quarta-feira, 27 de março de 2013

Surpresa no Almanaque da Mônica nº 38



Ultimamente os almanaques da Mônica, Cebolinha e Cascão da Panini têm nos presenteado com várias histórias do final dos anos 80 e inicio dos anos 90. Alguns, normalmente os da Mônica, têm apenas histórias de 1987/88. Outros só a história de abertura são do final da globo, e todas as outras de miolo antigas daquela época. Claro que são histórias que já foram republicadas e estão sendo de novo, mas pra quem não conhece as histórias vale a pena assim mesmo. Já os Almanaques da Magali e do Chico Bento não segue tanto essa linha, quem sabe, eu fale melhor em outra oportunidade.

Nesse mês, o almanaque do Cebolinha fugiu um pouco disso de ter histórias do final dos anos 80 e inicio dos anos 90. Dessa vez só tem histórias dos anos 90, inclusive a de abertura de 1997, que mesmo assim está bom. E o Almanaque do Cascão também com 3 histórias mais novas do final da Globo, incluindo a de abertura com a história "Sem Limite", de 2000 (uma paródia do programa de TV "No Limite" da Globo), e as demais histórias variando de 1988 a 1992. Já o Almanaque da Mônica é o melhor do mês, continuando a ter histórias exclusivamente antigas, dessa vez variando de 1988 a 1993, prevalecendo 1990.

E é desse almanaque da Mônica que quero comentar. Todas as histórias muito boas, mas quero dar destaque a 2 histórias desse Almanaque. A primeira é a história de abertura "Lambada". Publicada originalmente em Mônica nº 45 (Ed. Globo, 1990).

Na trama, a Mônica quer aprender a dançar lambada para poder dançar com o Flavinho, seu paquera, no concurso de lambada que vai ter no bairro. Só que Cebolinha e Cascão ouvem ela contando a novidade para Magali e eles resolvem provocar a Mônica, com o Cebolinha se tornando "Cebolinha Magau", o professor de lambada pra ensinar tudo errado para a Mônica. É muito engraçada essa história, muito bem desenhada, sendo que algo chama atenção. A gente, hoje, na era digital do DVD, Blu-ray e na história é estranho (e ao mesmo tempo bom) ler eles falando de fita VHS, videocassete, fita do Jaspion (na história Caspion). É nostalgia pura. E o bom que eles não mudaram nada. Nem texto, nem desenhos. Muito bom.


Sem contar as letras das músicas do Beto Barbosa e Kaoma na história. Sem dúvida, uma história clássica que marcou época e que resgataram nesse almanaque para os novos leitores. Sensacional. Deixando claro que, como não comprei esse almanaque porque eu tenho as revistas originais, as imagens foram retiradas das revistas originais.


Outra história de destaque é "Um intruso no céu" da Turma do Penadinho. Publicada originalmente em Mônica nº 48 (Editora Globo, 1990). Nela, um diabinho disfarçado tenta entrar no céu, ficando numa fila de almas que estavam entrando no céu. E consegue! Nada anormal, se não fosse que nos gibis atuais eles não fazem mais histórias com diabos nem bandidos. É de admirar republicaram história com diabo num almanaque convencional. Já é uma vitória isso.

 

Só que como nada é perfeito, nunca dá pra elogiar totalmente a MSP, eles cometeram um deslize nessa história. Na revista original, quando o diabinho xinga o anjo ele o xinga de: "BUNDA-MOLE! MÃEZINHA! COVARDE!" . E nesse almanaque, eles mudaram para "CHATO! BOBO! TONTO! COVARDE!" . Quando peguei a Mônica nº 48 para escanear e vi esse texto, tive que folhear de novo na banca para ver se eles mudaram o texto. E infelizmente mudaram, sim. Odeio quando eles mudam o texto ou redesenham algo da história por causa do politicamente correto. Um absurdo. Se é para mudar alguma coisa é melhor não republicar. E isso está bem frequente nos almanaques. É o preço que a gente paga pra ter histórias antigas nos almanaques atuais. Aqui um trecho da revista original do diabinho xingando o anjo:


Fora esse deslize, muito bom esse almanaque da Mônica. Só essas histórias citadas já vale a pena, mas todas as histórias são boas. Se por acaso você encontrar por aí, ou quem sabe, as originais em algum sebo, vale a pena.

