quinta-feira, 12 de maio de 2016

Álbuns de Figurinhas da Turma da Mônica (Parte 1)


A Turma da Mônica sempre teve muitos álbuns de figurinhas, afinal colecionar figurinhas faz parte da infância. Foram criados os mais variados álbuns, com diversos tema a cada nova edição. Com isso, vou mostrar os principais álbuns de figurinhas já produzidos até agora. Como foram muitos, dividi em 2 postagens, e nessa eu relembro os álbuns entre 1979 a 1990.

Eu tive muitos álbuns de figurinhas, de vários estilos, mas curiosamente da Turma da Mônica só tive um, até porque quando colecionava gibis não fizeram muitos. Hoje não tenho mais álbuns de quando era criança, não guardei nenhum de lembrança. Então, todas as imagens dessa postagem foram tiradas na internet, mais especificamente do site "Mercado Livre" que estão sendo vendidos atualmente lá.

De curiosidade, a maioria das figurinhas desses álbuns viraram depois imagens para colorir ou como cenas de "Jogo dos 7 erros" e outros passatempos em Almanações de Férias, ou simplesmente aproveitadas em capas e outros materiais dos gibis de tão bonitas que eram essas figurinhas.

O primeiro álbum de figurinhas foi em 1979, apenas com o título "Turma da Mônica". Ainda da fase superfofinha, mostrava os personagens nas figurinhas em 256 cromos. No editorial, mostra um breve histórico da Turma desde 1959 até a atualidade até então, com uma curiosidade que ao falar das revistas que existiam (Mônica, Cebolinha e Pelezinho), eles estavam preparando a revista do Cascão. Então, o público teve que esperar 3 anos para o lançamento da revista dele após ler a notícia, já que só foi lançada em 1982.

Capa e contracapa do álbum "Turma da Mônica" (1979)

As figurinhas mostravam basicamente apresentação dos personagens, com desenho e o nome dele embaixo. Fica curiosidade de aparecerem alguns que só tinham aparecido em 1 história ou que estavam sumidos. Vemos, então, além dos tradicionais, personagens como Pantagruélico, Papãozinho, Napoleão (cachorro da Mônica), Massaro, entre outros. 

Tem curiosidades também como não mostrar a mãe do Cascão e o pai da Magali porque raramente apareciam. Com Mônica, Cebolinha, Chico Bento, Franjinha e Pelezinho mostraram tanto pai e mãe deles. Na Turma do Chico Bento mostraram a Ritinha e, com isso, ela apareceu em alguma história dos anos 70, depois ficando sumida e voltando pra valer no final dos anos 80 em diante.

Um trecho do álbum "Turma da Mônica" (1979)

As páginas centrais eram do tipo "transfex" sem o formato retangular das outras figurinhas que dava para colocar as repetidas em outros lugares para enfeitar livros, cadernos, pastas, etc. Eram temáticas com 2 páginas reservadas aos personagens da Pré-História, 4 páginas com os personagens representando um país diferente e 2 páginas com os personagens no espaço sideral.

Um trecho do álbum "Turma da Mônica" (1979)

E na última página uma série de 8 figurinhas formavam um lindo desenho dos personagens da turma com o Mauricio. Só faltou a Magali, mas é que ela ainda não era personagem principal.

Um trecho do álbum "Turma da Mônica" (1979)

Em 1981 foi lançado o álbum "Como diz o ditado" em que a Turma da Mônica mostra ditados e provérbios populares. Foi um álbum muito interessante em que eles procuraram colocar ilustrações dos personagens que tinham a ver com cada ditado.

Capa e contracapa do álbum "Turma da Mônica - Como diz o ditado" (1981)

Por exemplo, no ditado "De médico e de louco todo mundo tem um pouco". mostrava o Louco de médico querendo dar injeção no Cebolinha; no ditado "Quem cochicha o rabo espicha, quem ouve o rabo encurta", aparece o Tecodonte cochichando ao ouvido do Horácio, com Tecondonte com rabo enorme de vários metros e Horácio com rabo curto; "O que não mata, engorda", mostra a Pipa pedindo 50 torresminhos e por aí vai.

 Um trecho do álbum "Turma da Mônica - Como diz o ditado" (1981)

O álbum teve 252 cromos e foram mostrados personagens de todos os núcleos. Inclusive, bastante figurinhas com Os Souza, Nico Demo, Boa Bola, personagens que estavam esquecidos até então, ou ficariam anos depois.

