sábado, 6 de fevereiro de 2016

Chico Bento: HQ "Carnaval no Arraial"

Mostro uma história em que um Lobisomem invadiu o baile de Carnaval de Vila Abobrinha. Com 14 páginas no total, foi publicada em 'Chico Bento Nº 210' (Ed. Globo, 1995).

Capa de 'Chico Bento Nº 210' (Ed. Globo, 1995)

Na noite de Carnaval tem uma um baile à fantasia em Vila Abobrinha especialmente para as crianças, organizado pelo Nhô Lau e sua esposa. Só que era noite de Lua Cheia e um homem que passava ali perto se transforma em Lobisomem.


Logo, começam a aparecer as crianças no baile a fantasia. Rosinha vai de Chapeuzinho Vermelho e Chico de palhaço. Por causa do Chico ter cara de palhaço de verdade, a Rosinha perguntou porque ele não se fantasiou. Ele diz que está fantasiado e Rosinha responde que olhando bem tem umas diferenças. O casal encontra Zé Lelé, que estava fantasiado de espiga de milho e ele pergunta ao Chico por que não foi de fantasia. Chico fica irritado e diz que está fantasiado de palhaço. Zé Lelé diz que a graça é se fantasiar de algo diferente, e não com uma coisa parecida com eles.


Rosinha intervém e pergunta ao Zé Lelé pelo Zé da Roça. Zé Lelé diz que ele já vem, que está caprichando na fantasia. Diz que não falou qual fantasia viria, só que iria assustar todo mundo. Então, todos começam a curtir o baile, dançando as marchinhas de carnaval. Até que o Lobisomem surge no baile, atraído pelo cheiro da carne de churrasco da festa e come todos os churrascos da barraca de uma vez só.


Em seguida, o Lobisomem vê a Rosinha dançando e como pensa que ela era a Chapeuzinho Vermelho, ele tenta levá-la. Chico, sem saber que era um Lobisomem de verdade, quer satisfação de quem é ele para ir catando a namorada dele. Chico pensa que era o Zé da Roça querendo assustar e ainda diz que estava muito mixuruca porque não assusta ninguém, Ele tenta pegar a Rosinha de volta, mas o Lobisomem a toma de volta rosnando.


Chico quer saber se Zé da Roça quer roubar a namorada dele e manda devolvê-la e diz que ele não é palhaço. Nessa hora, todos do baile param e olham pra ele e Chico se olha também e diz que só está fantasiado de palhaço, mas ele não é um. Tem uma disputa de cada um segurando cada braço da rosinha, até que o Lobisomem dá um soco na cara do Chico e leva a Rosinha e Chico corre atrás do Lobisomem, ainda pensando que era o Zé da Roça.

Quando vão embora, Zé da Roça surge, vestido de vampiro e todos se assustam. Zé da Roça até pensa que eles tinham se assustado com a fantasia dele, mas na verdade, foi porque descobriram que foi um Lobisomem de verdade que levou a Rosinha. Nhô Lau pega o trabuco e vai atrás deles.


Na mata, Rosinha acha que o Zé da Roça está estranho enquanto Chico corre furioso atrás dele, chamando de safado e ladrão de namorada. Por causa das pegadas, Chico encontra o Lobisomem, que dá outro soco no Chico e os dois partem pra briga. Rosinha no alto da árvore, se convence que aquele não era Zé da Roça. O Lobisomem  quase dá uma dentada no Chico, que então resolve morder o braço do Lobisomem. Ele fica furioso e abre a boca e Chico pergunta quantos dentes. O Lobisomem  corre atrás do Chico, que pensa que o Zé da Roça endoidou.


Nessa hora, surge o Nhô Lau e dá um tiro no Lobisomem e fica no chão. Chico pergunta o que o Nhô Lau estava fazendo lá. Ele diz que foi salvá-lo. Chico agradece, mas diz que não precisava dar tiro de sal no Zé da Roça.Nessa hora, o homem deixa de ser Lobisomem e estranha por ter voltado ao normal antes de amanhecer e o Nhô Lau diz que deu uns tiros de prata e avisa que a prata tira a maldição do Lobisomem. O homem fica feliz e dá um beijo agradecido no Nhô Lau e fica meio louco por ter voltado ao normal, gritando que não é mais Lobisomem. Chico entende que ele estava brigando com um Lobisomem de verdade e, não com o Zé da Roça, pede licença e desmaia.


No final, Nhô Lau e Rosinha levam o Chico para casa dele e explicam a história para os pais, falando ainda que ele foi muito corajoso lutar com um Lobisomem para salvar a Rosinha. A mãe do Chico, Dona Cotinha, manda o Chico tirar a roupa de palhaço pra poder descansar e o Chico fica furioso, reclamando que até a mãe chamando de palhaço, porque já tinha tirado, deixando Dona Cotinha em saia justa.


