sábado, 17 de junho de 2017

Superalmanaque Turma da Mônica Nº 1 - Panini



Já nas bancas o "Superalmanaque Turma da Mônica Nº 1", o mais novo título da MSP pela Editora Panini. Nessa postagem faço uma resenha de como é essa edição.

Lançado em maio de 2017, esse título foi criado inspirado em "Disney Big", almanaque da Disney com 300 páginas de republicações de histórias. Então, "Superalmanaque Turma da Mônica" tem 300 páginas, capa cartonada e miolo com papel jornal tradicional, formato do tamanho dos gibis convencionais com publicação semestral e custando R$ 15,00. Tem quase o dobro de páginas do "Almanaque Temático", que tem 160 páginas.

Capa e contracapa formam um único desenho com vários personagens reunidos, curioso do Rolo aparecer com visual antigo nela. Como vantagem, não tem propagandas nem passatempos no miolo, só histórias do início ao fim e poucas histórias mudas (3 pra ser exato),  o que incentiva a leitura.

Contracapa da edição

Fora isso, as vantagens param por ai. Não teve índice de histórias como é no "Disney Big", só tem um frontispício e as histórias a seguir. Só tem histórias da Editora Panini de 2007, mais precisamente das edições "Nº 1" ao "Nº 5" dos 6 gibis principais. Foram 31 histórias no total, incluindo a tirinha final, e nenhuma da Globo dos anos 80 e 90 e muito menos da Editora Abril. Investiram mais em histórias longas e histórias de abertura originais até que foram poucas, mas as que tiveram foram longas. Para piorar, o exemplar é vendido embalado com plástico e não dá para folhear e ver quais são as histórias nele nas bancas.

Muitos imaginavam que com a notícia do lançamento dessa edição que teriam histórias de todos os tempos,  até por causa do teaser da editora falando sobre isso, mas não foi o que aconteceu. Depois do término da "Coleção Histórica",no final de 2015, podiam ter aproveitado essa edição pra colocaram histórias de todas as fases desde os anos 70 da fase dos personagens com traços de bochechas pontiagudas até a a atualidade.

Frontispício da edição

Muitos almanaques convencionais têm histórias bem melhores que saíram nesse "Superalmanaque Turma da Mônica". Desde 2012 eles vem re-republicando histórias da Editora Globo desde 1987 seguindo uma sequência. Ao invés de terem republicados histórias da Panini de 2007 desde então, passaram a voltar no tempo com histórias de 1987 em diante. Só almanaques da Magali que continuaram seguindo a sequência e hoje colocam praticamente as histórias dela de 2002 (dos secundários nos almanaques dela costumam ser antigas), mas os outros almanaques estão hoje republicando histórias antigas, sendo a maioria agora com foco nos anos 90.

Seguindo essa lógica, depois que acabar de republicarem todas as histórias possíveis da Globo vão passar a colocar só as da Panini, já que dificilmente colocarão histórias da Editora Abril nos almanaques. Se nesse "Superalmanaque" podiam ter e não colocaram, não seriam em almanaques convencionais. Se fosse comparar na época de almanaques da Editora Abril e Globo que republicavam histórias até com 5 anos atrás, hoje estariam republicando histórias de 2012, com mais foco em 2010 e já é um avanço colocarem histórias dos anos 80 e 90 no lugar.

Trecho da HQ "Mônica, a menina gorila" (MN # 4, Ed. Panini, 2007)

Por outro lado, como estão republicando histórias antigas, vem sendo feitas uma séria de alterações nas histórias originais para atender ao politicamente correto, com mudanças bobas, chegando a ser uma paranoia de mudar tudo que se encontra pela frente, como tirar armas dos personagens e colocando outra coisa no lugar, colocando cartaz nos muros rabiscados onde não tinha, mudando palavras por outras para tirar duplo sentidos, como recentemente mudaram perereca por sapinho, entre tantas outras coisas bobas.

Como são histórias recentes nesse "Superalmanaque Turma da Mônica", não tiveram alterações em relação às originais, pelo menos não percebi nada diferente. Outro detalhe negativo dessa edição é que não tiveram códigos mostrando em qual gibi as histórias saíram originalmente. Por serem histórias da Panini podiam mostrar esses códigos como faziam nos almanaques das editoras Abril e Globo quando as histórias eram da própria editora.

