segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Magali: HQ "Comilonas do mundo todo"

A história que eu mostro é de quando a Magali fez um plano infalível para comer à custa dos seus amigos, que andavam regulando comida a ela. Tem 12 páginas e foi publicada em 'Magali nº 125' (Ed. Globo, 1994).

Capa de 'Magali nº 125' (Ed. Globo, 1994)

Começa a Magali encontrando a Mônica, o Cebolinha e o Cascão comendo e eles avisam que ela não vai filar o lanche deles. Só que a Magali fala que não veio pedir os lanches e sim um favor:  umas parentes dela vão visitá-la e como vai ter que sair, é para eles receberem e avisar onde é a sua casa.


Eles ficam sem graça, já que sempre ela pede comida a eles, e enquanto isso chega a prima da Magali. Ela é japonesa e chama Komikase Tudo. Mônica acha que ela é a cara da Magali e a Komikase pergunta onde é a casa da prima. Eles falam que não está em casa e a prima fala que a viagem deu uma fome. A turminha então fala que ela pode pegar o lanche deles e ela devora tudo de uma vez só. E ainda de quebra, eles a levam para um restaurante japonês e come tudo do restaurante.


Após a Komikase Tudo se despedir, logo chega a outra prima da Magali. Eles pensam que é a própria, mas ela fala que é a prima italiana, a Magalina. Eles falam que é para esperar a Magali na casa dela, e a prima pergunta onde tem comida por ali, e então a turma a leva a um restaurante italiano e come 16 lasanhas.


Depois vem a prima Maga Lee, dos Estados Unidos, que faz gastarem o restante das mesadas deles com cheeseburgueres, hambúrgueres e cachorros-quentes na lanchonete do bairro. Já desesperados, a turma tenta fugir antes que apareça outra prima, mas são surpreendidos pela Magafrida da Alemanha. Eles falam que não podem levá-la a um restaurante alemão e ela disse que não tem problema porque adora uma comida caseira. Com isso, ela vai comer na casa da Mônica. Depois é a vez da prima africana comer na casa do Cebolinha, e a francesa ir comer na casa do Cascão.


Nessas alturas, eles estavam arrasados, sem dinheiro no bolso e despensa de suas casas completamente vazias. Aí então tem a reviravolta na história. A turma tem a ideia de ir a casa da Magali para ver todas as primas juntas fazendo concorrência a ela, mas quando chegam lá, encontram roupas espalhadas pela casa e descobrem que era um plano infalível da Magali. Ela se disfarçava de uma falsa prima do exterior para filar boia dos amigos, como forma de vingança porque eles andavam regulando comida a ela.


Quando ela estava prestes a sair de casa vestida como prima mexicana, ela dá de frente com a turma na porta da casa dela. Ela disfarça, mas o plano foi descoberto e eles questionam que história é essa dela enganar os amigos daquela forma. Magali disse que estava com fome e estava arrependida e pede para eles perdoá-la. A turma fala pra ela devolver todo o dinheiro que gastaram  com os restaurantes das primas. Ela diz que seria uma ótima ideia, só que estava dura. Termina a história, eles brabos procurando a Magali para bater nela e ela escondida em uma agência de turismo pedindo uma passagem só de ida ao redor do mundo.


É uma história muito engraçada com a cara da Magali. Ela era capaz de tudo pra comer, até enganar seus amigos, com plano infalível bem elaborado, até ser descoberto, logicamente, e se dar mal no final.

Podemos ver uma Magali excelente atriz conseguindo enganar seus amigos e fazendo de palhaços. Aliás, Mônica, Cebolinha e Cascão também foram bobos de  acreditar nessa loucura da Magali ter primas do mundo inteiro e não perceberem que ela era. São esses absurdos que fazem a diferença e se torna tão engraçada a história.


Também muito engraçado os nomes que ela deu pra as "primas" em especial a japonesa Komikase Tudo, como referência a "Come quase tudo". Muito bom. Os traços são ótimos também e faz a história se tornar melhor ainda. Ao longo da postagem coloquei a história completa.

40 comentários:

  1. Eu já tinha lido essa história, hilária.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é sensacional. Gosto muito dela. Abraços

      Excluir
  2. Os nomes são uma graça mesmo. Não conhecia essa história, muito tri a postagem, Marcos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, muito criativos esses nomes. Adoro. Q bom q gostou Nanda.

      Excluir
  3. Eu tenho essa HQ num Almanaque; tão engraçadinha :D

    ResponderExcluir
  4. Otimos traços e roteiro excelente! Essas HQs em q outros personagens alem do Cebolinha fazem planos infaliveis sao sempre sensacionais, a exemplo de uma HQ do Chico Bento em q ele faz um plano infalivel no seu aniversario, se nao me engano vc ja fez uma postagem sobre ela aqui no blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, já falei sobre essa hq do Chico. Muito boa tbm.