Essa história é muito legal com o Chico pensando que Zé da Roça queria roubar a Rosinha dele, mas que na verdade era um Lobisomem. Mistura folclore com Carnaval. Muito engraçado o Chico sendo confundido como palhaço pelos seus amigos e até pela mãe dele e a fantasia de espiga de milho do Zé Lelé ficou bem original.

É impublicável hoje em dia, afinal iriam implicar com o tema de um baile de Carnaval infantil à noite, ser perigoso Chico lutar com um Lobisomem de verdade, Nhô Lau com trabuco e dando tiro e o pai do Chico, Seu Bento, fumando. Também tem socos explícitos que o Lobisomem deu no Chico, em vez de mostrar só onomatopeias. Tudo isso incorreto para os padrões atuais.


Os traços ficaram ótimos, sendo que nela teve alguns erros de cores com línguas de personagens brancas e  rostos de personagens secundários marrons, representando que eram negros, como aconteceu  na 5ª e 7ª página da história (página 7 e 9 do gibi, respectivamente). Não creio que a intenção que todos eles eram negros, saiu sem querer, tanto que a bruxinha apareceu de novo na 8ª página da história (página 10 do gibi) com tom de pele branca. Até que ficou legal para diferenciar. Gostava quando acontecia erros de cores. Na postagem a coloquei completa. 

Na MSP tem 3 tipos de Lobisomem: o da Turma do Penadinho, os que participam da Turma do Chico Bento como folclore e o de conto de fadas, como Chapeuzinho Vermelho e Os 3 Porquinhos. Embora tudo ser Lobisomem são universos diferentes e não é o mesmo. 


A capa do gibi fez alusão á história de abertura, coisa rara na época. Só de vez em quando tinha. Até colocaram Hiro e Ritinha na capa, mas eles não apareceram na história. Curioso que algumas vezes quando tinha capas com referência á história de abertura, nem sempre colocavam a chamada do título, colocando apenas a ilustração. Nessa o título ficou bem discreto, com fonte vermelha bem pequena e sem arte nas costas do Lobisomem, deixando claro que queriam dar prioridade à ilustração.

34 comentários:

  1. Engraçado, essa história lembra muito um episódio do Castelo Rá-tim-bum (https://www.youtube.com/watch?v=XCYzSUjaRTM), onde um lobo foge do zoológico bem na época do carnaval e chega ao castelo, mas todos pensam que é o Dr. Victor fantasiado. Como a série e a história são mais ou menos da mesma época, não sei se dá para dizer que um copiou o outro... Acho que foi coincidência, mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem interessante isso. Enredo igual, só com adaptações. De fato, tinham histórias da Turma da Mônica q eram baseados em desenhos, filmes, etc. E acontecia ao contrário também.

      Estava vendo que o Castelo Ra Tim Bum estreou em 1994 e esse é episódio 33 deve ter ido ao ar no final de 1994 ou inicio de 1995. Os 2 são da mesma época, aí nem dá mesmo quem copiou quem. Pode ter sido coincidência e quem sabe o episódio foi ao ar em fevereiro/95 junto com o lançamento dessa revista.

      Excluir
  2. Se você não tivesse dito na postagem todas as partes incorretas, eu só teria percebido o Nhô Lau com o trabuco, porque o resto eu nem notei. Fica tão engraçado. Seria melhor se hoje em dia eles fizessem histórias de datas comemorativas que não fossem só natal e o aniversário de um personagem. Histórias com enredo de carnaval, páscoa, dia dos pais e das mães, etc... Ótima postagem e obrigado por compartilhar essa história conosco!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Do jeito q implicam com qualquer bobagem, pelo menos com essas coisas já se torna impublicável. Era muito legal quando não tinham essas preocupações e faziam roteiros livres.

      Eu tbm gostava de hqs temáticas de datas comemorativas. Não precisava ser todo ano, mas de vez em quando podia ter. A Páscoa é q costuma ter as vezes com um pouco mais de frequência.

      Que bom q gostou da postagem. Obrigado.

      Excluir
  3. MUITO boa essa!! :D Nunca tinha lido assa HQ antes gostei! xD

    ResponderExcluir
  4. Alguém sabe se aquela animação antiga O grande Show foi baseada em algum quadrinho? se sim sabem qual e onde achar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi baseada em história sim, mas não lembro qual gibi q eu vi. Parece q o título não era "O grande show", era outro. Se eu encontrar aviso.