Trecho da HQ "O meu sossego foi pro espaço" (TM # 1, Ed. Panini, 2007)

Em relação às histórias, procuraram colocar todos os universos de personagens da Turma da Mônica, teve até uma do Horácio, que era raro ter história dele nos gibis a partir dos anos 2000, mas não teve nenhuma do Piteco e Turma da Mata e ficaram devendo isso, como informaram no teaser da editora. Abre com a história "Mônica, a menina gorila" (MN # 4, de 2007), em que a Mônica se transforma em gorila quando a turma vai ao circo ver Songa, a mulher gorila. Tem também "O meu sossego foi pro espaço" (encerramento de "Turma da Mônica - Uma aventura no Parque da Mônica" # 1", de 2007), em que o a turminha perturba o Seu Juca quando ele foi astronauta, com participação do Astronauta nela.

Tina e sua turma teve 2 histórias com traços da fase "Radical Chic" com muitas "caras e bocas" terríveis que marcou a fase entre 2004 a 2007. O "Superalmanaque" termina com a história "A grama do Vizinho" (CC # 1 - Ed. Panini, de 2007), em que o Cascão se transforma em outros personagens para não se dar mal nas histórias. Essa, inclusive, escrita por Emerson Abreu, com traços com caretas excessivas horrorosas e desnecessárias, típicas na época, como mostro ao Cascão transformado em Mônica no trecho a seguir:

Trecho da HQ "A grama do vizinho" (CC # 1, Ed. Panini, 2007)

Como podem ver, "Superalmanaque Turma da Mônica Nº 1" não teve nada de especial, é apenas um almanaque comum com mais páginas e mais histórias, incentivando a leitura, e uma capa cartonada. Quem esperava algo grandioso com grandes clássicos da Turma da Mônica se decepcionou. Apesar de serem histórias de 10 anos e pelo tempo decorrido já não são tão novas assim, mas a qualidade das histórias já ficavam a desejar desde aquela época e não tem grande importância nesse almanaque.

Se for comprar só por ser edição "Nº 1" de um título novo ou quem quer saber como eram as histórias de 2007, mas para quem esperava histórias pelo menos da Globo dos anos 80 e 90 que vem sendo republicadas nos almanaques convencionais se decepciona. Pode ser que nos próximos números eles possam mudar, mas nesse exemplar não valeu a pena. 

63 comentários:

  1. Boa noite, Marcos, como vai? Então, eu cheguei aqui na postagem, e vi que estavam se inspirando no Disney Big, eu pensei que eles estavam colocando histórias boas, raras... mas pelo que você escreveu, é ruim. Mas, você disse que a Editora estava dizendo que teria histórias de todos os tempos, certo? Vejamos se ocorre isso mesmo, embora ser pessimista é algo mais correto a se fazer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem nada de histórias antigas e muito menos raras. Só histórias de 2007 da Panini. Eles informaram isso no teaser da editora que vi no Planeta Gibi, mas não foi o que aconteceu e ficou essa confusão. pra quem pensa em comprar por conta disso vai quebrar a cara.

      Excluir
  2. Gente eu curto muito a Turma da Mônica dos quadrinhos e sou a favor de novidades sempre...mais essa comprar ai é cilada..caça dinheiro...HQs fracas..não valeu meu $$$..pronto e falei!! xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Melhor pegar esse $$$ e ir comprar em sebos(sites) da vida..edições antigas da época da Editora Abril ou globo...hahaha 3:)

      Excluir
    2. Ahahah. Pois é, com 15 reais dá pra comprar 7 gibis de formato canoa ou 5 de lombada. Muito melhor. Só histórias de 2007 não gostei também.

      Excluir
  3. Estou na correria agora.... Mas mas prometo que ainda esta madrugada lerei. Eu sabia que você não deixaria passar o Superalmanaque. Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  4. Uhuu!! Mesmo com essas histórinhas ''de encher linguíça'' vou comprar...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode comprar, até por ser "Nº 1" só que de fato são histórias de encher linguiça.

      Excluir
  5. Bom... já li...

    Eu não nutri nenhuma expectativa. Aliás, nutri. Nutri a expectativa de estar errado e ser surpreendido. Uma pena!

    A turma da Mônica morreu com o tempo. É o mais cruel é que a equipe até faz alguma edição boa quando quer, mas é como sinalizar falsas esperanças, porque as seguintes voltam a ficar chatas ou até piores.

    A Turma da Mônica Jovem está estragando a clássica, já que agora há HQs na clássica que estão relacionadas à turma Jovem. Uma bobagem sem tamanho.

    Enfim... as histórias da Abril eram curtas. Uma ou outra eram grandes. Investir numa edição com 300 páginas par a este fim seria decretar que o título teria vida curta, pois as HQs do acervo Abril se esgotariam logo.

