segunda-feira, 29 de abril de 2013

As Melhores Histórias do Pelezinho nº 4



Desde 2012, Pelezinho voltou a ter gibis nas bancas, sendo que nenhum deles são histórias inéditas. "As Melhores Histórias do Pelezinho" e "Pelezinho Coleção Histórica", nas bancas, são republicações dos gibis dele da Editora Abril dos anos 70 e 80, além do livro "As Tiras Clássicas do Pelezinho", em livrarias, que republicam as tiras antigas de jornais. , todos são republicações dos gibis dele da Editora Abril dos anos 70 e 80. Vale a pena comprá-los. Nessa postagem eu falo do gibi "As melhores histórias do Pelezinho" nº 4, o último que chegou nas bancas.

"As Melhores Histórias do Pelezinho" (MH-PLZ) é uma revista bimestral de 68 páginas. Tem formato tipo gibi convencional sem lombada, mas se trata de almanaque mesmo porque são republicações. As histórias republicadas têm foco nas últimas edições de Pelezinho da Editora Abril (por volta de 1981/ 82), enquanto que em "Pelezinho Coleção Histórica" republica as primeiras histórias em sequência e na íntegra. Seguindo esse raciocínio, para quem compra as duas edições, vai ter desvantagem de chegar uma hora que isso vai se inverter. E, com isso, as histórias que saírem em "MH-PLZ" já vai tê-las na "Coleção Histórica" e vice-versa. E também a gente sabe que a coleção será limitada. 

Como na Editora Abril, Pelezinho só teve 58 edições, "MH-PLZ" deve ir até esse número ou até menos um pouco, por alguns motivos: o primeiro que "MH-PLZ" tem 68 páginas enquanto que em PLZ da Editora Abril tinham 52 páginas. Fora que as revistas da Editora Abril tinham sessão de cartas e muitas páginas de passatempos nas primeiras edições e agora na "MH-PLZ" não tem. Outro motivo é que provavelmente vão insistir em não republicarem histórias totalmente incorretas no julgamento da MSP. Acho que "MH-PLZ" só terá mais de 58 edições se republicarem novamente as histórias (re-republicações) ao longo das edições, ou senão façam uma 2ª série dessa coleção, exatamente como fizeram como os Almanaques do Gibizinho da Mônica quando não tiver mais histórias apropriadas para reedição. Claro que devem republicar também as histórias que saíram nos especiais das Copa 1986 e de 1990 (esse último já da Editora Globo), mas mesmo assim não alcançaria muito além de 58 números. A "Pelezinho Coleção Histórica" também será limitada.

Capas de "As Melhores Histórias do Pelezinho" nº 1, 2 e 3
Eu coleciono, já que eu não tive muito contato com as histórias do Pelezinho,  mas das poucas que eu tinha lido, gostei muito. Claro que a maioria das histórias tem foco em futebol, mas por incrível que pareça não fica repetitivo só falar de futebol, são histórias gostosas de ler, fora que são de uma época que o incorreto predominavam nas histórias. Além do mais, não é comum republicarem histórias da Editora Abril hoje em dia. Nem dá pra comparar com as histórias do Ronaldinho Gaúcho que, de semelhante, só histórias voltadas ao futebol. Em "Ronaldinho Gaúcho" é tudo simples, ele não tem uma turma igual ao Pelezinho, os personagens são todos inspirados na sua família, não tem nem vilão antagonista que tenha inveja dele e queira tomar o seu lugar, como o Jão Balão da turma do Pelezinho. Sem contar o predominio do politicamente correto cansativo, comum aos gibis da atual Turma da Mônica.

Agora falando da edição nº 4, como sempre muito boas as histórias. Esse número tem 12 histórias, incluindo a tirinha final. O que chamou a atenção que foram poucas histórias falando de futebol nessa edição. Foram mais situações cotidianos do Pelezinho e sua turma. O gibi dele é marcado com histórias curtas e objetivas, incluindo as de abertura, e as dessa edição não foi diferente. Gostei da história de abertura que tem um diabo presente, coisa que não tem nas revistas inéditas da MSP hoje em dia.

