2. Hq bem legal mesmo, mas não faltou á página 77?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acabei esquecendo de colocar. Valeu o toque, já coloquei agora.

      Excluir
  3. Lembrei-me de uma história meio antiga em que a Mônica vai à praia com os pais e encontra 2 meninos, Rabanetinho e Cascata. O primeiro trocava os Ls pelos Rs e o segundo adorava sujar as outras pessoas.
    Esse marrom muito escuro deixa o desenho meio apagado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, não to lembrado dessa hq, mas acho q já vi em algum lugar. Sobre o marrom concordo contigo. Era muito escuro não dava pra ver detalhes direito. Ficava feio assim. Ainda bem que durou pouco.

      Excluir
    2. Marcos, para lhe ajudar (e também a Ana), o nome dessa história se chama Outros Amigos, publicada em Mônica # 143 (Ed. Globo, 1998) e republicada no Almanaque da Mônica # 102 (Ed. Globo, 2004). Eu mesmo conheço a história, mas não li no gibi original, só no almanaque. E só porque você provavelmente não conhece a HQ. Abraços!

      Excluir
    3. Não conheço essa hq, o último gibi da Mônica em sequência q tenho é o nº 138. Valeu pela informação. Abraços

      Excluir
    4. Eu tinha esse gibi mas e mais um dos meus perdidos :(

      Excluir
    5. Q pena... tomara q vc consiga encontrar em sebo algum dia.

      Excluir
  4. Muito Obrigado! Depois de tanto pedir, adorei rever essa história, pra mim é a melhor desse gibi tão especial. Queria que essa turminha, que tá mais pra gangue, aparecesse mais vezes. Genial essa história!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada Raul... achei essa a melhor do gibi, mas as outras tbm são boas. Dificilmente farão outra hq com eles hj por causa do politicamente correto.

      Tomara q vc consiga encontrar esse gibi em sebos ou na internet.

      Excluir
  5. Hahaha, essa história é clássica. Meu primo tem (ou tinha) esse gibi, e eu já tive o prazer de desfrutar da HQ. Achava bem diferente...Uma pena que o gibi dele (como eu disse, se é que ainda tem) faltava algumas páginas, se não me engano, e não tinha a capa, que inclusive só vim conhecer hoje.

    Deu até vontade de tê-lo agora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma hq muito legal mesmo. Uma pena q estava com páginas faltando pq ai não desfrutou por completo. Agora q conhece a capa quem sabe vc consiga encontrar em sebo ou na internet e ler novamente.

      Excluir
    2. Não se esquece de falar pra ele que a HQ foi republicada no Almanaque da Mônica # 88, de 2002, outra opção pra ele relembrar a história. Abraços!

      Excluir
  6. Tenho esse gibi! Que lindo! (Engraçado que às vezes fico em dúvida se tenho determinado gibi antigo, aí vou pro skoob e confiro kakakaka). bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk... aí é só questão de organizar melhor q aí lembra sem ter q recorrer ao skoob. Bj

      Excluir
  7. Er... acho que a turma da Cônica seria mais legal.... rsrsrs....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eles eram engraçados e não ficam atrás da Turma da Mônica rsrsrs

      Excluir
  8. Eu acho que a Turma da Cônica podia aparecer mais vezes mesmo.Ela retrata muito bem a realidade do mundo atual.E bem que essa história podia ser republicada no Turma da Mônica Extra do Maurício de Souza,né.Mas é claro que iam colocar cartazes no último quadrinho.

    A proposito,essa história já foi republicada alguma vez?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato retratam a realidade atual, mas eles não querem cenas incorretas nos gibis, então dificilmente voltam com a Turma da Cônica.

      Sobre republicação, eu não sei, mas se foi, provavelmente foi em algum almanaque a partir de 2001, quando começou a ser permitido republicar hqs de 1996.

      Excluir
    2. Marcos, essa HQ foi republicada no Almanaque da Mônica # 89 (Ed. Globo, 2002), que foi onde a li pela primeira vez. É porque você não colecionava mais na época.

      Excluir
    3. Verdade, não tenho esse almanaque. Não sabia mesmo. Valeu pela informação. Abraços

      Excluir
    4. Ah, Marcos, me desculpe, mas acho que falei mentira. Na verdade, a HQ Turma da Cônica foi republicada no Almanaque da Mônica # 88 (Globo, 2002) no final do almanaque. No Almanaque da Mônica # 89, foi republicada, no final do almanaque, a HQ da Turma brincando de mímica, que encerrou a primeira edição do primeiro gibi do Parque da Mônica de 1993.

