quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Mônica 85: O Gnomo do Coelhinho e Mudanças na Tina


Nas bancas 'Mônica nº 85', que marca volta do Gnomo do Coelhinho, um personagem antigo que estava no limbo do esquecimento. Nessa postagem eu comento sobre essa edição.

O Gnomo já havia aparecido em 2 histórias clássicas na época da Editora Abril. Falando um breve histórico, a sua primeira aparição foi em 'Mônica nº 5', de 1970, na história "A ameaça do coelhinho". Nela, Mônica se dá conta que não tem bichinho de estimação e resolve trocar seu coelhinho de pelúcia por um de verdade. A partir daí, o coelho passa a se mexer e a falar, mas não pode contar a novidade a seus amigos. 

Só que quando avista o Anjinho, o coelhinho foge para o Anjinho não vê-lo. Então descobre-se que dentro do coelho, tem um diabinho em forma de duende e que sofria de claustrofobia e estava fugindo do inferno. Mônica e Anjinho ficam com pena dele e deixam ele ficar dentro do coelhinho e só eles e os leitores ficam sabendo do segredo, terminando a história.

Trecho da HQ "A ameaça do coelhinho" (1970)

Quando foi republicada no 'Almanaque da Mônica nº 2', de 1977, o Duende voltou a ficar em evidência e fizeram uma continuação dessa história publicada em 'Mônica nº 92' , de 1977. Nessa nova trama, com o mesmo título "A ameaça do coelhinho" e com os traços adaptados para sua época, o Duende se revolta e passa a ficar perverso e diabólico. Afinal, ele era um diabinho fugido do inferno. Ele fingiu que sofria de claustrofobia para se abrigar dentro do coelho e pôr em prática o seu plano diabólico.

Trecho da HQ "A ameaça do coelhinho" (1977)

Nesse tempo que ficou dentro do coelhinho, o Duende treinava feitiçarias e se tornou forte o suficiente pra executar o seu plano de fazer um feitiço usando uma chave do Inferno que faz abrir a passagem entre a Terra e o Inferno e, com isso, queria fazer com que os diabos dominem a superfície. Para impedir, ele ainda transforma o Anjinho em um cão azul gordo e faz estragos nas ruas por onde passava. Mônica e o Duende duelam e Mônica se dá bem ao acabar todas as energias do dele. Com a derrota, o Duende se mostra arrependido, destransforma o Anjinho e eles aceitam que ele continue morando dentro do coelhinho sem perturbar ninguém.

Essa 2ª parte foi de uma criatividade incrível, até porque na 1ª parte de 1970 ficou muito vago o final, só a Mônica deixando ele ficar dentro do coelho e merecia uma continuação. Essa 2ª parte de 1977 teve a explicação porque ele queria ficar no coelhinho e toda uma aventura, se redimindo no final.

Capas de 'Mônica nº 5' (1970) e 'Mônica nº 92' (1977) 

Eis que depois de tantos anos sumido, o Gnomo volta agora em 'Mônica nº 85' na história "O Gnomo do Coelhinho", sendo que dessa vez ele está bonzinho. Na trama, quando Mônica lança o Sansão no Cebolinha e no Xaveco, ao ver eles colando cartazes no muro com suas caricaturas, o Sansão passa a falar e o Gnomo sai de dentro dele. Mônica não o deixa voltar para dentro dele e os dois saem à procura de uma nova "casa" para o Gnomo, através dos bonecos dos seus amigos.

Tudo de forma mais simples e em nenhum momento fala que ele é um diabinho, já que diabos não são mais aceitos nas histórias atuais. Foi tudo mostrado de uma forma mais amena em comparação às 2 histórias antigas e adaptada para os padrões atuais, mas até que no geral a história não ficou ruim. Uma coisa muito diferente em relação às histórias da Editora Abril, são os traços que ficaram muito diferentes. Não digo nem por mais arredondado, mas nas cores dele, pintando ele de verde e com roupa azul. Podiam seguir as cores originais.

