quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Cebolinha: HQ "De dentista e de louco..."

Há 25 anos eram lançados os gibis promocionais da "Coleção Coca-Cola". Em homenagem, nessa postagem mostro uma história do Cebolinha em que ele é perturbado pelo Louco em uma consulta ao dentista. Com 8 páginas, foi a história de abertura de 'Turma da Mônica Coleção Coca-Cola - Cebolinha' (Ed. Globo, 1990).

Capa de 'Turma da Mônica Coleção Coca-Cola - Cebolinha' (Ed. Globo, 1990)

Nela, Cebolinha e sua mãe, Dona Cebola, estão na sala de espera do dentista quando ele é chamado para ser atendido. Cebolinha diz para a mãe que quer ir sozinho e Dona cebola fica orgulhosa, falando que ele já é um homenzinho. Chegando na sala, Cebolinha vê o dentista de costas com um cabelo igual do Louco e sai correndo, fazendo o maior escândalo, gritando que quer ir embora, que o dentista é louco, deixando todas as crianças que estavam no consultório assustadas e Dona Cebola envergonhada.


O dentista aparece e pergunta quem é louco. Realmente não era o Louco, apenas o cabelo que era igual. Com vergonha, Cebolinha diz que se o dentista que se parece com um amigo dele. Já na cadeira do dentista, ele manda o Cebolinha abrir a boca, examina e diz que vai precisar tirar uma radiografia do dente e sai para ver se a máquina de raio X está preparada.

Nessa hora, o Louco surge no consultório, entra pela janela e põe uma máscara do dentista Cebolinha, que estava distraído não vê o Louco entrando. O Louco, vendo o Cebolinha de boca aberta, grita falando que aconteceu uma tragédia. Cebolinha, sem saber que er ao Louco,  pergunta que tragédia foi e ele diz que ficou surdo porque o Cebolinha está berrando e não escutou nada. Logo percebe que escutou a pergunta e conclui que é o Cebolinha quem está mudo.


Cebolinha pergunta que história é essa. Louco tenta responder que a história é do Cebolinha, mas não conclui se assustando que o mudo falou. Cebolinha pergunta pela radiografia e Louco fala que vai bem e Cebolinha pergunta se ele não vai ver o que ele tem. Louco responde que ele tem 5 fios de cabelos, uma camisa verde, dois pés e uma cara de bobo. Então, o Cebolinha se irrita e diz que é para ver o que ele tem, apontando para boca. Louco manda abrir mais a boca e entra dentro dela e vai tirando várias coisas dentro, como pente, bola, sapato e até pneu e um cachorro saíram de dentro.


Louco sai de lá da boca e diz que agora não tem mais nada dentro. Cebolinha pergunta se não precisar (se referindo ao dente) e Louco reclama que não, que é antiecológico e o negócio agora é plantar, pegando uma pá e sementes para plantar uma árvore dentro do consultório. Cebolinha estranha e Louco se convence que não dá para plantar lá, achando melhor plantar na cabeça dele. Louco joga água  de um regador na cabeça do Cebolinha e nasce flores em cada um de seus fios de cabelo. Louco arranca e oferece flores ao Cebolinha e se dá conta que o Cebolinha não é namorada dele.


Cebolinha começa a estranhar o comportamento do "dentista", falando que ele está muito estranho. Louco o cumprimenta para confirmar que ele não é um estranho. Cebolinha pergunta se ele não vai tratar do dente dele. Louco diz que precisa pegar umas coisas e volta com faca, serrote, machado e nessa hora a máscara cai e o Cebolinha descobre que era o Louco o tempo todo. Cebolinha sai correndo atravessando a parede do consultório de tanto desespero e Louco foge pela janela. Cebolinha abraça a mãe falando que com aquele dentista ele não se trata porque queria arrancar o dente com serrote, machado e alicate, deixando os clientes apavorados e todos fogem, achando o dentista um sádico.


O verdadeiro dentista volta, perguntando o que está acontecendo lá e o Cebolinha grita para mãe que é o Louco. O dentista fala que maluco é o Cebolinha porque ele saiu para pegar a máquina de raio X e apronta toda aquela bagunça no consultório dele e manda Dona Cebola só trazê-lo de volta quando estiver calmo. Dona Cebola reclama do papelão do Cebolinha e fala que ele ainda tem que tomar injeção e que manda que não apronte mais nada. Cebolinha diz que não, porque injeção agora é colírio e diz que quer ir sozinho para tomar injeção. Ao mesmo tempo que ele está indo à sala para tomar injeção, Louco está entrando pela janela para acontecer uma nova confusão, terminando assim.