Capa original de Mônica nº 45 -Ed. Globo, 1990
Capa original de Mônica nº 48 -Ed. Globo, 1990
Capa do Almanaque da Mõnica nº 50 - Ed. globo, 1995 - que foi republicada a HQ "Lambada " pela primeira vez

27 comentários:

  1. Pôxa, bacana essa capa de Mônica. Recordo quando era guri e ficava vendo o Gugu apenas para sacar as calcinhas das dançarinas de lambada. Quase sempre eram saias brancas com calcinhas brancas!

    Legal a recomendação! Só pelo Cebolinha "Magau" e canções de Beto Barbosa e Kaoma já está valendo. Mas acho que nada vai superar Cascão e Cebolinha com as caras pintadas, dando uma de Secos & Molhados...

    Vi esse almanaque e não comprei. Mas acho que darei uma chance.

    Quando à alteração do texto, fazer o quê? Em tempos modernos e sem muitos escrúpulos, vem o MSP querer com suas lições de "bunda molismo". Mas, claro, só em mostrarem um diabinho já é algo bom!

    Bom trabalho de resenha, comentários úteis sobre as publicações originais e postagem de capas!

    ResponderExcluir
  2. A lambada era uma febre mesmo. Tudo quanto era programa de TV mostrava. E a MSP nao podia ficar de fora.

    Quanto a alteração de texto está muito frequente. Se não é texto, eles redesenham a cena. Isso que estraga, mas fazer o q se é o politicamente correto predomina.

    ResponderExcluir
  3. Maneiro.. te garanto q nao vai se arrepender.

    ResponderExcluir
  4. Malditos politicamente correto na HQ do Penadinho(mas pra Diabinho)..kkk

    Também comprei esse almanaque..legal ver as capa onde a HQ LAMBADA saiu e que linda essa capa do Al.Mônica 50..nunca tinha visto nem sabia que a HQ já tinha sido republicada! ;)

    ResponderExcluir
  5. É Xandro, ela já foi. Normalmente as HQS dos almanaques atuais são mais re-republicações, mas vale a pena de qualquer maneira.

    ResponderExcluir
  6. Esses almanaques, ultimmente, têm sido bons. Tenho alguns aqui do Cascão e Chico Bento que valeram muito a pena.
    O do Chico Bento 37 tem de nvo aquela história que homenageia da artista Rosana.
    Valeu a dica!

    Abraços. Fabiano Caldeira.

    ResponderExcluir
  7. Fabiano, esse almanaque do Chico foi bom sim, pena q a história de abertura é muito nova(2003), com hqs tão boas q até hj nao foi republicada. As outras de miolo foram tudo dos anos 90. O almanaque q acho melhor ultimamente é o da Monica. Tudo histórias de mais de 20 anos atrás.

    ResponderExcluir
  8. Olá! Reli a matéria e vi um comentário meu. Esquisito isso, me senti meio " Cebolinha ghost"..rsrs...

    Mas é sempre bom rever algo interessante e qu nos fez bem!

    Tenha um bom domingo!


    Fabiano Caldeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, Não me lembra disso, é meio triste quando o cebolinha morre.

      Excluir
    2. Sem dúvida uma história muito marcante.

      Excluir
  9. Rsrs... isso aí Fabiano. Um bom domingo tbm!

    ResponderExcluir
  10. Olá, conheci seu blog hoje e estou adorando! Não só colecionadora, mas li muitas revistinhas entre 1993 e 1997, se não me engano. Estou apenas comentando pra dizer que tive uma camiseta com essa estampa da lambada, obrigada pela lembrança. ^^

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Oi Daniela seja bem vinda... obrigado e q bom q tá gostando do blog. Nem sabia q essa imagem já foi estampa de camiseta. Legal saber.