Trecho da HQ "O Gnomo do Coelhinho"

Nessa história traz ainda referência que ele apareceu na edição da 'Mônica nº 5' de 1970, mostrando, inclusive, miniaturas das páginas da história original, e até engraçado falando que ele não mostrou à Mônica a revista original da Editora Abril, e, sim, a Coleção Histórica porque a original está custando um pote de ouro. Mas não fala da aparição dele de 'Mônica nº 92' de 1977. Observando, ainda, que no início, os meninos falam quer eles colaram cartazes porque é politicamente correto. E infelizmente mostram novamente o Cascão com meia-calça nos pés para dizer que tem dedos nos pés. Acho bobagem isso.

Outra história de destaque foi "Uma visita para lá de enrolada" da Turma do Penadinho, em que o primo Kenhé do Muminho vai passar uma temporada no cemitério, azucrinando todo mundo. Interessante uma referência ao Tio Patinhas nela, mais para o final. Nessa história, a Dona Morte aparece em um só quadrinho, com os traços normais, e não com aqueles traços horrorosos que saiu em 'Mônica nº 84'. Espero que aqueles traços não voltem mais.

Agora a grande surpresa desagradável da edição foi o que fizeram com a Turma da Tina. Não entendi essa de transformá-los todos em crianças. Não sei se foi só nessa história ou se ficará assim em definitivo, até porque na história não mostra, por exemplo, eles grandes no começo ou no final lembrando do tempo da infância. É do início ao fim eles crianças.

Pior de tudo foi eles imitando a Turma da Mônica, com a Tina batendo nos garotos. O Rolo e o Zecão (Ou melhor Zequinha) aprontando com ela e fazendo plano infalível. E agora fica claro que a Tina gosta do Rolo e o Zequinha da Pipa e tudo tratado de uma forma mais infantil. Enquanto a Turma da Mônica tem 7 anos, eles aparentam ter 5 anos. Além do mais, o enredo da história, com o título de "A gente não cansa de ser criança!", é semelhante à história "Mônica é daltônica?" (MN # 1, de 1970), com o Rolo e o Zequinha fazendo plano contra a Pipa fingindo que ela esteja vendo cores diferentes da realidade para ela namorar o Zequinha. Muita avacalhação.

Trecho da HQ "A gente não cansa de ser criança!"

Há muito tempo as histórias da Tina não estão boas, principalmente pelos traços horrorosos feito "Barbie" (a partir de 2008 que estavam recentemente) e aqueles iniciados em 2004 anteriores a estes. Só que radicalizar assim, transformando-os em crianças acho péssimo. Era só manter traços como era até os anos 90 e não inventar essas tosqueiras.

Não sei o que passa na cabeça do Maurício aprovar isso e resolver modificar os seus personagens clássicos, sem mais nem menos. Em pouco tempo, já foram Pelezinho, Jeremias e todos os negros, além da Dona Morte e agora a Turma da Tina. Vamos aguardar as mudanças que virão por aí com a Tina. Só sei que essa história deles crianças não agradou. 

Rolo e Pipa crianças

Não deve ser definitivo, já que planejam uma revista nova da Tina com traços horrorosos também todo em Flash. Lamentável essas mudanças todas. Abaixo, uma imagem de como promete ser a nova revista da Tina, com os novos traços. Eu odiei, em especial a Pipa que ficou deprimente.

Traços prometidos da nova revista da Tina em 2014

Ainda sobre mudanças de traços dos personagens, o Jeremias voltou a aparecer sem os lábios na história "Cebolinha vê seu futuro", como aconteceu nos gibis de Dezembro. Então isso é para valer mesmo, infelizmente. O Saci nas histórias do Chico Bento também aparece sem lábios, assim como o Diego das histórias do Ronaldinho Gaúcho em algumas histórias. Porém, o Ronaldinho Gaúcho não foi alterado e aparece com lábios. Abaixo, uma imagem do novo Jeremias, tirado de Mônica nº 85.

