terça-feira, 18 de junho de 2013

Turma da Mônica Extra nº 11 - Dudu


Já à venda nas bancas Turma da Mônica Extra nº 11 com o Dudu. Nessa postagem comento sobre essa edição e falo um pouco sobre essa coleção como um todo.

"Turma da Mônica Extra" é uma publicação da Panini sem periodicidade definida. Com 68 páginas, é baseada na coleção "Diversões Juvenis" da Editora Abril e nos Gibizinhos da Editora Globo. Em cada edição, um personagem secundário da MSP ganha um gibi próprio com republicações de histórias da Editora Globo de todas as épocas. É a chance da gente ver gibis com personagens diferentes dos 5 principais que estamos acostumados. 

À princípio "Turma da Mônica Extra", era para ser uma edição única com um especial sobre Tauó (com republicações de histórias com referências ao filme "Guerra nas estrelas"). A partir do nº 2 que começou essa ideia de personagens secundários ganharem gibis. Os personagens que tiveram um gibi nessa coleção do nº 2 até agora foram: Bruxa Viviane, Capitão Feio, Zé Vampir, Denise, Dona Morte, Mister B, Xabeu & Xaveco, Do Contra, Anjinho e Dudu. 

Mesmo um personagem diferente em cada edição, a numeração segue corrente da coleção. Uma grande vantagem desse título é não ter passatempos nem propagandas no miolo. Na edição Tauó (nº 1) colocaram imagens das capas das revistas originais a que se referiam sobre o filme "Guerra nas Estrelas". Nos gibis da Bruxa Viviane (nº 2) e do Capitão Feio (nº 3), chegaram a colocar imagens das capas das revistas originais a que se referiam as histórias republicadas, até como uma forma de preencher o gibi com páginas que faltavam. A partir do Zé Vampir (nº 4) deixaram de mostrar essas capas e desde então são só histórias sem passatempos e propagandas. E as contracapas dos nº 1 e nº 2 eram extensões das capas. 

Outra coisa boa é que o preço não aumentou quando as revistas tiveram o último reajuste e, com isso, continua custando R$ 3,20. enquanto as outras revistas de 68 páginas custam R$ 3,50. Uma coisa que eu não gosto é na capa eles colocando um slogan sobre o personagem, como na edição do Anjinho colocaram "Aventuras do protetor do Limoeiro", e até mesmo desse do Dudu colocando "O pestinha mais querido do Limoeiro". Não vejo necessidade e ainda polui a capa. E, lógico, dependendo do personagem, uns vão render melhores histórias, outros nem tanto. Até agora os que menos gostei foram do Mister B e o do Anjinho.

Algumas edições anteriores de "Turma da Mônica Extra"
Agora, falando sobre essa edição do Dudu, está sensacional. Eu semprei quis que tivesse um Gibizinho do Dudu, mas nunca foi concretizado quando mudaram o formato. E agora ele teve o seu próprio gibi. Para começar, criaram um logotipo caprichado, imitando o cabelo dele, que até certificaram. Nenhum logotipo das outras edições da Turma da Mônica Extra foram certificados. Em relação às histórias, todas excelentes, reunindo as primeiras histórias dele de 1989 a 1991. 

O Dudu foi criado em 1989, é um pouco mais novo que os personagens da turminha (enquanto eles tem 6 anos, o Dudu tem 4) e era vizinho da Magali. Ele era a antítese da Magali nos gibis dela: enquanto ela come tudo que vê pela frente de uma forma absurda, o Dudu recusa comida e faz de tudo para não comer. Só que ao passar os anos, especificamente a partir do final dos anos 90, começaram a mudar as características dele. Com isso, deixaram de ter histórias dele recusando comida e o garoto começou a ser um pestinha que perturbava o Cebolinha, e às vezes, a Magali. E, pra piorar, Dudu e Magali, do nada, se tornaram primos, em vez de serem vizinhos como era inicialmente. Depois, deram um tempo de ele pentelhar o Cebolinha e hoje as histórias ou são restritas a ele perturbando mais a Magali mesmo, ou senão a Magali contando histórias para ele. Ou seja, o que era supermaneiro ficou chato e normal. Para mim, ele se tornou outro personagem, já que a graça era ele não comer, fazer pirraça pra não comer, chantagem com a mãe, jogar comida fora. Isso que era bom e engraçado nas suas histórias, mas por causa da patrulha do politicamente correto, mudaram completamente o personagem.