      Além dessa HQ da brincadeira de mímica, também republicaram Mônica em Câmera Lenta, de MN # 119 (Globo, 1996), que é quando Mônica tive um dia daqueles, em que como ele é forte pra caramba e sai quebrando tudo. E o pior, é que nessa, era o dia da festa de aniversário da Carminha Frufru, então Magali a recomenda andar em câmera lenta, que nem nos filmes. Aí tudo vai bem, até que um bandido aparece do nada na casa e a Mônica detona geral, ou melhor, quebra tudo. Aí no final, como Cebolinha disse para o Cascão que ela não podia bater em câmera, eles a xingam, porém ela arrebenta com eles e os meninos se dão mal, terminando a HQ.

      Muito boa essa HQ, adoro HQs que tem aniversários nela, não só as HQs anuais de aniversário da turma, mas como também HQs que nem se passam no aniversário dos personagens principais. Engraçado mesmo é ver o Cascão dizendo no final da HQ, que alguém queimou o filme. Muito bom.

      Já no almanaque # 88, republicaram a HQ O Plano da Falsa Amiga, de MN # 117 (Globo, 1996), em que Mônica usa óculos escuros e Cebolinha pergunta porque ela está usando, mas não ela quer nem falar. Então, ele manda o Cascão se vestir como a Magali para descobrir o motivo. Depois, Mônica confunde o Cascão como se fosse a Magali, mas era só o Cascão disfarçado. No final, descobrimos o motivo dela com óculos escuros: Ela chorou pelo Fabinho (ou seria Renatinho, Ronaldinho ou etc...). Mas ele achou ridículo, aí ela quebra a cara deles. E quando Magali volta da viagem (é, ela viajou nessa HQ, por isso que o Cascão estava disfarçado de Magali), ela pergunta por que os meninos usavam óculos escuros. Bem, o motivo, nem preciso falar.

      Enfim, essas HQ são o máximo, não sei porque não fazem mais HQs desse jeito, talvez porque as antigas eram bem parecidas com desenhos antigos, tipo Pernalonga, Piu Piu e Frajola, Papa Léguas, Tom e Jerry e Pica-Pau. E como eles acham alguns desenhos violentos, hoje o clima é bem assim, bonitinho.

      Então, eu quero que você fale dessas HQs um dia, caso você as conhecer. E me desculpe o meu engano, eu tenho os dois almanaques citados acima, e acho que você nem deve ter, mas quando fui folhear, eu troquei as bolas. Sinto muito, tá bom? Ah, diga se você tem ou não esses almanaques e os gibis originais, beleza? Abraços!

      Excluir
    5. Conheço essas hqs pelos gibis originais. Abraços

      Excluir
  9. Quando eu era criancinha, tinha medo dessa historia... Não sei por que!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk... vai ver por que eram os traços ou os personagens faziam o mal rsrs. Ela é engraçada.

      Excluir
    2. Ou vai ver que a Turma da Cônica era muito violenta, assustadora e acabava com o meio ambiente. Ainda bem que eles só apareceram nessa história, e ainda bem também, que foi só mais um plano infalível do Capitão Feio. Abraços!

      Excluir
  10. História bem diferente. Mas eu senti falta de outros personagens da turma,sei que o Cebolinha e o Cascão aparecem no final,mas só lá no fim. Isso deixou o enredo muito curto.
    Logo quando vi as imagens suspeitei que esse cartunista de araque era o capitão feito,sua calça comprida é inconfundível eheheheh. Ele é um ótimo vilão,eu acho.
    Se eles voltarem só se for com um plano diferente,isto é,lutar mesmo com a turma toda para ter o seu espaço.
    O mais engraçado foi o Bugu se chutando. Uma das poucas vezes em que ele aparece em histórias alheias ehehheeh.
    Eu votaria na turma da Mônica,claro,mesmo com a turma como está hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Capitão Feio é ótimo. Ele como cartunista rival do Mauricio foi demais. Como a hq é curta, os outros personagens não apareceram. O Bugu realmente aparece mais nas hqs do Bidu.

      Excluir
  11. Ô loco Marcos, com certeza essa é uma das HQs mais loucas da turma. Eu já conhecia essa HQ, porém eu a vi quando foi republicada no Almanaque da Mônica # 89 (Ed. Globo, 2002), que também republicou Mônica em Câmera Lenta (MN # 119, Ed. Globo, 1996).