Só que, como nada é perfeito, "MH-PLZ" também tem os inconvenientes de mudanças nas histórias originais para se adaptarem ao politicamente correto. Quando eles cismam com isso não tem jeito. Assim como já falei casos que aconteceram recentemente em Cascão 50 Anos e Almanaque da Mônica nº 38, nessa edição MH-PLZ não foi diferente. Tiveram algumas alterações. Uma foi na história de abertura "Má sorte à solta" e outra na história "Um banho demorado". Deixando claro que eu não tenho as revistas originais pra confirmar, mas pelo contexto que explico a seguir, está na cara que mudaram.


Na história de abertura eles mudaram a palavra "azar" para "má sorte". Como foi falado isso em uma Coleção Histórica em uma história do Chico Bento, nos gibis atuais, a MSP não coloca mais a palavra "azar" nas historinhas. Quando precisam colocar essa palavra, eles mudam essa palavra por "falta de sorte" ou "má sorte".  E, consequentemente, nas republicações as alterações são inevitáveis. Acho totalmente sem noção a MSP agora se tornar também supersticiosa e mudar isso, não faz sentido algum excluir uma palavra do vocabulário. Um absurdo. Com isso, nas vezes que falaram "azar" nessa história do Pelezinho, mudaram para "má sorte" inclusive no título que deve ser "Azar à solta" e, na hora que o Teófilo supostamente falou "Que azar!" no gibi original, trocaram agora para "Que zica!", gíria que nem devia existir nos anos 80. Lamentável! Mostro alguns trechos dessa história deles não falando a palavra "azar".


A outra mudança foi na história "Um banho demorado". Pelezinho começa tomando banho pelado na primeira página, quando os amigos batem na porta do banheiro, aí de repente ele aparece de cueca e depois ainda iria tomar banho de cueca mesmo. Ficou parecendo que o colocaram de cueca pra não mostrar tudo de fora que apareceu na original. Ficou algo estranho Pelezinho aparecer de cueca de repente, no contexto não dava tempo de colocar uma cueca. Mesmo que fosse só para ele atender a porta (que ele nem abriu na hora), teria que ter uma cueca na cadeira e, teria que tirá-la para voltar a entrar no chuveiro. Lembrando que na época era supercomum os personagens aparecerem pelados pra tomar banho, tantas vezes o Chico Bento já apareceu pelado tomando banho no rio, por exemplo. Não sei como não colocaram também a cueca também na primeira página, quando ele fica só de bunda de fora. Pelo menos eles mantiveram o pelezinho chamando o Cana Brava de "cabeçudo" nessa história e os personagens xingando "Diacho!" em 2 histórias dessa edição, coisas que não existem mais nas histórias atuais. Menos mal. 


É bom lembrar que houve também uma alteração em "MH-PLZ" nº 3 na história "Bonga e o príncipe desencantado" em que a Bonga conversa com um sapo que era príncipe, e que mudaram o sapo falando que era fã da Lady GaGa (Lady Caca na história). só queria saber qual cantor (a) original que eles mudaram. Deve ser um bem de época anos 80 pra fazerem isso. Nessa história mantiveram os nomes do Toni Ramos, Fabio Junior e Ronnie Von (parodiados), sendo que vai saber se também na época não foram parodiados os nomes deles, e na republicação agora parodiaram. Agora alteram qualquer coisa sem mais, nem menos, não duvido nada. Sem contar que essas alterações nas histórias tem a falta de respeito com o roteirista original. Com certeza ele não gostaria de saber que o seu texto e trabalho foram alterados para atender aos novos padrões da MSP.


Fico pensando se fizessem histórias inéditas do Pelezinho, seria igual a qualquer gibi da Turma da Mônica. não teria o mesmo encanto. Se fazem essas alterações toscas nas histórias republicadas, então histórias novas deles não teriam graça. E juntando esses traços de atuais, nem se fala. É melhor mesmo que fiquem só com republicações mesmo para não estragar o personagem. 