Trecho da HQ "Vizinhos Opostos"
Porém, para gente matar a saudade dessa fase de ouro do Dudu, essa edição dele de "Turma da Mônica Extra" resgata isso e só tem aquelas histórias de ele recusando comida. Não tem nenhuma da fase pestinha recente. Todas, excelentes, são dos primeiros números da Magali, entre 1989 e 1991, que mostram realmente o verdadeiro Dudu que a gente conheceu. Inclusive, começa com a história "Vizinhos Opostos", a de estreia dele, original de Magali # 1 (Editora Globo, 1989), em que a Magali é convidada pra jantar com os novos vizinhos pra ver se influencia o Dudu a comer. Faço questão de mostrar aqui o nome de todas as 10 histórias republicadas nessa edição. São essas:

  1. Vizinhos opostos (MG # 1 - Ed. Globo, 1989)
  2. O Baixinho (MG # 17 - Ed. Globo, 1990)
  3. Come Duduzinho, come! (MG # 37 - Ed. Globo, 1990)
  4. Guloseimas voadoras (MG # 27 - Ed. Globo, 1990)
  5. O anticomilão (MG # 31 - Ed. Globo, 1990)
  6. Para abrir o apetite (MG # 2 - Ed. Globo, 1989)
  7. O faminto (MG # 32 - Ed. Globo, 1990)
  8. O Chorão (MG # 29 - Ed. Globo, 1990)
  9. Terríveis torturas (MG # 42 - Ed. Globo, 1991)
  10. O monstro comilão (MG # 41 - Ed. Globo, 1991)


É uma melhor que a outra. A melhor de todas é a história "Come Duduzinho, come!" em que a Magali junto com a mãe do Dudu, resolvem fazer uma receita especial que ele escolheu para ver se ele come. Eu racho de rir sempre que releio essa história, e não foi diferente dessa vez. Ela já começa com o Dudu enterrando o seu almoço no quintal da casa, mais incorreto que isso não há. Para mim, essa história foi a que mais marcou o Dudu e felizmente foi republica nesse gibi dele. Os traços antigos dele também eram ótimos, parecia mesmo uma criança menor do que os outros da Turma da Mônica e ver de novo esses traços num gibi atual é ótimo. Atualmente, até a mãe dele está com traços diferentes, como dá pra notar na capa da edição. 

Trecho da HQ "Come, Duduzunho, come!" 
Sobre alterações nas histórias em relação às originais não podiam faltar. A primeira é na história "O Baixinho", em que ele fica inconformado quando o chamam de baixinho. Na hora que mostra ele vendo a Xuxa na televisão, mudaram o nome dela para Zuxa e na original de Magali # 17 era Xuxa mesmo. Naquela época, nem sempre parodiavam  os nomes dos artistas famosos, e agora, eles fazem questão de parodiar.

Trecho da HQ "O Baixinho" 
  A outra alteração, foi na história "Para abrir o apetite", em que a Magali conta uma história de um príncipe que não comia, para ver se ele come. No primeiro quadrinho da revista da Magali nº 2 original, a Magali se referia a mãe do Dudu como "Dona Lina", e nessa reedição, alteraram para "tia Cecília". É que como era a segunda história do Dudu, os nomes não eram definitivos e, só mais tarde que colocaram o nome da mãe dele como "Cecília" e, pra manter o padrão atual, alteraram o nome nessa história, desnecessariamente, como sempre. E colocaram "tia" já que agora Magali e Dudu são primos, como falei anteriormente, e quiseram manter o padrão. O mesmo aconteceu na história "Come Duduzinho, come!" em que a magali também chamou de "tia Cecília".