Trecho da HQ "Cebolinha vê o seu futuro"

Lembrando que esse gibi da Mônica tem 10 histórias no total, com a tirinha final. Já as outras histórias seguem tudo normal de acordo com os padrões atuais, e tudo com letras digitalizadas e desenhos feito carimbo. Só a história do Astronauta que teve as letras tradicionais feitas a mão. 

Em relação aos outros gibis do mês, não comprei nenhum. Folheando não vi nada de mais neles e todos com cada vez mais com letras digitalizadas. A grande novidade é que sofreram reajustes nos preços, passando de R$ 3,50 para R$ 3,90 a partir de agora. Lembrando que só as revistas de formato canoa é que tiveram aumento, já que o gibi da "Mônica" e os almanaques continuam custando R$ 4,90. Também não dava para aumentar mais que isso, já que acho um absurdo um gibi da Mônica custar R$ 4,90, mesmo com 84 páginas. E os gibis que já custavam R$ 3,90 continuam também com esse preço.

Só pra constar, parece que os gibis de Inglês e Espanhol ("Monica's Gang" e "Mónica Y su Pandilla"), que também não compro, não republicarão mais histórias antigas e agora serão uma cópia do gibi "Turma da Mônica", que abandonou de vez o logotipo do Maurício segurando o Parque da Mônica ao lado do título. 

Então, o que marcou mesmo nesse gibi da Mônica foi a volta do Gnomo do coelhinho que foi o motivo que me fez comprá-la, o resto tudo normal e ainda tivemos a surpresa desagradável da Turma da Tina crianças. vamos ver quais os personagens que serão mudados nos próximos meses.

47 comentários:

  1. Foi a partir de 1977 que eles mudaram as bochechas pontudas? Ou antes?
    Enfim, eu também não entendi essa da HQ da Tina Criança e também detestei esse estilo sem contorno. Dá vontade de pegar um lápis e contornar :P
    Os personagens ficaram estranhos (Destruíram o Rolo e a Pipa!!), eu preferia aquela Tina que tinha o cabelo com fios pretos com marrom.
    Mas também nunca gostei daquela versão em que ela tem batom preto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pera, eu não entendi a parte que você falou dos gibis em língua estrangeira, Marcos. Eles estão pegando HQs recentes ou fazendo HQs exclusivas pra essas edições?
      Ah, e eu não vejo sentido na Revista Turma da Mônica, porque é igual às outras. O Parque acabou mas a vontade de mais lucro nunca acaba.

      Excluir
    2. Ana, os traços começaram a arredondar por volta de 1976/77, tanto q nos almanaques da Globo, as republicações das hqs são a partir de 1977 q eram mais parecidos. Só q o estilo arredondados do jeito q a gente conhece só se firmou mesmo em 1982.

      Sobre Tina traços bons foram até os anos 90. depois disso, só esculacharam com esse núcleo, piorando a cada mudança. Não tinha q inventar, era só manter os traços dos anos 90, com pequenas alterações, de acordo com o desenhista, e já tava muito bom.

      Sobre as revistas de Inglês/ Espanhol, eles colocaram a mesma capa da "Turma da Mônica 85", então conclui q o conteúdo das histórias são as mesmas dessa edição. O mesmo quando fazem as versões estrangeiras da Turma da Mônica Jovem e do Grande Almanaque de Férias.

      A Revista Turma da Mônica também acho q é só caça níquel tbm. Com o fechamento do Parque não via mais sentido do título continuar.

      Excluir
    3. Marcos, há fontes que indicam que o parque da Mônica reabrirá neste ano em outro shopping, isso é verdade?
      Palhaçada essa de republicar só a partir de 1977 para manter os traços atuais, isso é ridículo e garanto que não iria fazer diferença nenhuma, ficaria até bom para a gente comparar os traços bochechudos, os fofinhos, aqueles redondos que começaram em 1987 e os atuais a partir de 2003.