Apesar desses deslizes, é uma ótima coleção, e essa edição também é boa. Para quem pensa em colecionar apenas um título, a "Coleção Histórica" dele é melhor. Claro que "Coleção Histórica" tem algumas desvantagens, só que pelo menos o conteúdo original permanece, nem que tenha que falar nos comentários que "nas histórias de hoje não é mais assim" o tempo inteiro. Enquanto que em "MH-PLZ" podemos encontrar alterações em histórias. Fica a dica.

25 comentários:

  1. Muito legal,Marcos..estou colecionando essa revistinha e valem cada centavo...pelo valor histórico, outra época/traços mais caprichados, melhor que as mensais/HQs atuais...Ronaldinho Gaucho nem se fala de tão ruim(NOSSA já imaginando o tal gibi do NEYMAR)...parei nem sei mais qual foi a edição...enfim,já peguei a edição 4,ainda não tive tempo de ler...mas eu sei a diversão de me aguarda..nas HQs de Cana-Brava são as mais hilárias!! :D Abçs, XANDRO.

    Visitem/siga > http://blogdoxandro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Marcos,

    Comprei dois números desse título. Mas não comprarei mais pela seguinte razão: vou tentar seguir apenas a Coleção Histórica. As razões são: organização (cronologia etc.), conteúdo original e sem tanta interferência (como vc falou) e a lombada quadrada, ao invés da canoa, o que facilita a organização. E a peridiciocidade bem espaçada é interessante para mim.

    Achei legal as hipóteses sobre como seguirá esse título. Dá para se ter uma ideia de quanto tempo levaremos para completar a coleção. Eu ainda não tinha pesquisado nada a respeito!

    Sobre as alterações... como sempre, ridículas. Tb já havia visto esse história sobre "azar" nos Arquivos do Maurício e não entendi porra nenhuma. "Azar" virou palavrão? O problema, pois, é pura superstição. Imagino que o pessoal que trabalha no MSP deve ser obrigado a usar um pé de coelho no pescoço e ferraduras presas às escrivaninhas.

    Sobre personagens pelados, outra bobagem. Quantas HQs (em especial as do Chico, como vc falou), já não mostraram o pinto dos personagens? É só a ideia de um pinto. Um cotoco sobre um mini-saco. Isso ofende a alguém? Só se for alguém de uma mente muito suja!

    E fico com o Xandro quanto a essas novas HQ de novos jogadores. São uma bosta!

    Abç e, como sempre, ótima postagem!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Marcos! Eu prefiro comprar só a coleção história. Tenho os dois números e gostei demais - amor e paixão à primeira vista... essas vão pro meu caixão um dia. kkk...

    Boa postagem, embora deu a entender que são suposições né? É isso? Seja como for, boa postagem, bons apostamentos.

    Onde você diz:

    "Fico pensando se fizessem histórias inéditas do Pelezinho, seria igual a qualquer gibi da Turma da Mônica. não teria o mesmo encanto."

    A coisa mais fácil de saber isso é comprando a revista do Neymar.


    Abraços.

    Fabiano Caldeira.

    ResponderExcluir
  4. Oi Marcos, tenho comprado as duas coleções e tenho gostado, claro que com certas reservas. Não adianta nada ler um gibi republicação dos anos 80, e olhar pela janela de casa e estar em 2013, é uma bobagem. O tempo passa, passou até...
    Bom mesmo eram os gibis originais, daquela época, os quais tive a oportunidade de ler quase todos, e no contexto daqueles tempos.
    Agora é outra coisa, outro tempo, e nada do que pretenda se fazer vai trazer os anos 80 de volta.
    Li suas observações, e acho uma bobagem a MSP ficar alterando isso e aquilo, mas, enfim, se assim não fosse, teríamos então uma verdadeira "Coleção Histórica", ou o que chamam de "Melhores Histórias". Tudo isso que sai atualmente de Pelezinho, eu chamo de "colagem", ou apenas de o "novo Pelezinho", que claro, não é mais o mesmo. Abraço.


    ResponderExcluir
  5. Xandro, eu tbm gosto muito das histórias do Cana. Muito divertidas. E com certeza as hqs do Ronaldinho Gaúcho são tristes. É muito ruim.