Trecho da HQ "Para abrir o apetite" (1989)

Essas até dão para aceitar. Mudança absurda mesmo foi na história "Terríveis torturas", em que o Dudu imagina várias situações de torturas. Em Magali # 42, o Dudu usava um arma munida de  água, e nessa reedição, só foi mostrado ele apontando os dedos para os índios. E mesmo assim ainda saiu água. Agora o Dudu tem dedos mágicos, só apontar o dedo que sai água? Que colocassem então uma squeeze no lugar. É cada alteração tosca que vou te contar. Como os personagens não usam armas nas histórias atuais, eles agora sempre mudam nas republicações. Lamentável! Olha como perdeu o sentido, comparando as edições nas imagens abaixo:

HQ "Terríveis Torturas" : a original de Magali nº 42 (1991) e a alteração de TM Extra nº 11
Mesmo com essas alterações ridículas, recomendo esse gibi do Dudu. Para quem quer conhecer as primeiras histórias dele vale a pena. Acho que para quem tem todas as edições originais da Magali até o nº 42 ou todos os volumes da Coleção Histórica pode não valer tanto, mas veja bem: apesar de eu ter a maioria dessas histórias três vezes (já que eu tenho também os almanaques da Magali da Editora Globo), mesmo assim fiz questão de comprar para reler todas essas histórias em uma só edição. Fica a dica.

27 comentários:

  1. Bom dia! Eu vi esse gibi à venda, quase levei. O que foi culminante para não levar foi justamente o fato de que não pretendo comprar mais números desse título, então achei desnecessário ter somente esse.
    Gostava do Dudu sem comer, mas com o tempo as histórias foram ficando sempre mais do mesmo. Só recentemente foi que percebi que transformaram o menino num pestinha e achei o máximo. É divertido ver o Cebolinha e o Cascão enfezados com ele. Achei que ele ficou bem mais engraçado.

    Acho que só eu gostei dessa mudança..rsrss...

    Tenho a impressão que ele ainda não gosta de comer, mas isso não é mais mostrado com tanta notoriedade. Mas posso estar enganado sobre isso, afinal, só revi o garoto em edições bem recentes, já que não compro Magali.

    Abraços. Fabiano Caldeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabiano, vc pode comprar os q vc gosta, nao precisando colecionar esse título. Acho q vai ter uma hora q vc vai comprar gibi desse título quando vc gostar muito de um personagem.

      O Dudu pestinha de vez em quando é bom pra não ficar só o mesmo tema de recusar comida, só q tinha q ser o contrário: prevalecer hqs recusando comida do q pestinha. Hj raramente tem hqs dele assim, só pentelhando os outros. Abraços

      Excluir
    2. Eu entendo o que você diz, já passei por isso quando lançaram com a Dona Morte. Mas acabei não comprando.

      Abraços. Fabiano Caldeira.

      Excluir
  2. Comecei a colecionar esse título por acaso, logo, tive que comprar essa do Dudu.

    As histórias são legais mesmo, apesar de eu ter achado os temas das histórias repetitivos (sempre com esse lance de ele não querer comer). Não deve ser fácil desenvolver outro tipo de roteiro com ele. De repente foi por isso que mudaram a essência do personagem.

    Quanto à periodicidade, ela é semestral, não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. André, fica meio repetitivo, já q é uma atrás da outra. Ficou uma espécie de almanaque temático. Mas não ficou ruim, eu gostei assim.

      A periodicidade são dois por ano, nãodeixa de ser semestral mesmo, é q às vezes atrasa. Antes saía em abril e outubro, esse do dudu agora é original de maio.

      Abraços

      Excluir
  3. Marcos,

    Dudu é o Alvinho da Magali (aquele pentelho das história da Luluzinha, onde esta vive lhe contando histórias, para que ele não apronte). Não sou grande fã do personagem. Mas acho que comparei esse gibi. Gosto das edições Extra e achei legal saber mais sobre elas, além de conhecer um pouco sobre o próprio Dudu, inclusive sobre o parentesco com a Magali.

    Quanto à alteração na arma de brinquedo, com água saindo do dedo, é isso que acontece com a neurose que ronda o Estúdios do Maurício. Chegam ao ponto do ridículo!

    Já vi esse gibi na banca. Mas não comprei, mesmo, porque não sabia que todas as histórias eram da fase Globo. Acho que, por esta informação, valerá a pena.

    Ótima postagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kleiton, bem lembrado. Nunca associei o Dudu ao Alvinho da Luluzinha. E vc tem razão. Embora eu não gosto das hqs q a Magali fica contando histórias pra ele, essas são muito chatas no geral.

      Sobre a alteração, põe ridícula nisso. A paranoia de mudar é tão grande q chega a esses absurdos sem tamanho.