      Excluir
    4. O Parque deve abrir em outro shopping, mas não sei quando. Ouvi falar q seria esse ano , mas não tem nada confirmado.

      Acho q republicavam hqs a partir de 1977 nos da Globo pra seguir uma sequência. Tinha uma coisa meio padronizada dos almanaques da Mônica terem hqs de aberturas de 5 ou 6 anos atrás (preferência 5), por exemplo.

      Mas mesmo assim eu notava muita diferença nos traços das hqs de 1977/78 quando lia naquela época... já hqs de 1982 em diante não notava.

      Excluir
  2. Que traços detestaveis! Detesto essas caretas que colocam nos personagens com olhos redondos e separados, da pagina que vc mostrou, dos seis quadrinhos, a Mônica apareceu assim em quatro, e nem preciso falar sobre essas letras digitalizadas. Pra mim, se for pra mudar as caracteristicas de um personagem só pq nao é politicamente idiota, nao precisa nem resgatar do limbo. Quanto à Tina, HQ horrivel! E nessa nova revista, quem diria a Tina, antes ela era um hippie, e agora, me desculpa o termo, mas ta parecendo um prostituta, pelo menos é o que vi nessa imagem com os novos traços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Detesto essas caretas que colocam nos personagens com olhos redondos e separados" > Andre...essa é das HQs exageradas que mais curto(kkkk)..por ser REALMENTE desenhos,artes,claro que não precisa ser sempre assim né?..mais eu prefiro assim traço grosso do que os desenhos das HQs que vem saindo com traços fininhos e montagens de computador(um lixo)..até parecendo que é Ctrl + C e Ctrl + V!! rsrs :P

      Excluir
    2. Eu ri do "politicamente idiota" XD

      Excluir
    3. Xandro, é realmente Ctrl C Ctrl V. Eu "trabalho" com webcomics e manjo um pouco disso. Eles já têm as imagens dos personagens prontas no computador e apenas põem no cenário. Só muda as bocas e a posição dos pontos pretos dos olhos.

      Excluir
    4. André, "Detesto essas caretas que colocam nos personagens com olhos redondos e separados"

      Eu tbm nunca gostei. Gosto dos traços tradicionais, mas pelo menos são mais grossos e não são de PC, como está prevalecendo atualmente.

      E Tina cada vez mais um lixo. Tomara q não se concretize eles assim crianças. É capaz até de nos gibis convencionais eles aparecerem crianças, e no gibi da Tina, aparecerem com esses traços em Flash. Lamentável.

      Excluir
    5. "Eu ri do "politicamente idiota" XD"

      Tbm ri... e é a pura verdade. Não tem q mudar coisa boa consagrada

      Excluir
  3. Uau..super matéria de pesquisa Marcos..gostei..enfim, sobre a HQ de abertura só quando eu ler pra dizer se realmente gostei(pelo menos essa os desenhos não são de computador, tá no estilo limpo do desenho que curto..só as letras,rs) e sobre a HQ da Tina e sua turma crianças ficou sem logica o porque disso...uma fase? e essa nova tina versão desenho da boneca Barbie..aff..detestei, terrível :(..adoro só eles(vejam esse Rolo que triste..cadê os olhões e cabelo/barba de flor e essa pipa piriguete,eta sei não viu?)nos traços dos anos 80/90..estilo cartuns e não tão reais assim! :p

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As letras estão horrorosas na edição toda e em todos do mês. Isso deve ser pra facilitar trabalho dos letristas.

      Tina criança totalmente sem lógica, Se aparecesse no inicio eles grandes se lembrando da infância antes da hq em si, faria mais sentido. Do jeito q ficou, não dá, ainda mais esculachando com a clássica hq "Mônica daltônica". Ridículo. E nem tem hq da tina nos outros gibis pra confirmar isso, aí tmeos q esperar. Tomara q seja só essa hq assim eles crianças.