    Quanto ao Disney Big. Fiz uma postagem no meu blogue sobre a número 1 italiana, portuguesa e brasileira, não faz muito tempo. Lembro que expressei bem que a brasileira poderia ter sido melhor. Mas, ainda assim, a Disney vem tendo HQs muito mais interessantes. Infelizmente, pois eu amava a turma da Mônica. Não sei se eu finalmente envelheci pra ela ou se esse algo "estranho" está lá na MSP. Acho que eu nunca saberei.

    Um abraço é muito obrigado por compartilhar.

    Tudo de bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles podiam ter colocado histórias das 3 editoras tudo misturadas e algumas bem raras, ai sim ia ser bacana. Nem que só re-re-republicassem histórias da Globo que a gente não cansa de ler também seria uma boa. Mas ficou estranho só histórias da Panini e só de 2007. Como tem que atender ao politicamente correto ai não fazem.

      De fato, estão colocando o universo da TMJ no da turminha como aconteceu com o gibi do Cebolinha do mês passado, acho completamente desnecessário. Eles querem agradar ao público alvo que são as crianças e acredita-se que elas devem gostar assim.

      Excluir
  6. Que decepção! A única expectativa que eu tinha era que eles cumprissem o que anunciaram, ou seja histórias legais de todos os tempos. Que pena, resolveram, logo no número 1, priorizar a fase mais chata e decadente de todos os tempos, isso sim! Concordo com o comentário que é infinitamente melhor comprar antigas no sebo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, antes não falassem que ia ter histórias de todos os tempos, ai seria mais aceitável. Essa fase da Panini é decadente sem dúvida, pelo que misturassem histórias da Globo e Panini ficaria melhor. Eu procuro fazer isso de comprar em sebos em vez dos novos em bancas.

      Excluir
  7. Ao meu ver a MSP pensa assim: ''Poxa, pra que fazer gibis espetaculares, resgatar raízes, fazer histórias com traços caprichados, trabalhosos, porém bonitos, pra que ter um bom roteiro sendo que crianças não tem olhar crítico, não vão folhear o gibi e falar que tem muitas caretas e os desenhos não são tão bons? Põe qualquer coisa (seguindo padrões do politicamente correto, uma vez que crianças podem querer seguir o gibi, rabiscando muros, etc...) e tá bom! Elas não vão avaliar mesmo, só comprar!''
    Pra que se dar o trabalho de fazer algo caprichado e nostalgico pra manter antigos leitores, que são mais irregulares em relação à comprar as revistas, sendo que é só fazer qualquer coisa que a criança vai comprar? Acho que eles pensam assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, pras crianças tanto faz, qualquer coisa vai agradar um pouco no momento, não vão ligar pra traços, mas podem enjoar logo e abandonar cedo os gibis, que é o que costuma acontecer. Já material par aos veteranos eles preferem edições luxuosas e caras.

      Excluir
  8. Boa tarde Marcos!
    Você sabe me dizer qual e em que edição posso encontrar essa história da magali 'pisando' na Mônica? kkkk
    https://i.imgur.com/gNgnPT9.jpg

    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado kkk. Parece que é por volta de 1997/ 98, não sei a edição certa. Se eu encontrar, aviso.

      Excluir
    2. Eu me recordo dessa história. Acho que eles estavam indo a um aniversário, mas estavam todos brigados -- o Cebolinha e o Cascão também entram nesse elevador.

      Até termina com eles todos juntos dizendo "All you need is love".

      Excluir
    3. Eu lembro, mas não a edição que saiu.

      Excluir
  9. É isso que me deixa *&$¨%#$#@¨¨&*!
    Esse politicamente correto,que deixa as histórias cheias de frescuras e paranoias!
    Se nas clássicas HQs dos anos 90 da Globo eles punham tops nos peito das indiazinhas,hoje sequer publicam mais!

    O absurdo da frescura chegou ao ponto de um vídeo de um batizado de bebê por imersão,nu,ser questionado por alguns por acharem que ele "sofrerá constrangimento no futuro"!"Ou dizem que "há pedófilos por aí",e que deveria haver borrão na genitália dele!Como se a pedofilia fosse acabar por causa disso,ou se o bebê fosse sair sozinho na rua,sem os pais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O politicamente correto estraga com tudo, infelizmente um padrão que vem crescendo cada vez mais em tudo, e, claro, que nos gibis da MSP não seria diferente. Uma pena.

