terça-feira, 9 de abril de 2013

Coleção Histórica: Minhas considerações



Coleção Histórica é um dos títulos da MSP que eu realmente coleciono. Na verdade, eu só compro mesmo por causa das histórias da Mônica e Cebolinha que não tenho e que sairiam muito caro comprando os gibis originais no site Mercado Livre, por exemplo. De início eu ficava em dúvida em comprar, já que as histórias da Magali eu tenho os gibis originais e as histórias do Cascão e Chico Bento eu tenho nos almanaques da Globo. Mesmo eu tendo as histórias do Cascão, Chico e Magali resolvi colecionar, pois as histórias dos gibis da Mônica e Cebolinha só tenho com mais frequência a partir de 1978 nos almanaques da Globo.

Box 1 ao 6
 A Coleção Histórica (CHTM) foi lançada em 2007, no ano que a Turma da Mônica foi para Panini. Até o nº 8 as caixas vinham montadas, mas com o transporte, as caixas vinham tudo amassadas. Por causa disso a partir do nº 9 a coleção veio em caixas montáveis, em que o próprio leitor monta e evita de virem amassadas. A periodicidade até o nº 8 era à princípio mensal, só que tinha muito atraso, ficava até uns 4 meses sem aparecer nenhuma nova na banca. Então, a partir da nº 9 passou a ser bimestral. Infelizmente a CHTM não é uma réplica dos gibis originais, e sim um almanaque mais sofisticado. Assim como tem as suas vantagens, tem também série de desvantagens. Nessa postagem vou falar sobre o que eu penso dessa coleção.

A grande vantagem é proporcionar aos fãs conhecer ou reler histórias antigas em ordem cronológica de uma época que a MSP tinha mais liberdade e ousadia em criar suas histórias. Não se preocupavam com o politicamente correto e a intenção era realmente divertir os leitores. É bom que os gibis são reproduzidos com histórias na íntegra, e, normalmente, a grafia da época é mantida, como "êle". Outra vantagem é que o papel da capa é de melhor qualidade, é mais grosso que os gibis convencionais. E o preço não sofreu reajuste até hoje, continua custando R$19,90 desde que começou (que continue assim).

Box 7 ao 12
Claro que uma coleção dessas têm as suas desvantagens. E não são poucas. Têm vários detalhes que eu não gosto. A começar que eles não reproduzem as propagandas da época, colocando no lugar comentários de cada história feitos pelo roteirista Paulo Back (ele só não comenta histórias de uma página e a tirinha final). Quando muito, colocam apenas propagandas relacionadas à Turma da Mônica e olhe lá, só que são tão pequenas que não dá pra ler nada. Claro que pode ser que não colocam por causa de direitos autorais, mas pelo menos as propagandas das revistas produzidas pela MSP tinham que ter em tamanho natural.

E os comentários? Como o box já está na faixa do nº 30 e, com isso, é normal não ter nada relevante de comentar sobre as histórias, aí é o tempo inteiro comentando que "nas histórias de hoje não é mais assim", "não tem mais isso", "não tem mais aquilo". Dá raiva. Tipo assim, fala que hoje não mostra mais histórias com violência explícita, não tem diabos nem bandidos nas histórias, o Chico não caça onça, Cascão não brinca mais no lixão e nem entra na lata de lixo, Magali não tem a fome exagerada, etc. Coisas que a gente sabe que não tem mesmo e fica enchendo de comentários só com isso. Infelizmente cada vez mais frequentes comentários desse tipo. No box 31 da revista do Chico Bento 31 é um exemplo disso: só deu comentários assim. Preferia mil vezes as propagandas em tamanho original no lugar.

Box 13 ao 18
Outro ponto negativo é deles recolorirem as histórias, "consertando" erros de colorização que saíram nos gibis originais. Por exemplo, no box 3 o chapéu do Chico Bento saiu verde na edição original de 1982, e na CHTM recoloriram de laranja. Recolorem o cabelo do Astronauta de amarelo, sendo que até em 1975 ele tinha cabelo branco nas histórias e vários outros inúmeros erros corrigidos. Às vezes é falado nos comentários que as cores foram corrigidas, outras vezes não. Sem contar que o tom das cores são diferentes das revistas originais. As republicações nos almanaques da Globo eram mais fiéis nas cores do que na Coleção Histórica. Não corrigiam erros de cores, os tons das cores eram bem iguais aos originais. Até o papel colocavam parecido.

O texto realmente mantém grafia da época. Ou seja, a acentuação, as expressões e as gírias da época foram mantidas. Até recentemente no box 28 mantiveram "arquiinimigo", cuja palavra foi mudada de acordo com a nova ortografia. Mesmo assim volta e meia trocam algum texto em relação às revistas originais. Por exemplo, no Box 6 na revista da Magali trocaram "catchup" do gibi original de 1989 para "ketchup", no box 33 na revista da Magali mudaram "Faustão" para "Fostão", e outros deslizes. Não gosto porque acho que tem que manter como a original. Assim como nas cores, às vezes é falado nos comentários que os textos foram corrigidos, outras vezes não. 

