sábado, 13 de setembro de 2014

Chico Bento: HQ "A batalha do século"

Nessa postagem, mostro uma história de quando o Chico Bento conheceu o Capitão Feio e como ele enfrentou para impedir sujar tudo por lá. Ela tem 7 páginas e foi história de abertura de 'Chico Bento Nº 69' (Ed. Globo, 1989).

Capa de 'Chico Bento Nº 69' (Ed. Globo, 1989)

Começa com um dia típico, com o Chico Bento com trabuco na mão querendo caçar uma onça com o seu cachorro Fido, que estava a procura de um osso, quando de repente, eles veem algo voando no céu. Chico vai atrás conferir, e descobre que era o Capitão Feio, que foi até a roça com para sujar tudo em paz sossegado sem ter ninguém da Turma da Mônica para atrapalhar os seus planos.


Chico pensa que o Capitão Feio era o super-homem e pede um autógrafo. Ele responde que era o Capitão Feio, o gênio do mal, que foi a deixa para o Chico pensar que ele saiu da lâmpada maravilhosa. Capitão Feio acha o Chico ignorante e vai embora falando que tem muito e que fazer. 

Como o Fido foi embora com  medo, Chico desiste de caçar e resolve pescar. Quando chega perto do ribeirão, vê os peixes pulando fora da água. Primeiro, ele acha que é um ótimo pescador, com os peixes indo direto nas suas mãos, mas quando vê melhor, os peixes estavam pulando porque a água estava toda poluída por causa do capitão Feio, que estava executando seu plano de poluir tudo por lá.


Em seguida, o Chico é sufocado com uma nuvem de poeira suja, que o faz tossir e percebe que a sua historinha estava toda encardida. Nisso, Chico  ouve uma gargalhada e era o Capitão Feio todo feliz com a sujeirada toda e que os seus raios de sujeira nunca deslizaram tão bem.

Chico vai tomar satisfação com ele, perguntando se não tem vergonha de espalhar a imundice por todos os cantos e o Capitão Feio lança seu raio de sujeira no Chico, que se assusta porque ficou igual ao Cascão. Capitão Feio sai e o Chico diz que isso não vai ficar assim. Ele vai para casa tomar banho e em seguida põe em prática o seu plano de dar um banho no Capitão Feio. Ele se esconde em cima de uma árvore e joga um balde d'água lá de cima, mas não consegue molhar o Capitão Feio, que fica furioso com o Chico e tenta lançar um raio de sujeira concentrado nele, mas que também não consegue atingi-lo.


Capitão Feio faz outras tentativas enquanto o Chico corre, até que ele fica encurralado sem saída. Quando o Capitão Feio ia lançar o seu raio, o Chico, sem poder fazer mais nada, começa a chorar muito, com lágrimas enormes que assusta e afasta o Capitão Feio. Ele vai embora e o Chico comemora que conseguiu se livrar dele.

No final, Chico vê que a história ficou toda encardida e se pergunta quem vai querer uma história dessa. Eis, então, que surge o Cascão com óculos escuros e cheio de malas para se mudar para a história do Chico, achando que ficou um maior barato assim.

Uma história muito legal, com crossover do Chico Bento com o Capitão Feio, com participação do Cascão no final. Essa foi a primeira vez que o Chico e o Capitão Feio se encontraram e a única até hoje nos gibis convencionais dele. 

Engraçado o Chico achando que o Capitão Feio era o Super-Homem com mais osso do que carne, e o Gênio da Lâmpada no inicio da história. A sua inocência, permite essas coisas. Quem sabe, poderia ser um pouco mais desenvolvida, na parte da tentativa do Chico dar banho no Capitão Feio, mesmo assim gostei exatamente desse jeito simples. Não perdeu o encanto desse jeito e deu conta do recado, sem enrolação, como tem que ser. 


Os traços dessa história ficaram maravilhosos, como é de se esperar na época. Na postagem a coloquei completa. Outra coisa interessante nela foi o recurso de metalinguagem, com o Chico falando que a "roça" era a "história", como, por exemplo, ele falar que a sua história estava imunda, em vez de falar roça. isso foi fundamental no final surpreendente com o Cascão se mudar para a história do Chico por causa da sujeira. Espetacular.