      A versão q estava saindo até mês passado, já era Barbie, só q essa da nova revista é ainda pior. Muito tosco.

      Excluir
  4. Minha palavra pra isso é apenas;: horrendo , simplesmente ODIEI isso que fizeram com a Turma da Tina ( que cara de cu é essa Pipa ?). Provavelmente essa história deles crianças foi só uma tentativa de encher linguiça. Lamentável o estado que a MSP está

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Põe lamentável nisso. Uma pena esse rumo q a MSP tá tomando descaracterizando seus personagens clássicos. Tbm odiei e vamos aguardar as novas mudanças q podemos esperar de tudo a partir de agora.

      Excluir
  5. Olá, Marcos! Tudo bem? Espero que sim!
    Primeiramente, devo cumprimentá-lo pelo excelente trabalho que vem fazendo com este local, pois aqui você compartilha o que gosta da turma da Mônica e é interessante as coisas que tem colocado.

    Agora, devo dizer que não sabia da existência desse duende. Eu já vi esse duende em outro gibi a Panini, mas não sei ao certo dizer qual foi. Pode até ser que era outro personagem duende e fizeram com uma feição igual a este, pois acho que foi num gibi do Chico Bento. De qualquer forma, está ficando claro um resgate dos roteiristas por coisas que são consideradas interessantes, oriundas de épocas distantes. Por que será? Tenho a impressão de que há pessoas lendo suas postagens e as redes sociais -- pessoas ligadas ao estúdio.

    Não tenho comprado as revistas atualmente, ainda que eu tivesse mostrado vontade em comprar a Mônica 84 por causa da capa que tinha gostado tanto, quando a folheei, desisti na hora. Não fiquei com o menor interesse. Mas fica a coincidência de, em duas revistas seguidas, termos criaturinhas que lembram diabinhos logo em HQ de abertura, seja em forma de monstrinho ou duende.

    Ia comprar a do Cebolinha deste mês porque a chamada pareceu interessante, mas quando vi imagens do interior da revista, desisti na hora. Logo no primeiro quadrinho da revista, o Cebolinha aparece todo mal feito, com um braço menor e mais fino que o outro e os traços todos retos demais, com olhar "duro". Não, não! não quis ter essa revista comigo, não.

    Não pretendo comprar essa. Nem tanto pelos desenhos. Não tenho nada contra as atuais caretas que todos criticam tanto, e nem compartilho da rejeição da turma da Tina Baby. Acho mais do que bem vindo, desde que sejam desenhados com gosto, que tenham carisma e uma traço bacana. Só não vou comprar a edição porque não tenho nenhuma HQ com esse duende diabinho e, justamente nesta oportunidade, não achei a trama assim tão envolvente.

    Para um personagem desses, deveria ter feito uma arte melhorzinha e uma HQ com mais impacto e emoção, ao menos um pouquinho. A página de 1977 é um exemplo do que deveria ter continuado a ser a turma da Mônica. Personagens bem mais arredondados, porém, expressivos e com uma cenário simples bem melhor do que o que temos hoje. Até mesmo as HQs bem antigas, com pouquíssimo cenário em seus quadros conseguem ser melhores por causa da expressão dos personagens e da hora certa em que eles caprichavam um pouco mais em alguns quadrinhos fazendo um cenário neles.

    Mas desejo-te bom divertimento com essa edição. Ler uma revista da turma da Mônica, sempre terá um ponto agradável em algum momento. A gente se sente bem em alguma página, de alguma historinha. O resultado está aí, você valorizando sua aquisição e mostrando o que ela tem de melhor pra gente.

    Valeu por ter compartilhado. Guarde-a com carinho para reler quando quiser depois.

    Abraços. Tudo de bom!

    Fabiano Caldeira.



