terça-feira, 23 de setembro de 2014

Capas Semelhantes (Parte 1)

Como sabem, por muitos anos as capas dos gibis da Turma da Mônica eram com piadinhas relacionadas aos personagens. Capas muito caprichadas e criativas, por sinal. Porém, uma desvantagem (ou não) de capas assim, é que de vez em quando mostravam a mesma piada, só mudando o desenho e alguns detalhes. 

Isso acontecia, provavelmente porque o roteirista que fazia a segunda versão não lembrava que a capa havia saído antes. Afinal, na maioria das vezes, levava vários anos para ter outra igual. E muitos leitores também nem notavam isso ou nem sabiam que uma capa parecida já havia saído antes, porque o público sempre estava sendo renovado, e quando saía a segunda versão, o leitor não colecionava na época da primeira.

Aliás, as vezes a mesma piada saiu mais do que 2 vezes. As revistas que mais aconteciam isso eram as do Cascão, Chico Bento e Magali, até porque foram quinzenais por muitos anos, e raramente com o Cebolinha, já que na Editora Abril, os gibis dele prevaleciam com referência a histórias de abertura.

Pensando nessas capas curiosas com a mesma piada, mas desenhos diferentes, vou passar mostrá-las aqui no blog as 2 versões, comentando sobre elas. Vão prevalecer imagens dos gibis da minha coleção, e algumas podem ser tiradas da internet ou enviadas por alguém, avisando quando não for da minha coleção. Nessa postagem, mostro 5 capas semelhantes, 1 para cada personagem. Todas da Editora Globo. 

Cascão Nº 54 X Cascão Nº 216

Mostra a referência aos "Três Macacos Sábios" em que um não vê, outro não escuta e outro não fala, só que quando eles viram o Cascão colocam a mão no nariz por causa do mal cheiro. A versão original saiu em 'Cascão Nº 54', de 1989, e depois saiu outra capa com a mesma piada em 'Cascão Nº 216', de 1995, com um fundo mais simples e os macacos com cores diferentes.



Mônica Nº 33 X Mônica Nº 246

O Cebolinha encarna um príncipe que dá um nó nas tranças da Mônica Rapunzel. A versão original é de 'Mônica Nº 33', de 1989, e fizeram a segunda versão em 'Mônica Nº 246', de 2006, que inclusive foi a última edição dela da Globo. A maior diferença entre as duas é que na original passava à noite, e a segunda, de dia, e o Cebolinha passou a usar nela um chapéu de príncipe, além da Mônica aparecer sem coroa e braba.



Magali Nº 58 X Magali Nº 202

Magali dando sinal para o vendedor de cachorro-quente, como se fosse chamando um ônibus ou táxi. De mudança mais significativa, na versão original de 'Magali Nº 58', de 1991, ela segura uma mala, como se estivesse indo viajar, enquanto que em 'Magali Nº 202', de 1997, não.



Chico Bento Nº 166 X Chico Bento Nº 260

Nela, uma onça se apaixona pelo Chico, que estava de cama com catapora. Publicada primeiro em 'Chico bento Nº 166, de 1993, e na versão de 'Chico Bento Nº 260', de 1997, eles mudaram de posição e o Chico de termômetro na segunda versão..



Cebolinha Nº 90 X Cebolinha Nº 193

Em 'Cebolinha Nº 90', de 1994, o gorro que o Cebolinha usa acaba ficando com 5 pontas, adaptando a forma do seu cabelo. Na segunda versão, de 'Cebolinha Nº 193, de 2002', a piada é a mesma, porém parece que colocaram uma luva gigante no lugar de tão grande que ficou. Para constar, a imagem do 'Cebolinha Nº 193' foi enviada por Washington Brito.



Como podem ver, essas capas semelhantes são bem curiosas e dá para comparar as diferenças nos desenhos.  Para mim, a primeira versão sempre fica melhor. Essa foi a primeira postagem com capas semelhantes, colocarei várias outras também, porque tiveram bastantes assim.

34 comentários:

  1. Muito boa a postagem! Na capa de Mônica 246, enquanto acrescentam o chapéu de príncipe em Cebolinha, tiram a coroa dela. Rsrsrs. Aguardo a próxima!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal q vc gostou, Heri. Realmente, eles acrescentavam ou tiravam alguns detalhes na 2ª versão. Mas, sem dúvida, a 1ª fica melhor.

      Excluir
  2. eu acho as o Cascão sempre mais engraçadas. Sinto saudades dessas piadinhas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm adorava as capas do Cascão. As dele e as da Magali eram mais engraçadas. Pena não ter mais piadas nas capas.

      Excluir
  3. Muito legal a postagem. Pra mim a primeira versão também sempre parece a melhor. Alguns desses gibis eu tenho :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A primeira parece q fica desenhada melhor, sem dúvida fica melhor. Legal q vc tem alguns desses.