    ResponderExcluir
  6. Kleiton, a periodicidade é longa para durar mais. Claro q eles sabem quanto tempo vai durar. Eu tbm não sei por quanto tempo colecionarei MH-PLZ, provavelmente até enquanto eu não estiver as hqs da Coleção Histórica. Vou dar preferência mesmo é na Coleção Histórica.

    Sobre as alterações são ridículas mesmo. Isso q enfraquece essa coleção e eu preferir a Coleção Histórica.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. " Claro q eles sabem quanto tempo vai durar."

      Tenho minhas dúvidas. Penso que, em muitos títulos, eles vão decidindo no emblado, enquanto compensar financeiramente. Algumas vezes, alguém do MSP sempre solta a frase de que algo não tem número certo...

      Excluir
  7. Fabiano, essas alterações são hipóteses mesmo, com exceção da Lady Gaga q tá na cara q mudaram mesmo. Não tenho as originais, mas é quase certo q alteraram sim.

    Nota-se pelo espaço do balão do Teófilo colocaram "Que zica!" no lugar. Isso não existia lá em 1981/82.

    Sobre hqs inéditas, é como vc falou seria do nível do Ronaldinho Gaúcho e Neymar. Ou seja, estragaria o Pelezinho.

    ResponderExcluir
  8. Paulo, entendo o seu ponto de vista, eu até aceito as hqs novas não serem iguais aos dos anos 80. Mas republicações acho q tem q manter intacta. Se tal hq não segue padrões atuais é só não republicar. Logicamente não serão todas as hqs q serão republicadas em MH-PLZ por vários fatores. Prefiro não republicarem do q estragar as hqs.

    Com certeza, se eu pudesse eu compraria todas as originais em vez desse título e da Coleção Histórica... valeria muito mais, e ainda teria as propagandas e sessão de cartas pra eu ler.

    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Só não sou muito fã de garimpar originais porque antigamente ninguém ligava para cuidar bem delas. Hoje em dia, as que se encontram são, na maioria, todas já muito judiadas. Além disso, a impressão gráfica da Panini me seduz bastante. Antigamente as impressões não eram tão fantáticas assim.

    Uma dica: o almanaque do Chico Bento 38

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito dessa postagem! Também prefiro a originalidade e todos os seus detalhes. Gosto de comprar as edições publicadas pela Abril, o único motivo de não ter muitas é o preço que é alto. mesmo assim, aos pouquinhos vou aumentando a coleção. Não compro gibi do Ronaldinho Gaúcho e nem vou comprar o do Neymar. Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Heri eu prefiro as edições originais, são bem melhores. Se não fosse o preço compraria muito no ML. mas sempre q eu encontro algum em sebo barato eu compro.

      Legal q gostou da postagem, seja bem vindo.

      Excluir
    2. Fabiano, já encontrei muita coisa boa em sebo, às vezes até em estado de banca. É saber procurar e ter um pouco de sorte tbm.

      Quanto ao Almanaque do Chico bento 38, eu já vi nas bancas. A maioria histórias dos anos 90 a partir de 1991 e a de abertura infelizmente de 2003. É bom pra quem não leu as hqs pq são boas sim.

      Excluir
  11. Oi...

    Então, eu onheço quase todas essas HQs do Chico deste almanaque. Pra mim foi como mais um resgate. Eu ganhei essa edição e adorei!

    Quanto a revista do Ronaldinho Gaucho, ninguém me perguntou nada, mas já informo que não quero ela nem de graça, nem que me paguem pra aceitar em ouro.

    Neymar, estou correndo atrás só por curiosidade, mas não está nas bancas daqui. Pelo menos até ontem, não tinha.

    É possível ver essas edições da Abril e da Globo em ótimo EStado em sites que vendem. Aí já entra a história do preço. Se eu fosse endinheirado até compraria. Mas não é o caso...rsrs...

    Valeu a dica, Marcos!

    Abraços.

    Fabiano Caldeira.

