quarta-feira, 15 de junho de 2016

Cascão Nº 110 - Editora Globo


Em abril de 1991 foi lançado o gibi 'Cascão Nº 110' pela Editora Globo. Nessa postagem relembro como foi essa edição e suas curiosidades.

A capa dessa vez não teve alusão à banho, medo de água, fugindo de chuva ou sujeira, apenas com o Cascão voando na vassoura de uma bruxa pela qual o Cascão trocou com ela pelo seu cavalinho de brinquedo. 

Teve 7 histórias no total, incluindo a tirinha final. Todas bem curtas e objetivas, até porque o gibi era quinzenal de 36 páginas. Como também era de praxe nos gibis do Cascão, histórias de secundários foram com Bidu e Turma do Penadinho. Sempre tinha histórias do Bidu e Penadinho nos gibis dele, a maioria dos 2 núcleos juntos e algumas vezes ou 1 ou outro. Raramente não tinham histórias deles.

A história de abertura foi "Coração sujinho!", com 11 páginas. Começa com o Cascão enfrentando vários perigos para fugir de tomar banho. Ele está na cama e começa a cair uma goteira do nada, na rua quase pisa em uma poça, corre de uma chuva inesperada, tem que voar para atravessar um rio enquanto foge da chuva até que encontra uma lata de lixo e fica lá até a chuva passar.

Trecho da HQ "Coração sujinho!"

Depois o Cascão descobre que foi seu próprio anjo da guarda que causou isso tudo para dar banho nele porque não estava mais aguentando o mau cheiro. Cascão manda o anjo ir embora e ele vai, falando que vai pedir demissão para São Pedro. Em seguida, aparece o diabinho da guarda do Cascão e põe na cabeça dele que os amigos não gostam dele por causa do mau cheiro e incentiva o Cascão a maltratá-los.

Então, o Cascão xinga o Cebolinha de bobão, cara-de-cebola, fala-errado e bocó, além de apertar o nariz dele, ignora a Mônica, deixando ela falar sozinha e não pega a bola que o Jeremias chutou. Aparece o anjinho da guarda e diz ao Cascão que é para não seguir o que o diabinho fala. Cascão manda o anjo cair fora e o diabinho ainda taca fogo em direção ao anjinho. Cascão não gosta do que o diabinho fez e sente arrependimento do que fez com os seus amigos. O diabinho diz que os amigos não gosta do jeito que ele é ainda queima o rabo do Mingau e é o Cascão quem leva a culpa de ter maltratado o mingau, afinal os amigos dele não veem o diabinho.

Trecho da HQ "Coração sujinho!"

Cascão, arrependido, manda o diabinho cair fora e diz que não quer amigos como ele. Cascão vai se desculpar com seus amigos, agora convencido que eles só querem o bem dele quando mandam tomar banho e quando ele vai embora aparece o anjo da guarda também arrependido falando que vai voltar ao trabalho, que não agiu bem com o Cascão, afinal, segundo ele "um bom coração vale mais que um mau cheirinho", mas com um pregador no nariz pra não sentir o mau cheiro dele.

Essa história foi muito boa, discute de uma forma leve se deve seguir o caminho do bem ou do mal e uma bonita mensagem de aceitar os outros do jeito que são. Eles gostavam de colocar um anjo e um diabinho da guarda com a cara do personagem, sendo o anjo representando a boa consciência e o diabo a tentação. Sempre rendiam boas histórias assim. Tem os seus absurdos como o Cascão voar para desviar do rio e seus momentos incorretos como Cascão dentro da lata de lixo e o diabinho queimar o rabo do Mingau, que atualmente seria censurado, fora o tema da história de ter diabo.

Trecho da HQ "Coração sujinho!"

Em seguida vem "Presente de amigo" de 3 páginas, com o Cascão saindo de uma loja com um presente para o Cebolinha, mas no caminho ameaça chuva e para fugir acontece de tudo. Cascão pisa no skate de um menino, derruba os pães de um padeiro, cai em um cesto de roupas limpas de uma lavanderia que o cara estava levando na moto até chegar na casa do Cebolinha derrubando a parede.

Cascão entrega o presente para o Cebolinha, que pensa que era um aviãozinho de montar porque chegou todo quebrado. Cascão não diz que não era aviãozinho de montar. Já na rua, Jeremias pergunta ao Cascão se o aviãozinho que ele deu ao Cebolinha foi caro, e Cascão diz até que não, mas que o transporte é que sai caro, com o menino do skate, o padeiro e o cara da lavanderia cobrando os prejuízos que ele deu. De curiosidade, não era aniversário do Cebolinha. O Cascão só deu presente por dar porque queria presentear o amigo.

Trecho da HQ "Presente de amigo"

Depois vem Bidu com "Papos perigosos", com 4 páginas, tipo de história que ele contracena com objetos. Nela, começa a cair de repente tudo em cima do Bidu, deixando todo machucado. Primeiro foi um cofre, que diz que tem vários segredos para contar que eram combinações de números de cofres, mas que ele não lembra do número dele e por isso o dono o jogou fora. depois cai uma samambaia e um piano. Bidu, cheio disso, fala para um aquário, armário e televisão não cairem em cima dele e queria só o fim agora. Então, cai um "Fim " grandão em cima da cabeça dele, pensando que o Bidu queria que caisse na sua cabeça.