Gosto de história com crossover de personagens, acho válido acontecer de vez em quando para sair da mesmice. Para quem não sabe, "crossover" nas histórias em quadrinhos, significa personagens de núcleos diferentes contracenando, como, por exemplo, Mônica com Jotalhão, Cascão com Penadinho, Chico Bento com Piteco, entre outros.

Eu adorava quando o Capitão Feio aparecia e na época achei o máximo ele se encontrar com o Chico, afinal, o Capitão Feio só aparece para a Turma da Mônica. História como essa, se fosse Papa-Capim com Capitão Feio não mudaria muita coisa e atenderia o mesmo objetivo. 


Ela é politicamente incorreta pelo fato do Chico com trabuco na mão a fim de caçar uma onça no início da história, já que armas e caça de animais estão proibidos nos gibis atuais, fora também que hoje o Capitão Feio está com mais cuidado de não poluir tanto assim, principalmente rios e natureza, causar desmatamento, além de que tudo continuou sujo no final. Ou seja, impublicável.

Enfim, "A batalha do século" é uma história memorável, que sempre vale a pena relembrá-la.

38 comentários:

  1. Será que você poderia fazer um post falando sobre uma HQ antiga da Tina,que vc tenha gostado? Eu gosto demais da turma da Tina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem algumas com a Turma da Tina e quando der posto outras. É q são tantos personagens q leva um tempo até voltar a mostrar outra hq. Eu tbm gosto da Tina e sua turma.

      Excluir
  2. Gostaria de dar uma sugestão: faça uma publicação sobre a história, e as histórias, de Rosana Munhoz.

    ResponderExcluir
  3. Formidável o final da história com a participação do Cascão. Gostei muito da idéia do Daniel BR. Assino em baixo! Pense com carinho. Muito boa postagem amigo. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. História muito legal mesmo. Q bom q gostou. Sobre a sugestão, se der, eu faço.

      Excluir
  4. Eu tenho este gibi. Ele é muito legal. Existem também outras histórias do Chico Bento em que o Cascão aparece no final, como uma em que o Chico está resfriado e sem perceber tem um gambá debaixo do seu chapéu. A História termina com o Cascão pegando o Gambá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gambá é com o Cascão mesmo rsrs... não lembro dessa, parece ser boa.

      Excluir
    2. Marcos, sobre essa história do Chico com o gambá, deixa eu lhe ajudar: O nome dessa HQ é Apenas uma Constipação, e ela é de Chico Bento # 152, de 1992. O enredo é exatamente o que o Bruno citou. E tem mais, ela foi republicada no Almanaque do Chico Bento # 73, de 2003, mas acho ela impublicável. Afinal, hoje em dia não tem mais gambás nos gibis, não é? Talvez é por causa do politicamente correto.

      Então é isso, te ajudei muito com essa história, e espero que você fale dela, é muito engraçada. Abraços!

      Excluir
    3. Ah tah, lembrei dela. Valeu pela informação e quando der falo dela.

      Excluir
  5. Gosto muito do Capitão Feio, e não tinha conhecimento desta história que você mostrou, adorei. O Chico Bento poderia (a meu ver), ter um papel até maior em defesa da natureza. Adoraria ver Chico e Zé Lelé, mascarados, fantasiados como heróis e combatendo poluidores e desmatadores. Ótima postagem. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, uma hq sensacional. E o Chico volta e meia, aparece defendendo a natureza, enfrentando lenhadores, poluidores de rios, etc. Até q não é dificil encontrar hqs assim e até hj deve ser assim. valeu pelo elogio. Abraços

      Excluir
  6. História sensacional! Só faltou desenvolver um pouco mais, mas, afinal, era um gibi de 36 páginas e tinha que ter mais histórias.