    ResponderExcluir
  13. Há um tempo atrás fui num sebo e vi essa HQ da Monica Nº 45 com a história da lambada, comprei ela, o estado de conservação não estava lá essas coisas, li ela e gostei muito, só que depois desfiz dela dando pra minha prima, porque tinha visto essa mesma edição no sebo do centro de SP em muito bom estado, mas como já tinha rapado várias HQs nesse dia, deixei pra levar ela outro dia. Quando foi essa semana, Quarta-feira lá estava ela, não pensei duas vezes e rapei de lá. Vale muito essa edição na coleção. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Q sorte q vc ainda conseguiu encontrar lá depois de algum tempo. Dou uma dica de vc se desfazer só quando tiver conseguido repor por outra em melhor estado.

      É um ótimo gibi esse da Mônica 45. Abraços

      Excluir
    2. Pois é Marcos, mas estou fazendo isso mesmo, e tenho alguns almanaques do Chico Bento velhos, quando eu encontrar os mesmos em bom estado me desfaço desses também. Abraços.

      Excluir
    3. Isso aí, melhor ter em mau estado do q não ter. Abraços

      Excluir
  14. Marcos, mesmo eu não ter falado na época, vou ter que concordar: ESSE ALMANAQUE É GENIAL!!!!

    Sério mesmo, depois dessa postagem, deu até vontade de ter esse almanaque na coleção. Eu lembro que na época em que eu vi esse almanaque na banca próxima da minha escola, eu queria tanto compra-lo, mas não consegui, infelizmente :(.

    Mas quando eu vi que a HQ Lambada foi republicada nesse almanaque, foi o motivo de que eu tanto queria comprar. Eu não conhecia essa HQ, nem sabia também que já foi republicada antes na Globo, mas poxa vida, você deveria fazer uma postagem mais "completa" dessa história. Além do almanaque da Panini, eu também vou tentar procurar o gibi original de 1990 e o almanaque de 1995.

    E a HQ Um Intruso no Céu do Penadinho, eu só conhecia quando ela foi republicada no Almanaque Turma do Penadinho # 5, de 2004, mesmo que só tinha baixado o almanaque da Internet. Mas eu vi que, de acordo com o Guia dos Quadrinhos, essa HQ já foi republicada antes. Foi no Almanaque da Magali # 15, de 1997, mas como eu não tenho o almanaque, não dá pra ter certeza se foi mesmo republicada ou não. Mas como você deve ter o almanaque, então foi republicada mesmo.

    Então, pra encerrar, eis aqui a lista dos gibis comentados que tenho certeza que você irá torcer pra eu achar. OK, lá vai:
    - Mônica # 45 (Ed. Globo, 1990)
    - Mônica # 48 (Ed. Globo, 1990)
    - Almanaque da Mônica # 50 (Ed. Globo, 1995)
    - Almanaque da Magali # 15 (Ed. Globo, 1997)
    - Almanaque da Mônica # 38 (Ed. Panini, 2013)

    Como eu disse, vê se me deseja boa sorte pra eu procurar esse gibis, principalmente o da Mônica # 45. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Um Intruso no Céu do Penadinho foi republicada nesse Almanaque da Magali... tomara q vc encontre esses gibis. Abraços

      Excluir
  15. gosto mais da colorização da globo do que da panini e muito mais artesanal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc. Eu tbm prefiro as cores da Globo, completamente artesanal. Muito melhor.

      Excluir
    2. Não só vocês dois, eu também prefiro as cores da Globo, são mais lindas e realistas. Mas o que eu mais gosto são os erros de cores, tipo camisa da Magali vermelha, camisa do Cebolinha amarela, etc...

      E realmente, Marcos, você vai ter que concordar comigo que os erros de cores são muito mais divertidos. Adorava quando isso acontecia nos gibis antigos, mas se HQs que possuem esses erros serem republicadas de novo hoje, os erros seriam refeitos, e aposto que você vai concordar no que eu disse, né? Abraços!!

      Excluir
    3. Eu gostava quando tinha erros de cores. Atualmente eles corrigem sim nos almanaques nas republicações e até na Coleção Histórica.

      Excluir
  16. corrigiram um erro de cor na camisa do flavinho, na original tava tudo vermelho e agora botaram as listras brancas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sabia disso. Na verdade nem comprei esse almanaque rs.

      Excluir