      Eu gosto quando outros personagens fazem planos infalíveis, cada um com seu interesses, sempre renderam boas hqs e são bem divertidas.

      Excluir
  5. Pois é, Marcos! Essa HQ da Magali é muito boa e com certeza, é uma das melhores na minha opinião. E detalhe: Eu conheci essa HQ da Magali no Almanaque da Magali # 5 (Ed. Panini, 2007). Com certeza, não é só o Cebolinha, nem o Cascão e o Chico Bento que fazem planos infalíveis. A Magali também fez nessa história. Realmente uma HQ que considero clássica e uma obra prima da MSP.

    Mas teve um pequeno problema: Quando você estava escrevendo sobre esta história, na verdade, é Magali 125, não Magali 225. Talvez deve ser um defeito que você fez, né?

    Ah, é! Essa edição da Magali 225, me lembra a HQ Tem Penetra no Churrasco (MG # 211), onde a Carminha Frufru convida todo mundo para um churrasco, menos a Magali, que acredito que o motivo é ela comer tanto. Essa HQ eu ainda não li, mas ela parece boa. Afinal, já que é de 1997, os traços devem ser bem criativos, como muitas histórias da época. E eu vi que essa HQ foi republicada no Almanaque da Magali # 21 (Ed. Panini, 2010). Talvez um dia, você fale dessa HQ. É muito incrível. Mas você conhece essa HQ? Sabia que ela já foi republicada? Me fala aí e abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, uma obra-prima mesmo. Eu tbm adoro. Sobre a numeração foi erro de digitação, já consertei.

      Sobre a hq "Penetra no Churrasco" eu conheço, mas não sabia q tinha sido republicada nesse almanaque. Se vc não leu, como sabe isso? Tem algum site que informa hqs de almanaques, fora o do Paulo Back?

      Excluir
  6. Muito boa essa HQ. Os gibis da Magali dessa época são ótimos. Já tinha lido no Almanaque da Magali # 5 da Panini, mas foi muito bom relembrar.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito legal essa hq.... pena q nesse Almanaque # 5 alteraram a parte da Mônica quando fala "Meu último Cruzeiro Real já foi", infelizmente mudaram "Cruzeiro Real" para "dinheirinho". Essas mudanças não podem faltar nos almanaque da Panini....

      Excluir
    2. Engraçado que no Almanaque da Magali #6 publicaram a história "Sem irmãozinhos..." e nela tem uma parte que o Cebolinha fala que vendeu a Maria Cebolinha por dez cruzeiros reais, mantendo o nome da moeda. E na página de apresentação do almanaque tem uma parte que diz "nesse almanaque tem até uma história da época em que nossa moeda se chamava cruzeiro real". Podiam ter mantido a moeda e feito a mesma coisa no Almanaque # 5.

      Excluir
    3. Verdade, seria a coisa mais sensata. Não sabia disso , mas era assim que devia ser. A gente sabe q almanaque são republicações de hqs antigas, não vejo motivo pra mudar.

      Excluir
  7. Gostei deste HQ...muito boa(pq os almanaques atuais não republicam HQs assim?)..nunca tinha lido essa! xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Xandro, até q ela já foi republicada em 2007 na Panini, mas infelizmente tem muitas hqs da Magali dessa época q não foram republicadas até hj. Bem q podiam...

      Excluir
  8. Mto boa Marcos! Só uma coisinha: o nome da prima da italia é apenas magalina. Há uma vírgula antes de capisce, q quer dizer algo como "entendeu". Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Natália, nem reparei na vírgula. Alterei o texto. Bjs

      Excluir
  9. Não conhecia essa história. Era legal essa coisa exagerada na Magali para com a comida. Era meio surreal, mas algo legal. Nem sei hoje em dia como anda, pois não compro mais Magali desde esse começo dos anos 90. Quando a vejo nas histórias dos outros, não noto muita diferença, não. Mas não quero arriscar, ainda, a comprar uma revista atual. Nada me atraiu ainda, nesse título da Magali,pra dar uma chance de comprar.

    Obrigado por compartilhar! As revistas chegaram hoje, viu. Estão praticamente novas, nem amarelado de canto de páginas elas tem.

    Abraços.

    Fabiano Caldeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses absurdos é q se deixavam as hqs da Magali ótimas. Essa é sensacional e muito engraçada.

      Ultimamente, as hqs dela não tem mais esses absurdos como antes. Tá tão ruim como um gibi da Mônica ou do Cascão, por exemplo. Mas a única forma de vc saber como anda as revistas da Magali na Panini é comprando alguma, nem q seja no sebo, pra saber e tirar as suas conclusões. Afinal cada um tem um gosto. Por isso dê uma chance a Magali.

      Sobre as revistas q vc encomendou, legal q chegaram. No aguardo das fotos e comentários no seu blog.

      Abraços

      Excluir
    2. Tem dois almanaques que são em formato um pouco maior...