      Excluir
    2. Não li todo o artigo ainda,mas ele fala sobre isso!
      http://sarjeta1.rssing.com/chan-9487807/all_p1.html

      Excluir
    3. Interessante o artigo. Essa alteração aqui foi terrível, deu o que falar:
      http://1.bp.blogspot.com/-bB3beVZ_AuY/UGgchmOyxTI/AAAAAAAAB-4/eZRwOiWEjyw/s1600/Chico+Bento.jpg

      Excluir
    4. E isso aqui é pura forçação de barra!
      http://www.fatosdesconhecidos.com.br/os-momentos-mais-inapropriados-da-turma-da-monica/

      Excluir
    5. kkkk. Ri alto aqui. Foram tiradas do Porra, Mauricio. Muito engraçado, cenas soltas assim dá duplo sentido legais.

      Excluir
    6. Vem cá!Aquele quadrinho do Chico de "barraca armada" não deve ser de verdade,né?Só pode ser manipulação de terceiros!

      Excluir
    7. Tudo indica que foi editado. Não tenho aquela história pra confirmar.

      Excluir
  10. Veja isso,Marcos!
    https://www.metrojornal.com.br/cultura/2017/06/19/mauricio-de-sousa-lanca-biografia-e-conta-sobre-sua-vida-e-dedicacao-arte.html?utm_source=facebook-fanpage&utm_medium=social&utm_content=mauricio-de-sousa-lanca-biografia-e-conta-sobre-sua-vida-e-dedicacao-arte.html&utm_campaign=cultura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já soube desse livro, até que R$ 50,00 não tá caro, visto as outras publicações dele. Só não sabia que vão lançar filme da história de vida do Mauricio...

      Excluir
  11. Essa da cinebiografia também foi novidade,por isso te alertei!Já tinha te falado do livro!

    ResponderExcluir
  12. Olá autor,desculpe ter sumido,sabe como é né o curso atrapalha tudo


    Na minha opinião,eu acho que poderiam republicar histórias que nunca foram republicadas ou então histórias raras...dá desgosto saber que eles sequer republicaram as histórias da ed abril ou globo,só histórias bobas........Ah,eu estou conseguindo repor minha coleção aos poucos,esses dias achei um gibi da globo na rua do cebolinha(1992),histórias show de bola<3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que colocassem pelo menos da Globo, essas da Panini são fracas.Que sorte encontrar esse gibi na rua assim. Aos poucos recupera tudo.

      Excluir
  13. É difícil admitir isso, mas TM já não é mais pra gente, nós não somos mais o público-alvo. Só nos resta aceitar isso e continuar procurando nos sebos.
    O problema é que até nos sebos a Panini já tá dominando. Conseguir um da Globo é difícil e muito mais da Abril. E quando achamos, tá todo feio, velho, riscado...dá até medo de pegar e o gibi desmanchar na mão hehe
    Pq pelo visto não adianta escrever pro MSP reclamando por reedições de histórias antigas, eles parecem não estar nem aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que em feiras-livres ainda se vendem gibis antigos da TM,da Editora Globo?

      Excluir
    2. Cecília, já faz tempo que admiti isso. Não adianta reclamar porque o público alvo são as crianças e sempre vão adaptar o estilo para as novas gerações. É só comprar gibis nos sebos que vale mais.

      De fato tem aparecido menos gibis da Globo, principalmente dos anos 80. Dá pra encontrar mais tá mais difícil do que era e infelizmente a tendência é um dia não encontrar mais, só restando Mercado Livre.

      Excluir
    3. São raras as feiras que vendem gibis antigos.

      Excluir
    4. É compreensível a decisão da MSP, pois toda a obra tem um público alvo, vide Cartoon Network, mas o que eu acho mais chato nisso tudo é eles se limitarem por bobagens, como trocar perereca por sapinho, não poder falar a palavra azar, os cartazes no muro e personagens descaracterizados, como Cascão, Magali, Chico Bento, Do Contra, Dudu, etc. Mesmo sendo restrito a crianças, não é necessária tanta paranóia assim.

      Excluir
    5. Bem lembrado. Inacreditável eles proibirem palavra azar nos gibis agora. Sem noção.

      Excluir
    6. Jesus!Estamos na geração em que palavras ferem!
      Mas que *&$%¨%$*&¨*!

      Excluir
  14. Pra mim esse título não vai durar muito, a não ser que só republiquem da Panini, pois comparado a Disney, A MSP tem menos histórias, os gibis começaram nos anos 70 e tem menos títulos que a Disney, pois as Histórias da Disney no Brasil começaram nos anos 50 e na época em que a Mõnica estava nas suas primeiras edições o Pato Donald já havia chegado na edição 1000. Pra mim o mais chato do Politicamente correto na MSP é que ele chegou cedo comparado a outros títulos, pois os gibis da MSP nem tinha chegado a uma edição 500 quando começou, enquanto a Disney já tinham mais de 2.000 em alguns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Enquanto estiver vendendo esse título continua, senão é cancelado como tantos foram, principalmente almanaques de secundários. Não seria por falta de histórias porque eles poderiam até republicar sempre as mesmas histórias como fazem com almanaque de Natal que continua até hoje sempre com as mesmas histórias.