Trecho da HQ "Papos perigosos"

Em "O aniversário", de 2 páginas, Cascão aparece com uma vela querendo treinar pra apagá-la para o seu aniversário que seria daqui 6 meses. Ele não consegue assoprar e acaba o Cebolinha atirando com um revolver d'água para apagar a vela, fazendo o Cascão correr por causa disso. Na época os personagens não tinham data fixa de aniversário e podia ser comemorado em qualquer mês, então em 1991 ele fez aniversário em outubro. Embora não coincidiu ser no dia 25 de novembro, data que é comemorado o aniversário dele atualmente, até que ficou bem próximo. Abaixo, a história completa.

HQ "O Aniversário"

A história com a Turma do Penadinho dessa edição foi estrelada pelo Cranicola. Em "Uma namoradinha para o Cranicola", com 4 páginas, conhecemos Marina, uma fantasma que estava a fim de namorar o Cranicola, mas como ela é muito ativa e adora esportes, faz o Cranicola de bola em todos os jogos. Então, Cranicola vira bola de basquete, futebol, polo aquático, boliche, com ele sempre se dando mal em todas a situações. Ele se enche e termina o namoro com Marina. No final, Cranicola diz que tem que ficar atento ao escolher uma namorada quando aparece uma "lobismulher" querendo namorá-lo, que ele logo trata de dizer não.

Trecho da HQ "Uma namoradinha para o Cranicola"

O gibi termina com a história "O aprendiz de futebol", com 4 páginas, em que o Zé Luís apresenta o Massaki, um japonês que veio ao Brasil aprender futebol. Cascão pensa que ele vai ensinar o futebol para ele, mas é o Massaki que surpreende e dá várias dribles, agarra todas bolas quando goleiro e dá um chute forte que faz o Cascão parar longe. No final, Cascão inconformado por ter encontrado um menino que joga melhor que ele, resolve jogar beisebol com o Cebolinha.

Curiosidade do jogador Maradona não ter nome parodiado. Na época nem sempre os famosos tinham nome parodiado. Tinham também muitas histórias de futebol com o Cascão. Quando o gibi do Pelezinho foi cancelado, histórias de futebol passaram a ser com o Cascão. Ele passou a torcer pelo Corinthians (era Santos nas tiras de jornais antigas dos anos 60) e era apaixonado pelo "Timão" e por jogar futebol, rendendo várias histórias assim.

Trecho da HQ "O aprendiz de futebol"

A tirinha final foi com a Mônica arremessando o Sansão no Cascão cheio de moscas em volta, o Cascão se abaixa e ela acaba acertando uma mosca, com um bom trocadilho da expressão popular "Na mosca!". Detalhe que Mônica fala "Droga!" e atualmente isso seria mudado em possível republicação recente.

Tirinha da edição

Então, sem dúvida 'Cascão Nº 110' foi um gibi muito legal, histórias curtas e sem enrolação, com traços muito bons em todas as histórias e com direito até de futebol com o Cascão. Enfim um gibi padrão para a sua época e que vale a pena ter na coleção.

12 comentários:

  1. Marcos,mudando de assunto,viu isso?

    http://m.extra.globo.com/famosos/mauricio-de-sousa-apresenta-bidu-leva-fas-dos-quadrinhos-loucura-19508355.html?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_campaign=Extra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só erraram ao dizer que o Bidu é cachorro da Magali

      Excluir
    2. que lindo! é o próprio Bidu haha só faltava ser azul

      Excluir
  2. Muito boa essa edição e sobre a capa..pensava que fosse uma edição de outubro em relação ao dia das Bruxas..rsrs :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não foi, mas bem que podia ter sido. Em qualquer mês podia sair capa com bruxas. De fato esse gibi foi muito legal. :D

      Excluir
  3. Esse penteado do japonês bom de bola parece com o que o Ronaldo iria usar 11 anos depois, na Copa do... Japão (e Coreia também), na campanha do penta que o Brasil jogou o fino da bola...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo kkkk.... uma grande coincidência. Lembrando que o Ronaldo se inspirou no Cascão para fazer aquele cabelo e não nesse japonês. Ele não deve ter lido essa historia rs.

      Excluir
  4. Eu tenho esse Gibi. Ele é legal. Adorei ver a Magali reclamando com o Cascão por pensar que foi ele quem fez aquilo com o Mingau.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom mesmo esse gibi. Essa parte da Magali foi bacana sim. :D

      Excluir
  5. Pra quem acha que só os gibis da Disney trazem cultura... foi nesta edição que "ouvi falar", ou "li escrever" pela primeira vez em 'polo aquático', e aprendi a expressão 'wakarimassen' ('não compreendo' em japonês). :)

    O"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, gibi é cultura. Da pra aprender muita coisa com eles. Eu também não compreendo japonês rs.

      Excluir