 Um trecho do álbum "Turma da Mônica - Como diz o ditado" (1981)

Em 1983 foi lançado o álbum "Turma da Mônica no circo", com 224 cromos, que mostrava imagens dos personagens em situações de circo, com eles como palhaços, trapezistas, mágicos, acrobatas, entre outros. Tinha então Magali vendendo algodão doce, Chico Bento como palhaço, Cascão como trapezistas. A imagem das capas foram tiradas de figurinhas presentes no álbum.

Capa do álbum "O Circo da Mônica" (1983)

As figurinhas se encaixavam na cena de fundo do álbum com cenário de circo, sendo o fundo todo branco com contornos azuis e as figurinhas coloridas davam o contraste.  Essas figurinhas já eram do tipo auto-colantes. Teve presença de todos os núcleos, e Pelezinho aparecia bastante, mesmo que sua revista já tinha sido cancelada em 1982, mas saia almanaques regulares dele na época.

Um trecho do álbum "O Circo da Mônica" (1983)

O álbum de figurinhas "A história da Turma da Mônica" foi lançado em 1986 pela Editora Rio Gráfica. A MSP ainda estava com seus gibis na Editora Abril e esse álbum foi o primeiro produto da Turma da Mônica pela editora Rio Gráfica, que depois se passaria a se chamar Editora Globo.

Capa do álbum "A história da Turma da Mônica" (1986)

Como o nome diz, esse álbum, com 207 cromos no total, mostrou a história da Turma da Mônica, desde o nascimento do Mauricio, de quando ele se tornou repórter policial e fazia tirinhas para jornais até a atualidade até então.

Um trecho do álbum "A história da Turma da Mônica" (1986)

Mostrava evolução de traços dos principais personagens e alguns secundários como Tina, Horácio, Bidu, Piteco, etc, além de filmes produzidos para cinema, propagandas que saíram na TV, entre outras coisas. As propagandas de TV foram frames originais dos anúncios que saiam na televisão.

Um trecho do álbum "A história da Turma da Mônica" (1986)

As imagens das figurinhas, curiosamente, foram aproveitadas depois no livro "Mauricio 30 Anos", de 1990, para ilustrar aquele livro quando mostraram a história do Mauricio e apresentar os personagens.

Um trecho do álbum "A história da Turma da Mônica" (1986)

Em 1988 foi lançado o álbum "A Turma da Mônica no cinema" em que mostrava em 168 cromos os filmes de cinema da Turma da Mônica até então.

 Capa do álbum "A Turma da Mônica no Cinema" (1988)

Desenhos como "As aventuras da Turma da Mônica", "A Princesa e o Robô", "As novas aventuras da Turma da Mônica", "Turma da Mônica e a sereia do rio", "Turma da Mônica e o bicho papão" foram mostrados nesse álbum. No interior, mostrava enredo dos filmes e as ilustrações das figurinhas eram retiradas de frames diretos dos filmes.

Um trecho do álbum "A Turma da Mônica no Cinema" (1988)

Então cada figurinha mostrava uma cena do filme e aparecia um texto informando sobre a passagem daquela cena que destacaram e assim formava um resumo de como foi cada história. Muito interessante.

Um trecho do álbum "A Turma da Mônica no Cinema" (1988)

"A Turma da Mônica na Amazônia" foi lançado em 1990 mostrando a turma em uma viagem a Amazônia. A capa com eles em um avião sobrevoando a Amazônia.

Capa do álbum "A Turma da Mônica na Amazônia" (1990)

Com 100 cromos no total, mostrou como foi a viagem deles na Amazônia, com todos os costumes, bichos típicos, eles junto com índios, etc. Com isso,  os personagens apareciam juntos de tamanduá-bandeira, arara azul, plantas específicas como vitória-régia, tribos de índios típicos da Amazônia e, logicamente, se encontraram com Papa-Capim. 

Um trecho do álbum "A Turma da Mônica na Amazônia" (1990)

O fundo do álbum era verde mostrando árvores, rios e trilhas, como se eles tivessem sobrevoando a Amazônia. E as figurinhas entre elas, como se fossem os pontos específicos da região que eles estão visitando. E sempre especificando com uma legenda embaixo das figurinhas o que cada coisa representa. Esse foi o único álbum de figurinhas da Turma da Mônica que eu tive e gostei bastante dele.

Um trecho do álbum "A Turma da Mônica na Amazônia" (1990)
                 
Como podem ver foram álbuns de figurinhas bem simples, mas sem dúvida bem nostálgicos que valem a pena recordar.

Para conferir os álbuns de figurinhas a partir de 1994 em diante, entre aqui:

20 comentários:

  1. Esses álbuns são bem interessantes. Gostei. Espero que um dia, quem sabe, você consiga fazer uma postagem parecida sobre quebra cabeças da turma da Monica. Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Fabiano, que bom que gostou. Se der eu faço post de quebra-cabeças, mas te garanto que vai ser difícil mostrar todos porque tiveram vários que a gente nem imagina que teve. Alguns eu já mostrei em postagens de propagandas de brinquedos.