    ResponderExcluir
  12. Eu não faço questão de edições originais da Abril pois é uma fase que eu não acompanhei e o Pelezinho nem é dos meus personagens preferidos, embora ache as histórias muito boas. E outra que não me considero um colecionador inveterado, que faz questão de ter as edições originais, não tenho essa preocupação.
    Comprei os 3 primeiros numeros das Melhores Histórias e tenho achado muito bom e com uma boa seleção de histórias. A Coleção Histórica, assim como da Turma, não me interessei em comprar. Mas o que me entristece infelizmente são essas mudanças nos originais, que eu realmente não sabia, agora com mais essa coisa de superstição, lembrei na hora do Roberto Carlos, que se não engano não usa a palavra mal em suas músicas. Uma pena.

    ResponderExcluir
  13. Fabiano, as do Ronaldinho eu tenho umas 5, foi mais por curiosidade em ver. Já Neymar só comprarei mesmo a nº1 até mesmo pra saber como é. Colecionar não vou.

    Eu tbm só compro em sites se eu achar barato ou preço justo. Prefiro mais comprar em sebo. E sempre as antigas.

    Abraços

    ResponderExcluir
  14. llpsdll, realmente essas alterações nos originais estão um saco e infelizmente nem esse título do Pelezinho escapou. Já Roberto Carlos tem várias superstições.
    Abraços

    ResponderExcluir
  15. Uma feliz surpresa eu saber recentemente que estavam republicando estórias do Pelezinho. Há tempos que não comprava gibis dele, nem o mesmo o lia. Comprei essa mesma edição que ilustra o artigo e adorei, mesmo com as inúteis correções.

    Aliás, "má sorte" é uma expressão que sempre me foi estranha, já que popularmente "sorte" é algo inevitavelmente bom, e não poderia estar ligada à sua contraparte. Seria como falar de um "sossegado hiperativo". Por isso considero "azar" como a melhor forma de se designar o seu antônimo.

    Enquanto Ronaldinho Gaúcho foi uma boa surpresa lançarem em 2006. Após anos sem o Pelezinho, estavam voltando a criar estórias de um personagem futebolístico. Fiquei um pouco decepcionado por ser mais do mesmo em relação ao resto dos gibis, inclusive no começo houve algumas interações da Turma do Ronaldinho com a da Mônica, algo estranho para quem nunca havia visto tal tipo de HQ com a Turma do Pelezinho, mas depois me perguntei o motivo disso não ter acontecido. Caiu a ficha, por assim dizer.

    P.S.: Até o momento considero a capa da 3ª edição de MLPLZ como a melhor. Adoro metalinguagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Danil, com certeza "azar" soa melhor q "má sorte". Não vejo problema por descartar de vez.

      Na falta do Pelezinho, a MSP colocava hqs de futebol com o Cascão e eram maravilhosas. Aí quando teve Ronaldinho Gaúcho pararam de colocar hqs de futebol com Cascão. Até é interessante pra chamar atenção do Ronaldinho precisava ele interagir com a Turma da Mônica para ser notado. Pelezinho nunca precisou interagir com eles em suas hqs.

      Gostei muito tbm da capa da nº 3 dessa coleção. Metalinguagem, cores. Tudo bom.

      Abraços

      Excluir
    2. Realmente. Eu nunca havia parado para pensar que as HQs futebolísticas do Cascão tinham parado pela entrada do Ronaldinho na trupe do Maurício... E é um ponto interessante perceber que esse precisava da turminha ao lado para se destacar. Será que o Neymar terá interação com os três núcleos? rs

      Excluir
    3. Acho q o Neymar não terá interação nem com outros núcleos, pelo menos o q dá impressão nas hqs. Quem sabe só se for dar uma levantada se estiver muito em baixa.

      Excluir
  16. qual o motivo exato de nao escreverem "azar" nas hqs? eles acham que quem ler essa palavra vai ter az... digo, má sorte?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não dá pra entender, é cada coisa boba. Ou é porque eles viraram supersticiosos ou porque os pais das crianças não querem que a palavra azar apareça nos gibis. Não faz sentido isso, principalmente mudar as palavras nos almanaques, ficando diferente das originais.

      Excluir