      Excluir
  5. Marcos teve muitas histórias envolvendo crossover entre a Magali e a turma do Chico Bento? A única que eu vi foi no gibi Magali 30 da editora globo. Como tem muita comida nas histórias do Chico, fico imaginando a Magali na vila abobrinha querendo comer muito. kkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tiveram algumas sim, geralmente envolvendo o pomar do Nhô Lau, com a Magali querendo pegar goiabas ou outras frutas. Uma que lembro agora é a q saiu em Parque da Mônica Nº 19 de 1994. Sem contar capas como a do Chico Bento Nº 249 de 1996 e Nº 294 de 1998.

      Excluir
    2. lembrei de outra: uma no parque da Mônica 1.

      Excluir
    3. Teve também em Parque da Mônica nº 4 de 1993 e na história de encerramento de Magali nº 347 de 2002.

      Excluir
  6. Que história boa,pode ser considerada um crossover entre chico bento e turma fo penadinho (se é que esse é o lobo que eu to pensando)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu particularmente não considero um crossover. Na Turma da Mônica considero 3 lobisomens diferentes: o da Turma do Penadinho, os que participam da Turma do Chico Bento como folclore e o de conto de fadas, como Chapeuzinho Vermelho e Os 3 Porquinhos.

      Mas, claro, cada um pode interpretar da sua forma, sem problema. Acho que é até mais essa proposta que eles faziam de ter essa dúvida se todos eram o mesmo lobisomem ou não.

      Excluir
  7. Ah, Chico Bento. Quanta alegria esses gibis deram à minha vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem fala, Kleiton, Chico era bom demais. Deu alegria pra muitos.

      Excluir
  8. Parabéns, Marcos!! Fiquei muito orgulhoso por você ter falado dessa história. Afinal eu já a conhecia, porque eu já tive esse Chico Bento nº 210, só que infelizmente não tenho mais, porque eu rasguei a capa sem querer. Mas tomara que um dia eu encontre esse gibi de novo, né? Principalmente se tiver lá no sebo aqui perto de casa.

    Enfim, eu li a HQ de novo ao ver a postagem e eu acho que ela é apenas engraçada. Nada nela me fez ficar chocado de medo.

    Só que relendo ela, acabei lembrando de um episódio clássico do Castelo Rá-Tim-Bum (https://www.youtube.com/watch?v=XCYzSUjaRTM), em que um lobo vai invadir o castelo logo num baile de Carnaval. E como era uma festa a fantasia, todo mundo achava que era o Dr. Victor fantasiado.

    Digo que esse episódio é clássico e lembrado por todos, porque o lobo causou muito medo e pesadelos pra todo mundo. Por isso, eu considero esse o mais assustador episódio da série. E você? Se lembra desse episódio? Tinha medo desse lobo?

    Outro motivo dessa HQ lembrar o episódio do lobo do Castelo é que a série já tinha sido exibida na época em que esse gibi foi lançado (fevereiro de 1995), já que ela estreou em 09/05/1994. Mas para saber quando esse episódio do lobo foi exibido é difícil, porque o Wikipédia não mostra as datas em que os 90 episódios foram exibidos. Só mostram que o especial de Natal (https://www.youtube.com/watch?v=lJEAhhRsRIM) foi exibido 2 vezes: Na noite de natal de 24/12/1997 e no dia das crianças de 12/10/1998.

    Mas se o episódio de Carnaval foi exibido na mesma época em que saiu o gibi da postagem, em fevereiro de 1995, então não dá pra saber quem veio primeiro: A série ou o gibi.

    Mas ainda tem mais: Eu vi gente comentando que essa história se trata de um crossover com o Lobisomem da Turma do Penadinho, mas eu também não considero um crossover. Afinal, o cara da história não se parece nada com o Lobi (nome do lobisomem) e sua forma humana original.

    E sobre a republicação, realmente ela nunca seria republicada. Mas você vai ter que concordar comigo que se a Panini republicasse ela, com certeza iram fazer aquelas alterações porcas, estragando assim a graça da história, não concordaria?

    Aliás, não sei se você sabe, mas você sabia que já teve uma edição do Um Tema Só falando de datas comemorativas? Foi o nº 47 de 2005 (veja aqui a capa: http://www.guiadosquadrinhos.com/edicao/ShowImage.aspx?id=32710&path=globo/c/co003101047.jpg), mas vendo sobre a edição no Guia dos Quadrinhos, acredito que ela não foi republicada.

    Falando nisso, eu nunca vi essa HQ ser republicada. Só conheço ela no gibi original mesmo. Mas por essa edição que eu citei ser (do fim) da época da Ed. Globo, eu acho que eles poderiam republicá-la de boa, sem nenhuma alteração, como acontecia nos almanaques da Abril e da própria Globo. O que você acha? Não seria uma boa ideia?