    De qualquer jeito, tudo bem. Adoro crossovers, principalmente do Chico com a Turma da Mônica (já foram muitas histórias da Magali na Vila Abobrinha). Teve no Chico Moço 12, atualmente, e foi bem legal.

    E agora já tenho o livro da Magali 50 Anos! Bem bom, só tem uma história longa. Tem histórias dos anos 70 e 80, porém uma página a menos de curiosidades (já que era uma página para cada "nº1" e a Magali só teve dois "nº1" até hoje, os outros com 3), e, com isso, o design foi um pouco alterado e só foi mostrada uma tirinha (a de estreia...). Mas é um livro bem bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o gibi tinha 36 páginas e era natural ter hqs curtas. Mesmo assim muito legal. Eu tbm gosto de crossovers com personagens.

      Q bom q conseguiu a Magali 50 Anos. Eu ainda estou esperando uma oferta na internet pra poder comprar. Bom saber q tem hqs dos anos 70 e 80, era o minimo q podiam colocar. Mas achei ruim saber q tem hq longa e q teve poucas curiosidades. Q pena.

      Excluir
    2. A longa é "Imperatrix Magali" (onde ela vira dona da rua porque a Mônica vai viajar). Tem uma HQ da Panini, mesmo, de uma página, provavelmente para preencher o espaço da página de curiosidades que faltou.

      Eu só não tinha lido "A Melancia", "A mais fofa", "A avó (comilona) da Magali", "O Diário da Magali", "É pelo de quem?" e a inédita com a TMJ, "Essa Magali...".

      Excluir
    3. Quando tem hqs longas em livros assim como essa da Imperatrix Magali, fica parecendo q estavam com preguiça de procurar hqs e queriam acabar logo. Seria mais conveniente colocá-la em um almanaque convencional dela.

      Excluir
    4. Pois é. Sorte que foi só essa. Teve algumas clássicas como a estreia do Mingau, quando ele ganhou nome, Põe-te Mesa, estreia da Dona Cota. Tia Nena, Quinzinho, Tio Pepo, Mingau, Dudu (apesar de ser só em dois quadrinhos em Imperatrix Magali) aparecem no especial, mas quem prevalece, além da Magali, é a Mônica mesmo.

      Excluir
    5. Hum... hq q o Mingau ganhou nome não deviam colocar pq é uma do Mingau, e não da Magali. E pelo q entendi não teve hq da Magali contracenando só com o Dudu? Ele só participou em 2 quadrinhos o livro todo? Isso é péssimo...

      Excluir
    6. Que eu me lembre, sim... :P

      Até o Cascão vestido de cocozão (sim, o Cascão se veste de cocozão) e o Pirulitão Embaixador aparecem mais que ele. A do diário é do Quinzinho, mas tem bastante coisa da Magali (mesmo pq ele lê o diário dela). Tio Pepo e Tia Nena aparecem em Põe-te mesa, Mingau em Minha Dona, Enfim, um nome! e É pelo de quem?, Dudu em Imperatrix Magali, e Quinzinho em O Diário da Magali.

      Nenhum deles aparece na TMJ (só o Mingau), é só ela contracenando com sua fome (e Mônica, Cebola, Cascão no final, além das participações especiais da Culpa, do Seu Juca e do... Tiozinho da Pipoca).

      Excluir
    7. Lamentável não ter hq do Dudu... não gostei.

      Excluir
    8. Lamentável mesmo (e tios Pepo e Nena só aparecem em Põe-te mesa). =(

      Mas o mais lamentável é a Mônica namorando o Do Contra na TMJ. O que vc acha disso?

      Excluir
    9. Pra mim tanto faz pq não acompanho TMJ. Na turma clássica, as vezes dava pra entender q o Do Contra tinha uma queda pela Mônica e não admitia, aí devem ter aproveitado isso pra fazer esse triângulo amoroso na TMJ.

      Excluir
    10. AGORA, QUE REINICIOU, TEM 3 N 1 NO TOTAL;

      Excluir
  7. gostaria de rever a historia floquinho e flouqinho (cão do louco imitando o floquinho)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu pela sugestão, se der, eu falo dela.