      Excluir
    3. Não entendi... vc fala dos almanaques q vc comprou? É q as revistas antes de 1980 tinham formato maior na altura, uns 2 cm maior. E só a partir de 1980 q passaram a ter o formato atual.

      Excluir
  10. Olá! Adoro o seu blog! Eu tenho essa história no almanaque da Panini e até esse Penetra no Churrasco. Sim a Panini faz alguns burradas,mas são mais recentes,pq eu consegui almanaques onde eles deixam passar duas vezes uma do Titi onde ele vende limonada e fala Cruzados. Além de alguns onde os meninos fazem rabiscos nas paredes.
    Vendo agora direito alguns posts seus,percebo que Politicamente Correto também tem um limite. Tem que ser com moderação e muita. A menos o meu Pelézinho está intacto.
    Até mais,espero nos falarmos mais, gosto muito desse Blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal q vc tá gostando do blog... eu tbm acho q ler gibis é pra se divertir, e não ver tudo certinho e politicamente correto como está hj. Uma pena estar nesse caminho.

      Quanto a Pelezinho intacto, vc tá falando da Coleção Histórica, né? Pq naquele almanaque "As Melhores Histórias" vc deve ter visto a avacalhação de tirarem o circulo rosa da boca dele, além de colocarem nariz, tudo por causa de preconceito.

      Excluir
    2. Depende.Acho que tem se ser de forma moderada. Pq eu sou meio moralista :P mas aceito muita coisa.Porém até agora não entendi pq a turma deixou de falar palavrão sendo que os palavrões eram desenhos.

      Sim,eu tenho só a edição histórica e uma revista fina,mas é dificil reler tudo num dia só.

      Eu descobri o Blog no primeiro dia do ano! Feliz ano novo!! E fiquei a tarde toda dando uma olhada. Nossa! Sensacional! Parabéns!! o/

      Excluir
    3. "até agora não entendi pq a turma deixou de falar palavrão sendo que os palavrões eram desenhos. "

      Vai entender o q passa na cabeça do Maurício... vai ver pq mesmo sendo desenhos, as crianças sabe q se trata de palavrões e vai incentivá-las a falar. Bobagem.

      Valeu pelo elogio do blog. Abraços

      Excluir
    4. Realmente,mas não mais aquela desculpa de que palavrão não ajuda ninguém e que é feio,pois apesar de não poder colocar num curriculo ou redação todos falam e já é considerado normal no cotidiano,as crianças não estão livres disso,infelizmente.

      Excluir
    5. Ah e de nada! Te dou a maior força com esse blog. ;) abraços!

      P.s.: vou gostar muito se publicar algo dos anos 90 que é da minha época. :D

      Excluir
    6. Eu achava q os "palavrões" davam graça às hqs e cabiam os pais a educar os filhos, dizendo q não é certo falar palavrão.

      Sempre estou postando algo dos anos 90, tbm é da minha época e o q tenho mais material. mas procuro colocar tbm de outras décadas pra agradar a todos.

      Excluir
  11. Marcos, o q vc acha do aumento do preço das mensais?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah não gostei né? As hqs já não são boas e ainda aumentam. Caras demais. Pelo menos Mônica e os almanaques mantiveram o preço. Tbm não dava pra aumentar mais do q tava. R$ 4,90 em um gibi da Mônica acho superexagero.

      Excluir
    2. Cada vez mais vou esperar chegar naquele sebo onde gasto por volta de dois a três reais apenas. Pagar esse aumento na banca, só se valesse muito à pena.

      Excluir
  12. A Magali traça tudo, mesmo. Recentemente, descobrimos que nem pica ela anda dispensando. :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk... vc fala de uma tirinha publicada na internet né? Foi de uma prova que alteraram.

      Excluir
    2. Ah, eu sei. Vi até os comentários do Maurício sobre o fato. Mas não quis perder a piada. :-)

      Excluir
  13. Tenho um pequeno palpite que só até 2010 que os almanaques começou a ser editado para atender ao politicamente correto, pq ontem mesmo eu lia um almanaque da Magali de 2010 e nele ainda há o Piteco falando palavrão e uma conhecida história da Magali "A mentira tem perna curta" em que a personagem esconde doces e pôs a culpa no Mingau de comer biscoitos.
    As historinhas antigas não havia politicamente correto e ainda assim davam lições valiosas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "As historinhas antigas não havia politicamente correto e ainda assim davam lições valiosas."

      Verdade, pq dá pra aprender muita coisa a partir das cenas incorretas. Sempre tinha uma lição de moral, e no último caso, as mães q eduquem.

      Sobre as alterações nos almanaques desde q foram pra panini, passaram a alterar uma coisa aqui e ali, mas essa paranoia de mudar tudo q vê pela frente tá muito mais frequente desde 2013, estragando as hqs.

      Excluir