Essa história é muito legal com o Cebolinha se dando mal com o Louco. Histórias com o Louco não foge muito disso, com muitos absurdos, trocadilhos levando tudo ao pé da letra e essa não fugiu disso. Engraçado o Louco entrando na boca do Cebolinha e tirando tudo de dentro, até um cachorro. Só Louco mesmo para conseguir isso. E é mais uma daquelas que só o Cebolinha vê o Louco, deixando dúvida se tudo é coisa da cabeça do Cebolinha ou não, deixando o leitor decidir. Essas que mostra um Cebolinha esquizofrênico e fica a dúvida da existência do Louco são as melhores.

Os traços são excelentes, por sinal, contornos bem grossos e caprichados. Na postagem a coloquei completa. O final  foi muito bom, permitindo o leitor imaginar o que aconteceu depois quando o Cebolinha entrou na sala de injeção e viu o Louco lá e, então, o leitor pode inventar uma nova história com o que aconteceu. Acontecia isso em algumas histórias na época. 


Essa história foi uma das inéditas da "Coleção Coca-Cola" e a única desse exemplar do Cebolinha. Dessa vez sem código da revista de 1990 que seria publicada se não tivesse a coleção. É que normalmente as histórias inéditas tinham o código do gibi que seria publicada antes de ser reprogramada para sair na "Coleção-Coca-Cola". Se não tivesse, acho que ela seria publicada em 'Cebolinha Nº 45' ou 'Nº 46', de setembro e outubro de 1990, respectivamente.

Teve também uma imagem do logotipo da "Coca-Cola" inserida na história, que eram os únicos anúncios nos gibis dessa coleção e, com isso, a gente não soube como era o desenho daquela cena que teve o logotipo da Coca-Cola no lugar. Quando foi republicada (em 'Coleção Um Tema Só Nº 46 - Cebolinha e o Louco IV' - Ed. Globo, 2005) deu pra descobrir que a cena omitida foi o a cabeça do Louco aparecendo na janela enquanto o Cebolinha estava de boca aberta.


Normalmente as histórias inéditas da Coleção Coca-Cola não foram republicadas, mas essa foi, assim como a "Bronzeado Moderno" da Mônica. Já as outras inéditas dessa "Coleção Coca-Cola" nunca foram até hoje. Destacando que a divertida "Mingau com chuva" da Magali até chegou a virar desenho animado e adaptada em um livro infantil, mas nunca foi republicada em almanaques convencionais exatamente do jeito saiu na "Coleção Coca-Cola - Magali".

Enfim foi muito bom relembrar essa história "De dentista e de louco...", uma história marcante e inesquecível, publicada há exatos 25 anos.

Para saber mais detalhes sobre a "Turma da Mônica Coleção Coca-Cola" como um todo, entre aqui:

21 comentários:

  1. Essa coleção é um marco. Agora eu tenho ela completa. Os que eu mais gostei foram os do Cascão e do Chico Bento. Os traços são excelentes. :Tinha um quadrinho no lugar da propaganda da Coca-Cola? Eu acho que não, talvez eles tenham mudado a posição ou tamanho dos quadrinhos para inserir a propaganda, eu apenas acho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa coleção é incrível. Sem dúvida foi um marco dos quadrinhos.

      Sobre um quadrinho no lugar da propaganda tinha sim. Quando republicaram "Bronzeado moderno" da Mônica eles colocaram o quadrinho original que foi omitido na Coleção Coca-Cola e não foi redesenhado. E nas histórias da Ed. Abril tbm a gente via quando republicaram de novo ou se tinha o gibi original.

      Excluir
    2. Bruno,
      Eram realmente quadrinhos por trás das propandas. Eu tenho 15 das 21 histórias republicadas nessa coleção

      Excluir
    3. Isso aí, eram quadrinhos que ficaram omitidos por causa das propagandas. Normalmente tiravam de cenas mudas, só com ilustração que não faziam diferença pra entender se tirassem aquele quadrinho.

      Quem tem as originais sabe quais eram as imagens, mas nas hqs inéditas q não foram republicadas a gente fica sem saber até hoje.

      Excluir
    4. Valeu Marcos e jkns. Eu realmente pensava que as propagandas da coca-cola não ocupavam nenhum quadrinho. Valeu pelas informações.

      Excluir
  2. Como curiosidade eu tenho as edições originais das histórias de miolo, menos a do Piteco. São elas:
    Cão se compra com osso saiu em Mônica 128
    Uma surpresa desagradável saiu em cebolinha 119
    Começar de novo saiu em cebolinha 120
    O colecionador saiu em cebolinha 113.
    Todos da editora Abril.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal q vc tem as originais tbm jkns... algumas histórias eu não sabia as originais. Como eu imaginava, nesse gibi do Cebolinha foram só hqs de 1981 e 1982. Essa do Bidu até republicaram pouco tempo depois no livro "As Melhores Histórias do Bidu" da Ed. L&PM de 1991.