      Abraço

      Excluir
  2. Colecionei todos esses, com exceção do último, pois já estava crescido e perdi o encanto por álbuns de figurinhas.

    Mas que eram bons tempos, eram.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, a gente cresce e perde o interesse em figurinhas. Todos esses aí foram muito interessante. Gostei mais do Ditado.

      Excluir
  3. Eu ouvi falar ao menos de um,o segundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal! De perto não vi nenhum, apenas na internet, fora o da Amazônia, que eu tive.

      Excluir
  4. Legal, colecionei o de 1979, mas com o tempo perdi pros sobrinhos, rsrsrs, mas ano passado consegui comprar um pelo ML. Ainda curto muito colecionar albuns, tenho alguns desde 1976 e outros mais contemporâneos, porem não coleciono todos, sou mais a fim dos desenhos. Completar um album hoje é mais dificil pela brincadeira da troca, tirando o da Copa do Mundo que facil se organizar com outros colecionadores. Hoje, pra ter um album completo sem ficar muito caro, utilizo o clube do Troca Figurinhas.
    Valeu pela matéria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, parece que é barato, mas sai caro, principalmente os que tem muitas figurinhas. O bom era trocar repetidas com os amigos, mas eles tinham que ter também senão não adiantava nada rs. Valeu por ter gostado da postagem.

      Excluir
  5. Eu cheguei a ter álbuns de figurinhas, mas nenhum da Turma da Mônica. Tive do Chaves e da novela Carrossel, foram os que eu mais gostei, Tive tb do chiclete Ping Pong que tinha dos animais da Amazônia e do Pantanal e eles enviavam pelo correio. Desses da matéria eu realmente não lembro de nenhum. Só lembro de umas figurinhas da Turma que vinham num chiclete cor de rosa nos anos 90 e tinham até um álbum pra colecionar, talvez apareça na segunda parte.
    Esperando a continuação. Abç.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também tive vários, mas da Turma da Mônica só tive o da Amazônia. Eles ficaram um bom tempo sem lançar álbum de figurinhas e abrangiu a época que eu colecionava. Nem esses do chiclete eu colecionei. Vou falar deles sim na próxima. Abraço

      Excluir
  6. Um mais legal que o outro..imagino eu naquela época como deve ter sido uma loucura em te-los e colecionar!! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve ter sido uma febre mesmo, todos foram muito caprichados. :D

      Excluir
  7. Caramba, quanto álbum! Eu só conhecia o de 1979 (sou de 71) e mesmo assim nunca tive.Colecionei mais aqueles de Fórmula 1 dos chicletes Ping Pong. Muito bacana a matéria, Marcos. Esperando ansiosamente pela segunda parte. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguns a gente nem imagina que existia. Eu só conhecia os de 86 em diante, os outros só fui conhecer pela internet. Em breve posto a 2ª parte. Abraços

      Excluir
  8. Muito interessante! Adorei a postagem! Muito legal ver esses álbuns tão antigos! Adoraria ter algum, mas também não possuo por não ser dessa época.

    Obs: No primeiro álbum o Jeremias está muito diferente. Não lembro dessa época dele. Além de não imaginar que o pai do Xaveco já existia nos anos 70. Foi uma surpresa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra conseguir esses álbuns só no Mercado Livre e mesmo assim pode não conseguir completo com todas as figurinhas.

      Eu também não lembro do Jeremias assim, só de quando ele era todo preto que nem carvão. Deve ter aparecido pouco assim. E o pai do xaveco deve ter aparecido pelo menos em 1 história na época para estar no álbum.

      Excluir
    2. Caraca... Tem figurinha até do pai do Xaveco quando ele nem era personagem direito. Em que ocasião ele deve ter aparecido se o Xaveco não tinha destaque de verdade? E será que ele já tinha algum resquício de personalidade da versão moderna? Será que o roteirista que fez a versão moderna sabia da existência desse?

      Excluir
    3. Eu não lembro de história do pai do Xaveco aparecendo nos gibis dos anos 70, mas apareceu desse jeito porque esteve no álbum. Deve ter sido alguma figuração rápida. Não sei se o roteirista que criou o pai do Xaveco atual se lembrou desse dos anos 70, acredito que não.

      Excluir
  9. Eu tenho da Amazônia, Bozo, e um do Snoop que é o cachorro! wanslaymcavalcante@hotmail.com Wanslay Marcel Cavalcante

    ResponderExcluir