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá tudo bem, Fabiano. valeu q tá gostando das minhas postagens sobre a TM.

      Pareceu um duende em Chico bento 30 da panini, sim, mas não ´se trata desse do coelhinho. esse da hq do Chico é outro personagem, só pra aquela hq.

      "Ia comprar a do Cebolinha deste mês porque a chamada pareceu interessante, mas quando vi imagens do interior da revista, desisti na hora. "

      Pra mim o q me afasta comprar os novos são esses traços horrorosos, principalmente. Até tem uma ou outra hq q se aproveite, (não o gibi todo como antigamente), mas os traços estragam. As capas colocam bem impactantes, mas quando folheio é só decepção. A do Cascão desse mês é uma tbm.

      Eu não ligo de hqs com poucos cenários (gosto tbm assim), desde q os personagens sejam desenhados de forma decente, o q não tem ocorrido. Já "Tina Baby" os traços são ruins tbm, tudo digitalizados. e a hq é péssima.

      Abraços

      Excluir
  6. Igual ao Fabiano, eu não sabia desse gnomo. Mas o que realmente me chamou atenção nesta postagem não foi a HQ da Mônica. Foi a Tina. Não acredito que esses serão os novos traços. Ficou gata, claro. Mas é uma mudança bem radical, súbita. E mais: atinge toda a turma dele. Vi esses traços por aí, até numa animação curta (propaganda, acho). Mas pensei que seria uma "experimentação"!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em todas as versões a Tina fica gata, mas não combina com a personagem. O q custava colocá-la com cabelos pretos e marrons divididos, e estilo mauriciano como eram até os anos 90. E Rolo e Pipa sempre são os mais avacalhados. Eles insistem em colocar orelhas no Rolo, separando o cabelo da barba e e deixar a Pipa magra. Tira a graça dos personagens.

      Eu tbm conhecia esses traços e pensava q seria só para as revistas institucionais sobre drogas, mas tava enganado.

      Excluir
  7. Oi Marcos, pretendo ler esse gibi da Mônica, está aqui na fila. Acho legal pensar que pode ter uma entidade num brinquedo, seja um gnomo, ou um diabinho, ou quem sabe um anjinho. Quanto a Tina e os novos traços, acho uma bobeira, a Tina perdeu o sentido, é de outra geração e agora já tem a TMJ, de gosto discutível. Então ficamos com a Tina dos anos 70 e boa. Abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hqs q mexem com fantasias sempre são bem vindas. Entidades mágicas como fadas, duendes, bruxas, costumam ser boas, principalmente nas hqs antigas. Hj são poucos explorados.

      Muita bobeira essas mudanças sem limites com a Tina. Descaracteriza totalmente. O q tem mudar são os roteiros em cima dos jovens atuais, mas traços não, principalmente tão radical assim.

      Excluir
    2. Eu me preocupo mais com os roteiros infantilizados. Veja bem, nas histórias antigas do Bidu com a Dona Pedra, os roteiros é quem seguravam pois os desenhos eram imutáveis. Nas histórias do Horácio tão maravilhosamente filosóficas, idem. É disso que tenho saudade, de ler e ficar pensando na história depois, sempre pensando e aprendendo alguma coisa da vida. Abs.

      Excluir
    3. Eu não era muito fã de hqs filosóficas, até pq nao entendia direito na época. Hqs assim é bom de vez em quando, mas tem q prevalecer mesmo as engraçadas pra descontrair.

      Excluir
  8. #ripTina (saudades do rolo com cabelo de flor)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. saudades do Rolo com cabelo de flor, Tina com cabelo marrom e preto dividido, Pipa gorda com roupa branca de colegial, Zecão com narigão e barbicha...

      Excluir
  9. Gostei da curiosidade sobre o personagem Gnomo.Assim como muitos personagens esquecidos eu não o conhecia, mas o Tio Clunck e a estrelinha mágica sim,só uns exemplos. Alias Marcos,vc podia fazer umas postagens sobre mudanças não só visuais mais de personalidade de alguns personagens, adoraria ver um sobre a Denise.