      Excluir
  3. A minha irmã tem essa revista do Cebolinha da coleção Coca-Cola, enquanto eu tenho a do Cascão! Ah! Já que você comentou de republicação, essa historinha foi sim republicada na revista "Um Tema Só" 46, Cebolinha e o Louco IV, do ano de 2005, que eu tenho aqui! Comprei ela há 2 meses no Sebo, já que não tinha uma revista dessa Um Tema Só! Acho que poucos sabem disso! Foi uma surpresa nesse gibi, encontrar essa história e Uma Loucura de Bola que era uma história lançada em álbum de figurinhas de Chiclete! Duas histórias consideradas raras, aliás! Acho que colocaram elas pra preencher o gibi!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah! Só pra destacar! O que aparecia no quadrinho do logo-tipo, era as pontas do cabelinho do Louco surgindo na janela!

      Excluir
    2. Bem interessante isso, Adryz. Eu não tenho esse Coleção Um Tema Só nº 46 aí não sabia disso. Até já vi esse exemplar algumas vezes em sebo e nem parei para folhear, já q pensava q por ser de 2005 eu tinha todas as hqs.

      Bom saber q republicaram essa hq do cebolinha. E colocaram a cena original q ficou omitida. Por causa disso mudei o texto da postagem.

      Agora fiquei impressionado de saber q republicaram hq do álbum de figurinhas do Chiclete Sonrics. Torna-se raro por não ter saído em gibi nenhum. Se eu encontrar por acaso em sebo vou ver se compro esse "Um Tema Só".

      Excluir
    3. Sim! Por isso, eu até comprei! Foi um dia, que fiquei bastante tempo só pra ler gibi, aí comprei essa, porque achei legal e eu queria muito ter algum gibi desse! Ter encontrado essa do chiclete, foi muito legal! O meu sobrinho adorou aquela história e ele fica lembrando de várias cenas dela, agora!

      Excluir
    4. Legal! essa do chiclete é bem simples, mas vale pela raridade e os mais novos vão ter nostalgia, principalmente quem colecionou as figurinhas daquele álbum.

      Excluir
    5. É isso aí! Quando der, vou te mandar uma foto com a cena do quadrinho da história do Louco, que está no lugar do logotipo!

      Excluir
  4. Ainda sobre republicaçoes pessoal, pra quem tiver interesse...
    Revista da Mônica:
    Que tal um sozinho? Saiu em cascão 32
    Quem vem lá? Saiu em cascão 23
    Dançando na marra saiu em Mônica 180
    Estou procurando Pipa e Uma paquera do outro mundo. Se alguém puder me ajudar...

    Revista do chico bento:
    O curumim malvado saiu em chico bento 30
    Sem fome saiu em chico bento 32
    O destemido foi republicada em almanaque do chico bento 14 da globo
    O melhor modo de pegar onça saiu em chico bento 27
    Estou procurando Um tema pra redação.

    Revista do cascão:
    Tirinha do Bidu saiu em cebolinha 115
    O micro cascão saiu em cascão 29
    As outras foram inéditas.

    Revista da magali:
    Boca cheia saiu em Mônica 115 e no almanaque da magali 4 da globo
    Com a mão na massa saiu em cebolinha 121
    Estou procurando Fim da linha e Meu dedão.
    Se Marcos ou outra pessoa puder me ajudar, agradeço desde já.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom! Essas q faltaram eu não sei de quando foram. A da Pipa creio q seja por volta de 1978/ 79; a "Paquera do outro mundo" de 1983; e as da Magali de 1979. Mais ou menos isso.

      Já a "Um tema pra redação" do Chico, parece q foi inédita por causa dos traços, principalmente da mãe do Chico com lábios, q não era muito comum em 1983, da época q estavam republicando hqs do Chico.

      Excluir
  5. Otima hq, esses traços dao de 10 a zero nos de pc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem nem comparação os traços dessa hq com os atuais. Pena q mudaram tanto isso.

      Excluir
  6. Eu tenho esse gibi. Muito bom! Gosto das histórias mais antigas do Louco. Dessa época pra trás. Quando começou a sairo aalmanaque do Louco, pensei que fossem republicar as HQs antigas, mas as publicações não foram bem aquela que eu imaginava. Não eram ruins. Mas ele tem HQs melhores para compor suas primeiras edições de almanaque. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal q vc tem esse gibi. É muito bom. Quanto ao Almanaque do Louco os primeiros números eles colocaram hqs mais antigas, dos primeiros números da Globo. Agora realmente são algumas do final dos anos 90 e as dos anos 2000. Abraços

      Excluir