      Excluir
  4. Eu achei a de Chico Bento Nº 166 X Chico Bento Nº 260 a mais "cara dura" afinal, as outras foram questão de anos e anos. Essa foi de apenas 4 anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, ficou pouco tempo e o leitor dava pra conhecer as 2 tranquilamente. As vezes, levava pouco tempo de uma pra outra, mas o normal era demorar mais.

      Excluir
  5. Excelente artigo! Eu também gosto sempre das originais. É que nem filme, a primeira versão é sempre superior ao remake. Isso é chamado de reaproveitamento de ideias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, nunca fica a mesma coisa. É inevitável a comparação. Além disso, a 1ª versão fica melhor desenhada.

      Excluir
  6. Respostas
    1. Desses da postagem foram só da Globo, mas acontecia tbm ter uma versão da Abril e outra com mesma piada sair só na Globo.

      Excluir
  7. Cebolinha nº 90, uma das pouquíssimas revistas com o preço de capa em URV (Unidade Real de Valor), em plena transição do Plano Real.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo, só as revistas de junho/ 94 tinha o URV na capa, e a partir de julho veio o Real. Então ,essa foi a única do Cebolinha com o URV na capa.

      Excluir
  8. Respostas
    1. Muito caprichadas, mesmo com piadas iguais, ainda são boas tbm.

      Excluir
  9. Bem interessante essa postagem. Bacana mesmo!

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É legal mesmo ver essas capas parecidas. É divertida a comparação entre elas.

      Excluir
  10. Ótima postagem, Marcos. Boa pesquisa. E, mesmo com esses repetecos - igual aos episódios semelhantes do Chaves - ainda prefiro muito mais aquela época de criatividade do que as capas atuais. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Chaves tbm tinha episódios semelhantes, principalmente quando a Chiquinha precisou se afastar do programa, aí quando voltou, fizeram os episódios de novo em q ela não apareceu, com a presença dela... e depois q o Quico e o Seu Madruga sairam do programa tbm fizeram outros, colocando o Nhonho e a Dona Neves no lugar deles.

      Sobre as capas da TM, tbm prefiro assim com piadinhas do q as atuais. Mesmo parecidas, os desenhos eram bem caprichados nas 2 ou mais versões.

      Abraços

      Excluir
  11. Muito legal o post. Interessante serem todas da Globo. Acho que isso não chegou a acontecer com capas na Abril.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. André, acho q não tiveram mesmo capas assim com 2 gibis diferentes da própria Ed. Abril, mas tiveram algumas da Globo em q a piada apareceu primeiro na Editora Abril.

      Excluir
  12. Ah, é verdade. É bem mais comum as piadas se repetirem.

    ResponderExcluir
  13. Muito boa a postagem! Eu percebia isso, até porque eu pensava, no meio de tantas histórias e capas não é possível que não repita nada, além do mais a criatividade acaba né kkkk por isso que hoje eles colocam a primeira história na capa não?
    E você pretende fazer das tirinhas e histórias semelhantes também? Seria bem legal!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, principalmente as revistas quinzenais tinham muitas capas assim. Já histórias e tirinhas talvez não, caso fale de alguma q eu sei q é semelhante, posso colocar no texto com comentário. Histórias foram poucas, tirinhas um pouco mais q hqs.

      Excluir
  14. Postagem muito legal. Realmente as primeiras versões das capas parecem ter maior riqueza de detalhes. Ainda assim tanto as primeiras quanto as segundas são muito mais legais que as capas das revistas atuais. Eles tinham uma criatividade muito grande naqueles tempos. As capas acabavam sendo um show à parte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hj parece q eles querem dar importância ao conteúdo e aí fazem só capas com referência a hq de abertura. Eu tbm prefiro as capas antigas. Mesmo parecidas, eram bem desenhadas.

      Excluir
  15. Adivinha de qual dessas edições eu tenho???? cascão 216! com a história de abertura: ''AGUADO! SEM SAIDA! ENCURRALADO!" Que é incorreto pois o cascão faz tatuagens de caneta fazendo bullying com os amigos: MÔNICA BOBONA, CEBOLA FRITA, e TIÃO PERNA DE PAU

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E tb q não é bullying , mas resultou problemas tb: Cascão ama maricota.

      Excluir
    2. VC DEVE TER ESSE GIBI NÉ MARCOS?

      Excluir
    3. Eu tenho esse gibi. Não deixa de ser bullying. Essa história é boa. :D

      Excluir
  16. Sempre achei estranho esse grande espaço vazio à esquerda, no Cascão 54. Até cheguei a pensar que nessa edição tivesse vindo um brinde que ficava nesse espaço. A 216, apesar da falta de um fundo, está melhor diagramada.

    O"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não teve nenhum brinde em Cascão 54, foi assim mesmo. Podiam ter colocado ele mais centralizado, ainda mais que não tinha cpodigo debarras na época. De diferente foi etiqueta de preço na capa, que ai foi retirada, mas ficou a marca da cola.

      Excluir