    Mas eu quero falar mesmo é o que me chamou a atenção: a turma da Tina,claro.
    Eu até adoraria ver uma revistinha da turma da Tina criança, tipo um gibi deles adolescente e outro em fase criança. Sempre tive essa vontade,dês que saiu Turma da Mônica Jovem( que alias eu detestei).
    Tirando isso,não gostei dessa nova versão da Tina também,a personagem principal da turma pelo menos não mudou muito,mas os outros ficaram muito estranhos,em especial o Rolo.
    Só uma coisa,não compro mais revistas atuais.E nem os almanaques,por estarem editando algumas coisas,me decepciona.Tanto que eu vou ver onde acho um sebo bom.

    ResponderExcluir
  10. Eu tbm desde criança sempre sonhei com uma revista da Tina com aqueles traços dos anos 80 e 90 e estilos de hqs, tanto q adorava quando tinha gibizinho dela e da sua turma. Aí quando resolvem fazer, vem essa avacalhação toda.

    Sim, quando mudam os traços desses personagens, a Tina é a q menos muda e sempre é a mais aceitável. Só q o q fazem com o Rolo e a Pipa a cada mudança é constrangedor.

    Eu tbm não compro gibis novos, só os q tem hqs especiais, Se encontra rum sebo vai ser bem vindo q aí sim vai encontrar coisas de qualidade.

    Ah, quando der posto a sua sugestão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sobre a revista separada,eu falo em duas : uma para a turma da Tina Joven e outra criança,entende?
      Ah quem dera se fosse os estilos anos 80/90. Se bem que eu gosto do estilo do começo dos anos 2000. Acho que os gibis começaram a perder a graça a partir de 2007,mais ou menos,pelo menos a apartir desse ano não comprei mais atuais,só almanaques.
      Tomara que eu ache um sebo bom por aqui. O único gibi de sebo q eu consegui,foi um do Chico Bento de 89 *___* antes o gibi mais antigo que tinha era o da Magali de 94.

      Bem deixo aí a minha sugestão. Eu acho q tinha outra mais esqueci qual era. >_< desculpe.

      Excluir
    2. Talvez tenha a Tina criança mais vezes, pelo menos nas revistas mensais. Pra mim, espero q não.

      Essa paranoia de politicamente correto tá mais frequente na Panini mesmo. E cada verz mais surpreendendo.

      Quando lembrar a outra sugestão, pode falar aqui ou em qualquer outra postagem.

      Excluir
  11. Já li as duas histórias em que o Gnomo aparece, são mesmo muito boas.
    Agora, a nova Turma da Tina ficou horrível (como se já não estivesse ruim). O Rolo ficou parecendo um deus da mitologia grega. E muito estranho colocarem uma história da Turma da Tina criança sem mais nem menos. Espero que seja só nnessa história.
    Ótima postagem. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficou um horror mesmo. Já estava ruim, conseguiram piorar. E não fez nenhum sentido a hq da Tina criança. É a decadência.

      Valeu pelo elogio. Abraços

      Excluir
  12. Quanto a nova revista da Tina confesso que prefiro esse traço teen de tons fortes do que o fininho digital pq pelo menos é mais vivo, fora que gostei da ousadia. Foram divulgados que será escrita pela roteirista da TMJ que agora os personagens são com mais de 20 anos lá no facebook.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, estarão mais velhos. Capaz de comprar o primeiro número pelo valor histórico. Dos anos 90 pra baixo é q Tina foi boa realmente.

      Excluir
  13. Marcos, a história de capa do Cebolinha desse mês já foi publicada antes, certo? E depois virou desenho animado...

    E essa história não foi o Emerson Abreu que escreveu, foi o Paulo Back.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mauricio, a história não foi publicada ainda, mas já virou desenho animado (na maratona 'Mônica 50 Anos').