      Sim, hqs são todas dos primeiros números da Magali da Globo, o q torna bem especial. Por enquanto eles não estão republicando ainda hqs da própria Panini nos almanaques. Ainda bem. Valeu. Abraços

      Excluir
  4. Eu tenho duas edições dessa aqui: a do Xaveco (que finalmente ganhou uma revista própria rs) e a da Denise que traz histórias ainda em sua fase "normal". Eu não sabia que tinha da Dona Morte, acho que não fiquei atento quando saiu. Eu pelo menos só compro os dos personagens que eu gosto, não fico com essa neura de comprar tudo do mesmo título.
    Minha história preferida dele é uma que ele vai à praia com a Magali, é dos anos 2000 já e é impagável.Inclusive foi a partir dela que eu fiquei sabendo que ele a Magali eram primos, na época fiquei fulo da vida, pois estragava toda uma trajetória dos personagens. Outras que eu gosto são a que ele fica com medo de palhaço e a que a Xabéu vira babá dele por uma noite.
    Não sei se comprarei essa edição, já que tenho todas as histórias nas revistinhas originais, mas essas edições geralmente reeditam historias que remetem às origens desses personagens, ideal pra quem está começando agora a conhecê-los.

    Abç.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. llpsdll, eu vi esse parentesco um pouco antes dessa da praia em um gibi da magali de 2002. Não acho nada a ver colocarem como primos. Se eram vizinhos no inicio, tinham q manter.

      Eu li essa hq da praia na internet, é legal sim. Concordo q republicando primeiras hqs ajuda pra conhecer os personagens, além do valor histórico e raridade das hqs, lógico. Abraços

      Excluir
  5. Oi Marcos, Turma da Mônica Extra, para mim, é uma coleção parecida com "Edição Extra" que tínhamos nos Quadrinhos Disney. Destes que já saíram, o que gostei mais, foi de "A Dona Morte", mas é porque gosto muito desta personagem.

    Gostaria, que fizessem um gibi da "Pipa e Zecão" por exemplo. Outra ideia, seria um gibi do "José Eleutério" ou seja, o "Zé Lelé" que é um personagem delicioso.

    Quanto a este do Dudu, achei só normal, não gosto muito do personagem, mas trouxe para a coleção. Dudu pestinha é melhor do que Dudu sem comer.

    O que falta é este "pestinha" ferver pra valer, e sair do politicamente correto, o que já é mais difícil, concorda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo, tbm sonho em ter um TM Extra com a Pipa e o Zé Lelé. Seria ótimo, tomara q venha logo. Tomara q não fica restrito agora só à secundários da Turma da Mônica, desde o nº 8 tá assim e espero q mudem.

      Eu prefiro o Dudu recusando comida pq acho q é a essência dele, foi do jeito q eu o conheci. Mas concordo q pra ser pestinha tem q sair sim do politicamente correto, seria mais vantajoso.

      Abraços

      Excluir
  6. Depois de ver mais um post, vou comprar o gibi tbm!!
    Comprei o Pelezinho coleção histórica acompanhando a matéria e é muito legal!
    Depois desse post do Dudu, vale a pena! Vou ver se ainda encontro na livraria daqui..., não me recordo de ter visto por aqui...
    Achei tbm que nem o colega Kleiton que teria publicações mais recentes, mas todas dos primordios anos 89 e 90, show demais!!
    Queria aproveitar para tirar outra dúvida, os almanaques da Magali e do Chico Bento já vêm com republicações da panini? Ou ainda é só da globo?

    Mais um excelente post Marcos!!

    Bruno...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruno, legal q a postagem te influenciou a comprar. Esse gibi do Dudu é vendido em bancas comuns, livrarias devem ser poucas, só as q vendem gibis. Por serem hqs dos primeiros números da magali torna-se especiais.

      Sobre os almanaques da magali e do chico, os da magali estava saindo mais hqs de 1999 e os do chico a de abertura de 2003/04 e as de miolo dos anos 90. Só q os desses mês estão diferentes.

      Alm. Magali 39... a hq de abertura é de 2000 mesmo, assim como as de miolo, mas as de miolo tem algumas hqs dos primeiros números dela de 1989 e uma do dudu de 1990... vale a pena, tem até uma hq de magali nº 1!