      Excluir
    2. Marcos, essa HQ Floquinho e Flouquinho eu não conheço, mas eu vi que no Guia dos Quadrinhos, ela foi republicada no Almanaque do Cebolinha # 62, de 2001, e novamente no Almanaque do Louco # 5, de 2013, mas como eu não conheço, então eu não sei o gibi original dessa HQ.

      Você que deve conhecer, por favor, de qual gibi é essa HQ Floquinho e Flouquinho? Quando der, vc fale dela. Abraços!

      Excluir
    3. Ela foi de Cebolinha nº 109, de 1996. Quando der, falo dela. Abraços

      Excluir
  8. Olá, Marcos! Mais uma ainda da boa época da Globo.
    Um "cross" over desse é interessante.

    Abraços. Boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma ótima hq sim, foi bem bolado esse encontro do Chico com Capitão Feio...

      Boa semana . Abraços

      Excluir
  9. Olhaí. Nunca imaginei um encontro assim entre os dois personagem. E tem tudo a ver: poluição e a presença de defesa do meio ambiente nas revistas do Chico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito legal né? E realmente tudo a ver com ecologia. Bem q podia ter outro encontro dos 2.

      Excluir
  10. Caracas... não sabia que o Capitão Feio tinha história com o Chico Bento, que achado!!!!
    E como já comentaram acima, os 2 tem tudo a ver. Bem que poderia vir mais um embate entre eles.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem raro isso né? Eu tbm acho q podia ter outra hq com eles juntos, ia ser bom. Abraços

      Excluir
  11. Pô, gostei dessa história, Marcos! Olha que eu nem conhecia, nem sei se ela já foi republicada. Também gosto muito de historias com crossovers de personagens, fico indignado ao ver muitos personagens da MSP junto numa só história. E foi mó barato a participação do Cascão no final.

    Outra história clássica do Chico Bento de 1989, que acho que você deveria falar aqui no blog, é O Ovocausto, de Chico Bento # 64. Nela, alienígenas disfarçados de galos e galinhas invadem a Terra para roubar ovos de galinha, e o Chico, claro, vai impedi-los.

    Eu acho essa história inacreditável por três motivos:
    1 - A história inteira é beeeeeeem longa num gibi de 36 páginas, se não me engano, são 20 páginas, eu acho. Ela também é longa pelo fato de ter 3 partes. Por isso que essa história é boa.
    2 - A capa dessa edição faz alusão a história inicial, o que era raro acontecer nos gibis da época. Outro gibi dessa época que também fez alusão à história inicial foi Cebolinha # 32, fazendo referência à sensacional e clássica história A Caveira Dentuça.
    3 - Ás vezes, era muito raro aparecer aliens nas histórias, ainda mais disfarçados de galinhas.

    Mas mesmo com esses três motivos, e eu não lembrar muita coisa dessa história, ela é sensacional e acho a melhor história do Chico de 1989. E ainda tive a sorte de conhece-la quando foi republicada no Almanaque do Chico Bento # 66, de 2001.

    E se der, fale da super hilária história Rede de Armadilhas, de Chico Bento # 67, também dessa época, em que o Chico tenta descansar em sua rede, mas terá que enfrentar um montão de situações hilárias, cheias de gags e humor pastelão. E caso você não tenha, ela foi republicada no Almanacão Turma da Mônica # 18, de 2003.

    Então é isso, queria muito saber se você conhece essas duas histórias do Chico de 1989, se o enredo que disse tá certo e quero que você fale delas algum dia, principalmente do Ovocausto, que merece ser chamada de histórica, antológica e clássica. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O "Ovocausto" é excelente mesmo... Muito raro ter hq dividida em capítulos e longa assim em gibi quinzenal. Se bem q em 1989 alguns gibis do Cascão tbm estavam com hqs assim tbm, como Cascóquio (CC # 68) e "A conspiração" (CC # 71).

      Quando der, falo da "Ovocausto" e da"Rede de Armadilhas". Abraços

      Excluir