      Excluir
    2. Mauricio, o Marcelo respondeu aí sobre a animação. Quanto quem escreveu a do Cebolinha não sei, mas não é Emerson não. Deve ser o Paulo Back mesmo.

      Nesse mês o Emerson escreveu a da Magali, desconfio q essa da Mônica tbm.

      Excluir
  14. https://www.facebook.com/media/set/?set=a.719332101434451.1073741863.134563623244638&type=1

    Já viu isso? Eu odiei esse novo traço. Foram tantas mudanças para essa nova revista... Eu gostava muito da revista mais recente, mas agora me aparecem com isso e sujam a imagem da personagem. Sabe, eu acho que ela tinha um estilo bem mais 'Barbie' antigamente, antes da revista de 2009, mas agora ficou muito mais estilo 'Barbie'. Está ridículo.

    Precisam mudar isso! A Tina sempre foi inteligente, moderna, madura, agora parece uma pré-adolescente fútil (e sem senso de moda).

    Eu estava muito empolgado para a nova revista, mas não parece que vai ser lá essas coisas. O Rolo e a Pipa estudavam jornalismo com a Tina, não? Agora ele é um fotógrafo e ela uma estudante de moda que não sabe se vestir.

    A idade dos personagens mudou, agora eles estão mais velhos. Eu acho que é porque já tem a Turma da Mônica Jovem e o Chico Moço, e pelo o que eu ouvi dizer, a revista do Chico Bento Moço toca em assuntos bem mais maduros.

    Agora é só esperar para saber se vai ser uma revistinha para pré-adolescentes fúteis ou se pelo menos vai tocar em assuntos interessantes e de uma maneira que não deixe todos entediados.

    ResponderExcluir
  15. Sim, eu vi. Uma pena a Tina e sua turma tomar esse rumo. Os traços de 2008 até 2013 , q foram usados na 1ª fase da revista dela já eram Barbie, mas agora tá ainda pior.

    Nesse link q vc postou, ela ainda vai estudar Jornalismo, mas nível de hqs boas já é outra coisa. Com certeza revista pra meninas adolescentes. Devo comprar o primeiro número quando chegar pelo valor histórico, mas acompanhar sinceramente não dá.

    ResponderExcluir
  16. Lembrei Marcos! Era para se vc poder falar sobre os casais das turmas.

    ResponderExcluir
  17. Só ontem que chegou esse gibi na banca daqui perto...
    As hqs novas andam bem sem graça mesmo. A única boa nesse número é a história da Turma do Penadinho, roteiro bem bolado. A de abertura até não é tão ruim mais os desenhos são horríveis. Que mania do desenhista de fazer olhos de ovos estralhados, isso sem falar nos cabelos móveis, eu hein...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas caretas estragam os gibis, assim como os traços e letras de PC. Nessa revista tbm gostei mais da hq do Penadinho e a de abertura tbm, apesar dos traços ruins. Já as outras tudo normais.

      Hj é só 1 ou outra hq q se aproveitam; nos antigos os gibis inteiros agradavam, todas as hqs a gente gostava.

      Excluir
  18. Depois do que fizeram em Turma da Mônica Jovem gosto cada vez mais das tirinhas clássicas, sobretudo as da Abril e preferencialmente na fase "bochechas pontudas". Só gostei mesmo das quatro primeiras edições da versão adolescente da Turma da Mônica. O que veio depois foi só forçação de barra para agradar fãs de mangá e anime e meninas com furor uterino fãs de Crepúsculo e afins.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Turma da Mônica Jovem é fraca demais, uma bobagem só. Nem compro. A turma clássica é muito melhor, sem dúvida, principalmente a fase Abril e Globo até os anos 90.

      Excluir
  19. "Ah, um hóbit!"
    só gostei dessa frase por ser fã dos trabalhos de J.R.R. Tolkien.

    ResponderExcluir