      Alm. Chico Bento 39 tá bom tbm.... a hq de abertura infelizmente é de 2003, mas as hqs de miolo só uma é mais nova e as outras do chico, só hqs de 1987... tem as hqs de abertura dos nº 6, 9 e 10 da globo. E hqs dos secundários sao de 1990 e 1991. Vale a pena. Fora q as capas dos 2 estão boas ne?

      Até o alm. Hqs 2 páginas nº8 tbm recomendo, tá cheio de hqs antigas de 1987 a 1992. Só espero q nao tenha nenhuma alteração ridicula nas hqs nesses 3 almanaques. Não os comprei aí não sei se tem essas mudanças.

      Abraços



      Excluir
  7. Puxa cara!! Valeu!!
    Vou já na livraria conferir. Eu tenho que ir na livraria pq aqui na minha cidade só tem essa livraria com quadrinhos, sejam os gibis tradicionais ou encadernados de luxo especiais, não tem mais bancas aqui. Essa livraria é o único lugar da cidade onde chega quadrinhos. Tem uma outra próxima, mas os únicos que tem la são os da linha pocket da turma da monica. Nem sebos tem aqui.
    Mas é isso aew, fazer o que...
    Valeu por explicar os almanaques do Chico e da Maga, não vou esquecer de checá-los tbm!!
    Tinha um da editora globo era da Coleção Um tema Só, Chico Bento e o Primo, e por coincidência emprestei pro meu primo que fez o favor de perde-la e mais todos os outros tbm da Globo. Saudades...

    Bruno..., aguardando os próximos posts!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruno, tomara q consiga encontrar esses gibis lá.

      Uma pena vc ter perdido esse "Um Tema Só" do Chico e o primo... foi muito boa a seleção de hqs dele. Abraços

      Excluir
  8. (HQ "Terríveis Torturas" : a original de Magali nº 42 (1991) e a alteração de TM Extra nº 11
    )

    Que ridiculo!!! :( Até nas republicações o maldito politicamente correto ataca! :p

    Tenho na coleção esta edição mais ainda não li! :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Xandro, infelizmente essas mudanças toscas estão frequentes. É difícil não encontrar um almanaque sem essas alterações ridículas. Essa de sair água do dedo do Dudu foi triste.

      Abraços

      Excluir
    2. Daqui a pouco vão querer excluir até o Machado de pedra dos índios. A sorte é que quando a história de algum personagem se torna clássica, eles optam por deixar as armas, espingardas e palavrões que tem nela. Mas sempre explicam na abertura do almanaque que "hoje em dia historias não são mais feitas assim."

      Excluir
    3. Devia era ter a explicação em tudo do q ficar mudando tudo assim. Sair água no dedo do Dudu foi muito escroto, chega a ser engraçado.

      Excluir
  9. Quanto á capa, preferia os primeiros números, em que elas se estendia até a contracapa. Dava mais espaço a arte e era legal ter gibis assim. Agora todos são fechados com propagandas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, parece q foi até o nº 2 com isso. Parece q a intenção da revista era pra ser um especial, e mudaram os planos para se tornar uma espécie de "Diversões Juvenis" da Ed. Abril e os gibizinhos de 91/92.

      Excluir
  10. Nao gostei nessa edição, a mudança do parentesco do Dudu com a Magali. Primeiro, em uma hq é falado claramente que eles são vizinhos. Depois a menina chega falando, simplesmente, "Com licença, tia Cecília?". É pra confundir os incautos e menos avisados. Quem nao conhece a evolução dos personagens, se perde.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso q na original ela nem fala "tia Cecília". São essas coisas q não gosto. Na verdade, nem deviam dar parentesco a eles. Era bem melhor como vizinhos igual como era no início.

      Excluir
  11. "Dudu:o menino água!"
    bom pseudônimo para essa aberração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk... Se é pra mudar, q tenha alguma coerência, q colocassem uma squeeze d'água então, e não essa tosqueira q ficou.

      Excluir
  12. deviam ter colocado as histórias do dudu ''mala'' também q foi uma característica marcante dele na turma da mônica (quando ele enchia o saco do cebolinha) e não apenas a do ''menino q detesta comer''.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parece q eles quiseram prevalecer as hqs clássicas, suas primeiras aparições, daí o motivo de não ter a fase menino pestinha.

      Excluir