    Tenho outros almanaques da Mônica dessa época (2002 e 2003), pois naquele tempo, colecionava muitos gibis, já você, nem pensar. Veja bem, de HQs republicadas, e também as que você devia falar um dia no blog são:
    - O Plano da Falsa Amiga (MN # 117, Ed. Globo, 1996)
    - Complicado Demais (MN # 127, Ed. Globo, 1997)
    - Os Concorrentes (MN # 129, Ed. Globo, 1997)
    - O Bichinho Dentro do Ovinho (MN # 132, Ed. Globo, 1997)
    - A Porta (MN # 134, Ed. Globo, 1998)
    - Farinha e Ovo (MN # 137, Ed. Globo, 1998)
    - Quem Te Viu e Quem TV (MN # 138, Ed. Globo, 1998)
    e muitas outras...
    São HQs boas, bem criativas e interessantes, e não que eu tinha os gibis originais, pelo menos eu tinha os almanaques e o antigo site da Turma da Mônica para conhecer essas HQs. E como são muitas, queria saber se você as conhece, e fale de pelo menos uma delas um dia. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conheço todas essas hqs.... já tava começando a mudar um pouco as hqs da turma, mas são boas e divertidas ainda. Acho q a qualidade depois dessas mudaram muito. Acho q eles tinham q manter o nível das hqs como era nessa época.

      Excluir
    2. Ah, céus, Marcos! Acho que fiz besteira. Na verdade, a HQ da Turma da Cônica foi na verdade republicada no Almanaque da Mônica # 88 (Globo, 2002), que também foi republicada a divertida HQ O Plano da Falsa Amiga (MN # 117, Globo, 1996).

      É que no Almanaque da Mônica # 89 (Globo, 2002), republicaram a HQ Mônica em Câmera Lenta (MN # 119, Globo, 1996) e aquela HQ da turma brincando de mímica, de Parque da Mônica # 1 (Globo, 1993).

      Enfim, me desculpe o erro, é que acidentes acontecem, erros também. Ah, aliás, você conhece as HQs citadas? Se conhece, fale delas um dia aqui no blog, hein? Abraços!

      Excluir
    3. Conheço, sim. Quando der, eu falo.

      Excluir
  12. Oi, Marcos! Vim parar aqui em uma busca na net. Quando criança, colecionava as revistas da Mônica na sua época áurea: de 82 a 89, e era uma verdadeira enciclopédia ambulante da turma. Me lembro de uma hq deste período em que uma menina (girava um ratinho, tinha um vestidinho azul e um cabelo loiro espigado) da outra rua "desbanca" a Mônica, para a alegria inicial dos meninos. Depois, ela se revela mais abusada e truculenta que a Mônica, batendo a torto e a direito sem senso algum de justiça, até que os meninos passam a ter saudade da Mônica e a convencem a reaver o "trono" por um duelo. No início, a Mônica resiste porque está adorando as "férias" (esse negócio de ser a dona da rua dava muito trabalho) mas depois topa porque a menina lhe faz um desaforo. Naturalmente, desta vez ela ganha :D

    Como moro nos EUA, não tenho como acessar minha coleção que está nuns caixotes lá na casa da mamãe, os quais não abro desde 99! :) Quando for ao Rio ano que vem, vou ver se arranjo tempo de ler as relíquias que tenho!

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal q vc ainda tem os gibis, e melhor ainda da melhor época. Já li essa hq da menina q desbanca a Mônica. É muito boa. É original de Mônica nº 79 (Ed. Abril, 1976 e foi republicada no Almanaque do Cebolinha nº 4 (Ed. Abril, 1984). Quem sabe vc ainda tem esses gibis.

      Excluir
    2. Que barato, Marcos! Vc eh um indice vivo da localizacao das HQs! Como faz? Cataloga as revistas por historias e palavras-chave? Revela ai! :)

      Excluir
    3. Só memória mesmo, ou então, na maioria das vezes, vejo no site q mostra todas as capas e histórias principais. Esse aqui:

      http://www.getback.com.br/Monica/index2.htm

      Excluir
  13. Eu já vi vários gibis de atualmente o Bugu sendo chutado pelo Bidu e alguns personagens que não aparecem muito contracenando com o Bidu e outros personagens dele sendo chutados também. Então nem sempre que está proibido nos Gibis os personagens serem chutados... Então é melhor pensar direito antes de escrever coisa que nem sempre é assim...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser q tenha voltado com isso agora, o q é bom. Mas q ficou algum tempo o Bugu ou outros cachorros sem serem chutados, isso aconteceu.

      Excluir