      Excluir
    2. eu acho uma pena republicarem sempre as mesmas histórias. Tem o lado bom porque elas ficam disponíveis e fáceis de achar, mas acaba ficando na mesmice, pra mim a graça de se ganhar um gibi novo é ler histórias que nunca se leu antes. Neste ponto a Disney tem uma vantagem sobre a MSP.

      Excluir
    3. Verdade. Esses de Natal mesmo tem tantas que não foram republicadas até hoje e insistem sempre nas mesmas. Salva pela qualidade das histórias, mas assim deixam de ser raras independente de quantos anos elas têm.

      Excluir
    4. A MSP não chega nem aos pés da Disney. Os personagens sao5 adultos em sua maioria, O que possibilita ter boas tramas com mocinhos e vilões e também altas aventuras e homenagens. A Disney Big desse mês, que é bimestral e tem índice das HQs, abre com uma homenagem inédita de 90 páginas do filme Metropolis. A edição anterior foi uma releitura adaptada de Frankstein, também inédita.

      O que a MSP ganhava era na característica forte dos personagens principais. Agora que andam mascarando isso....

      Excluir
    5. É, mascararam muito as características dos personagens, como o Cascão menos porco e o Chico Bento menos arteiro.

      Excluir
    6. Uma pena chegarem a esse ponto. :(

      Excluir
  15. Valeu por ter me feito economizar os quinze reais!

    E vai saber se os admiradores da turma da Mônica dos anos 70,80 também não reclamavam das histórias dos anos 90...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada kkk. Sim, já vi os que liam nos anos 70 reclamarem dos anos 90. Ou então aqueles que quando mudaram pra Editora Globo deixaram de gostar, sendo que as histórias de 1987 eram as mesmas das últimas da Ed. Abril só em outra editora e cores diferentes.

      Excluir
    2. Mas como os leitores dos anos 70/80 reclamavam dos 90?Eu,hein!As histórias dos anos 90 tinham ótimos e criativos roteiros,especialmente aquelas longas,que consumiam umas 13 páginas!Tipo uma do Chico Bento,chamada "Óleo nos olhos"!

      E os traços dos desenhos eram ótimos também!

      Excluir
    3. Talvez seja por causa dos traços que eram diferentes do que viam, ai não gostavam. Nos anos 90, principalmente no início, tinham muitas histórias bacanas. Essa "Óleo nos olhos" é muito boa. No final da década já tavam começando com o politicamente correto e já começou a perder a graça.

      Excluir
  16. Li o texto todo pensando "ah, tudo bem que as histórias da Panini de 2007 já têm 5 anos, mas acho que ainda é muito cedo pra republicá-las". Aí sigo lendo o texto e percebo que já faz 10 anos!! Como o tempo passa.
    Esse almanaque seria uma boa opção pra substituir a Coleção Histórica. Mas já vi que não vai ser assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk. O tempo voa. Se fossem outros tempos já estavam republicando histórias de 2012 direto. Ainda estamos no lucro rs. Daria muito bem pra substituir a Coleção Histórica com esse, mas não foi o que fizeram e pelo visto não tem interesse.

      Excluir
  17. obrigado por mostrar sobre isso. eu n iria comprar sendo assim....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, ai cabe cada um decidir se vale a pena comprar.

      Excluir
  18. o politicamente correcto esta no gibi?? qual parte achou bem interessante?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem nada de incorreto nas histórias, o normal como eram as histórias de 10 anos atrás. Gostei da história "Uma agulha no milharal" de Chico Bento nº 4.

      Excluir
  19. Não fiquem esperando ler republicações das histórias da época da Abril. Depois que acabou a Coleção Histórica, só comprando as originais mesmo. =/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito raro ter mesmo, até que pra surpresa da gente o Almanaque do Louco nº 10 teve hqs da Abril. Mas isso é muito raro mesmo, tendência não é ter e quando acabar as da Globo vão colocar só da Panini.

      Excluir
    2. Eu particularmente gostei desse almanaque.Perguntei ao Sidney Gusman, editor da coleção histórica,se ele teria alguma novidade a respeito desse título e olhem a resposta dele:" Estou com uns planos. Torça comigo".Ou seja, vem novidade por ai.

      Excluir
  20. Ainda bem que não fui comprar, teria desperdiçado dinheiro num caça-níqueis.

    ResponderExcluir