segunda-feira, 4 de maio de 2015

Capa da Semana: Chico Bento Nº 50

O Chico Bento sempre arruma um jeito simples e todo especial para conseguir o que quer. Nessa capa, para ele ler um livro no escuro, na falta de energia elétrica na casa ou de uma vela ou uma lamparina, apenas a vela do seu pensamento serviu para iluminar o seu quarto. Excelente.

A capa dessa semana é de 'Chico Bento Nº 50' (Ed, Globo, Dezembro/ 1988).


10 comentários:

  1. Vale a nota de que esse efeito do brilho provavelmente foi lápis de cor "profissa" ou lápis de cera. Se fosse um editor digital, dificilmente sairia assim.
    Uma bela capa que me traz lembranças do tempo em que eu lia gibi antes de dormir na minha cama de solteiro com uma colcha de retalhos. Ah, eu era feliz e não sabia!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah com certeza não tinha nada de digital. De fato muito bom esse efeito.

      As capas e hqs do Chico eram boas, justamente isso por remeter a simplicidade, mostrar nosso cotidiano. É muito comum as pessoas lerem na cama. Adoro essa capa.

      Excluir
  2. Excelente, Marcos!!! Mais uma capa bonita do tempo em que o pessoal da MSP tinha muita criatividade. Já hoje em dia, nem tanto...

    E sabe duma coisa? Essa capa me faz lembrar minha infância, de quando não tinha paciência pra dormir e lia vários gibis até pegar no sono. Pra você ter uma ideia, eu também fazia esse esquema naquelas friorentas noites de inverno, quando tava muito frio e o cobertor, os travesseiros e os gibis eram o melhor jeito de se aquecer todinho. Isso também acontecia com você?

    E é claro que uma edição com uma capa tão linda começa com uma HQ que é ainda mais excelente que a capa. Eu me refiro á HQ Harmonia e Desafinos, que é a história que abre essa edição.

    A história se passa numa cidade muito vagabunda, com poluição por todo lado, as pessoas sempre ficam reclamando e não tem coração, o trânsito sempre fica um lixo e um monte de outras coisas podres, que nem a própria natureza aguenta! E nesse triste cenário, um pobre menininho (que só aparece nessa história, creio eu) foge de casa, pois achou que seus pais estavam brigando por causa dele. Então, ele chega á Vila Abobrinha pra morar junto com o Chico e seus pais, Seu Bento e Dona Cotinha. Mas só por um tempo, pois como os pais do menininho estavam muito preocupados por ele ter fugido e o encontram. Chico fica feliz pelos pais terem encontrado o menino e a história termina com toda a família virando uma grande família feliz, já que eles sempre viviam brigando.

    Sinceramente, eu espero que você fale dessa história! Ela é muito bonita, tem uma importante lição de moral no final e dou destaque dos excelentes traços muito bem feitos, como os traços de todas as HQs da época.

    E por ser uma HQ do final dos anos 80, vamos ser francos: Você não acha que essa história foi feita pela Rosana Munhoz? Pois eu considero que a Rosana foi a pessoa da MSP que mais fazia as melhores histórias da turma, histórias muito bem desenhadas e histórias bem marcantes e mais clássicas de qualquer personagem, e essa do Chico Bento acho uma das mais clássicas, mais bonitas e mais emocionantes dele. Apesar da Rosana morrer em 1996, as histórias ainda eram boas e ainda davam gosto de ler, mesmo não tendo mais a graça das histórias dela.

    E sobre a republicação, não podia faltar! A primeira vez que ela foi republicada foi no Almanaque do Chico Bento # 61, de 2001, mas ela foi republicada mais uma vez recentemente na Panini, e foi no Almanaque do Chico Bento # 50. Mas se essa história tiver algumas partes incorretas, então é sinal daquelas porcarias de alterações!

    Tipo, no começo da história, os pais do menininho falam palavrão enquanto brigam e eu não sei se os personagens não falam mais palavrão nas histórias atuais. Se você viu esse novo almanaque, sabe se teve alterações na história?

    Pra terminar, é claro que eu não vou te perguntar se você conhece a história, pois como você mostrou a capa, é lógico que você a conhece. Mas eu só te pergunto se gostou do meu comentário e se o enredo da história é exatamente esse que eu citei, mas se eu errei em algumas partes, então me corrija! É que faz tempo que eu não leio essa história, já que eu acabei conhecendo na republicação de 2001, mas não tenho mais o almanaque. Então, me deseje boa sorte na minha procura desses gibis.

    Então, espero mesmo que você fale dessa linda história uma dia, quem sabe. Abraços pra você e tenha um bom dia!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A criatividade era lata mesmo nessa época, sem dúvida. Eu não tinha costume de ler gibis deitado na cama, mas sei q muita gente tem.

      Sobre essa hq de abertura, realmente é muito legal. O enredo é esse ai mesmo. Foi republicada agora no Almanaque do Chico Bento nº 50 da Panini, como vc falou, e hj ainda pode encontrar nas bancas e qualquer um pode ler essa hq. E o melhor sem alterações. É a chance de até vc reler essa hq rs. Por isso vai demorar um pouco pra eu falar dessa hq aqui rsrs.

      Não sei se foi escrita pela Rosana, mas seja de quem for, foi muito bem bolada. Realmente ela escrevia hqs sensacionais. Tomara q vc encontre algum desses gibis.

      Bom dia pra vc. Abraços

      Excluir
  3. Oi Marcos, você sabe que eu prefiro capas que remetam à hq de abertura, mas, esta com certeza é uma exceção, pois é muito linda, criativa e daquelas que impressionam.
    Ver o Chico Bento tendo uma ideia luminosa, para clarear a penumbra do quarto e ler sua historinha. Quem imaginou esta capa, teve um carinho enorme pelo personagem, pois mostrou toda a inteligência caipira do Chico.

    Ter imaginação para se virar e sair da dificuldade são coisas que gente da cidade, que vive rodeada de eletrodomésticos, não sabe. Mas, no interior do país, nas comunidades mais pobres e afastadas, por exemplo, o povo brasileiro é sim, muito criativo, e faz de todo tipo de engenhocas para levar água e comida aos da família.
    Esta capa é mesmo muito bonita, foi gostoso demais ver ela aqui e pensar em tudo isso. Coisas que somente os blogs conseguem aprofundar. Se fosse no Facebook teria muitas curtidas, alguns comentários e em 5 segundos o assunto já seria outro. Parabéns e obrigado por manter este maravilhoso blog no ar. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Impressiona mesmo. Essas capas remetendo ao cotidiano eram muito boas. O jeito inocente e caipira do Chico encantava. Sem dúvida, ela mostra a essência do Chico.

      Obrigado por estar curtindo o blog, tento sempre atualizá-lo. Abraços

      Excluir
  4. Que capa bonita, o efeito da luz clareando o quarto escuro ficou bonito de se ver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, ficou show esse efeito de luz. E o melhor sem ser digital. Muito bom.

      Excluir
  5. Respostas
    1. Muito boa sim. Bem criativa. Abraços

      Excluir