    Pra terminar, se você não lembra, o antigo Portal da Turma da Mônica já fez um cartão postal online com a capa dessa edição, só que tiveram que retirar o lobisomem, pra deixaram a turma do Chico se divetir no Carnaval numa boa. O motivo seja porque eles não querem traumatizar alguém achando que o lobo ira atacá-los. Só que essa é uma das muitas capas que já viraram cartões nesse site, já que tiveram outras, como:
    - Parque da Mônica nº 14 de 1994 (http://2.bp.blogspot.com/-fx1_CwTwxpA/UwEsmdM5h_I/AAAAAAAACdc/y1CyUFO7o1Q/s1600/Parque_da_Monica_14_(1994).jpg)
    - Cascão nº 106 de 1991 (http://1.bp.blogspot.com/-OtOSRr5OU4I/Uwv6YBV36cI/AAAAAAAACgY/nKH-mSsmFiA/s1600/_Casc%C3%A3o_106_(1991).jpg)
    - Almanaque da Mônica nº 8 de 1981 (http://www.guiadosquadrinhos.com/edicao/ShowImage.aspx?id=9752&path=abril/a/amo003108.jpg)
    - Um Tema Só nº 13 de 1996 (http://gibihouse.xpg.uol.com.br/globo/mauricio/umtemaso/umtemaso1/umtema13.jpg)

    Então, eu vou ficando por aqui. Como eu já disse, muito obrigado por você ter falado dessa história muito especial pra mim, que por coincidência, ela tá fazendo 21 anos nesse ano de 2016.

    Por isso, um bom carnaval pra você e nos vemos na próxima postagem! Abraços!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel, embora tenha tema de terror, essa hq é leve e é pra rir e não sentir medo. Se republicassem fariam alterações ridículas. Só valeria a pena republicá-la se não mudassem nada, o q acho difícil.

      Não sei se ela foi republicada um dia. Acho q não. Os primeiros almanaques do Chico na Panini tinham hqs de abertura de 1994/95 e não foi republicada neles. Legal saber q essa capa e as outras viraram cartões. Boa sorte na procura desse gibi.

      Quanto ao episódio do Castelo Rá Tim Bum, eu não assistia na época, aí não posso dizer se tinha medo. Acho q foi uma grande coincidência o fato das HQS parecidas. Vendo melhor, se os episódios eram semanais, foi ao ar bem perto de fevereiro de 95. O gibi foi feito com antecedência de pelo menos 3 meses, sem contar que o roteiro é feito bem antes, isso se não foi roteiro engavetado. Por sua vez o episódio teve a sua antecedência pra gravar e roteiro foi feito antes da gravação. Por isso nesse caso, acho q ninguém copiou ninguém dessa vez, pura coincidência.

      Bom carnaval. Abraços

      Excluir
  9. História muito boa. Acho essa capa muito legal. Felizmente tenho esse gibi.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal q vc tem esse gibi. As hqs são muito boas. Abraços

      Excluir
  10. Marcos eu tenho uma raiva que eu nasci em 2005 epoca do politicamente incorreto você podia mostrar das edições n 1 da turma da mônica pela editora globo mônica n 1 cebolinha n 1 cascão n 1 chico bento n 1 e magali n 1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pena mesmo q não presenciou a fase de ouro da turma, comprando em banca, mas se der pode ver se consegue comprar gibis antigos em sebos.

      Quando der, eu posto sobre as edições nº 1 da Globo, mas adianto q da Magali nº 1 já mostrei como foi aqui:

      http://arquivosturmadamonica.blogspot.com.br/2014/02/os-25-anos-do-gibi-da-magali.html

      Excluir
    2. Eu nasci em 2007! Quando veio a panini!!!!!

      Excluir
  11. Marcos você podia colocar as resenhas das 33 primeiras edições da coleção historica cada uma em uma postagem não acha agradeço beijos tchau

    ResponderExcluir
  12. História perfeita , mas acho q essa historinha poderia ser sim Repúblicada, tenho um almanaque q mostra o papa capim com uma arma que ele recebe de um guarda para se defender de uns jacarés mas em baixo na legenda deixa bem claro"nas histórias atuais não se utilizam armas"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, lá pra 2008, 2009 eles colocavam isso de legenda que hoje em dia não fazem mais isso, e ai não mudavam os desenhos com isso. Agora, ou não republicam ou fazem alterações toscas que estragam com as histórias. Se republicarem essa, fariam alterações grandes nela.

      Excluir