Box 19 ao 24
Ainda em mudanças em relação aos originais, também não curto na capa os selos e o texto informando que não pode ser vendido separadamente. Acho que polui muito a capa. Até sobre não vender separadamente, por ironia é o que mais ocorre nos sebos. O formato das revistas da Mônica e Cebolinha eram maiores na altura na Ed. Abril e na CHTM são todos do mesmo formato dos gibis convencionais. Além disso, apesar da capa da CHTM ser mais grossa, o papel por dentro é igual a dos gibis convencionais. Ou seja, de qualidade duvidosa, pois são muito finos.

Outra coisa que não gosto é que não reproduzem seção de cartas dos leitores. A partir do Cebolinha nº 17 começou a ter seção de cartas na revista ("Coleio do Cebolinha"), e eles nem mencionaram que aquela era a edição de estreia de cartas dos leitores. Passou em branco e até hoje não colocam as cartas dos leitores. Está certo que muitas cartas mostravam endereço dos leitores, mas era só omitir isso. Pode ter também o aspecto de direitos autorais, a criança da época que hoje já tem seus 40 a 50 anos não querer ver sua carta numa edição nova, o que acho bobagem, já que se eu tivesse carta publicada em gibi adoraria rever na CHTM. Independente disso, tinham que informar que naquela edição nº 17 tinha seção de cartas, com uma imagem em miniatura. No mínimo isso. Vamos aguardar para ver se no box 50 (quando estreou no gibi da Mônica a seção de cartas "Vamos bater um papo?") vão falar sobre isso na revista da Mônica.

Box 25 ao 30
 A circulação bimestral não gosto também. Preferia que fosse mensal. Para se ter uma ideia, as revistas do Cascão, Chico Bento e Magali eram quinzenais e vinham 26 edições por ano. Como na CHTM são 6 edições por ano, demoram mais de 4 anos para fechar 1 ano original. Estamos desde 2009 (Box 11) com gibis do Cascão e Chico Bento de 1983 e até hoje ainda estão em 1983. Magali ainda está em 1990 desde 2010 (Box 15) e só ano que vem ela entrará em 1991. Para se ter a coleção completa do Chico e Cascão da Abril teremos que esperar mais uns 12 anos para chegar até o último número. É muito tempo. Se fosse mensal seria bem melhor. Se falam que CHTM é bimestral por causa do preço, já que tem muitos títulos em bancas, não vejo como desculpa porque quem compra mais CHTM são os adultos. A criançada nem deve gostar de CHTM.

Agora, o pior de tudo é a distribuição irregular pela Panini. É difícil encontrar essa coleção nas bancas. Não é toda banca que vende, e, dentre as que vendem, a gente só vê 1 ou 2 exemplares. Conclusão: uma luta para encontrar pelo menos 1 exemplar nas bancas. No meu bairro mesmo, vinha com mais frequência até o nº 10. Depois disso só voltei a encontrar no nº 28 em diante, sendo que só encontra mesmo em 2 bancas, e ainda assim com essa limitação de 1 ou 2 exemplares por banca. O ideal eram todas as bancas venderem com tiragem igual a qualquer gibi. Não entendo isso. Qualquer dia desses, ainda vou mandar e-mail para MSP perguntando por que isso.

Box 31 ao 34
Apesar de todas esses deslizes eu compro. Por mim, continuaria tudo intocável, manter todos os seus erros dos originais e não deviam modificar nada, principalmente o texto das histórias, porém para acompanhar as histórias que eu não tenho acho que vale muito ter na coleção. Diante de tudo que abordei, a minha opinião é a seguinte: se você nunca comprou CHTM e espera encontrar uma réplica das revistas originais, esqueça porque vai se decepcionar, pois é apenas uma versão melhorada dos originais. Agora se você quiser apenas acompanhar as histórias, vale muito a pena porque vai encontrar histórias de alto nível da fase de ouro da MSP. Histórias excelentes que nunca mais serão vistas na MSP. Fica aí a dica.

Só para terminar a postagem, muita gente costuma perguntar quando terminará a CHTM? Alguns roteiristas já responderam que não vai terminar, vai ter o nº 40, nº 64, nº 100 e por aí vai. Eu acho que enquanto estiver vendendo vai ser produzida ou pelo menos enquanto a MSP estiver na Panini. Até porque se por acaso trocarem de editora de novo algum dia e quiserem continuar com a coleção, eles teriam que manter a numeração. E outra dúvida que costumam perguntar é como eles vão fazer quando CHTM estiver depois do nº 114 que foi o último número do Cascão e Chico Bento na Ed. Abril. Como será o box nº 115? Será que vão colocar nº 115 na numeração ou colocar nº 1 referente a Globo nas revistas deles? Dúvida que só será respondida daqui uns 12 anos. Aguardemos rsrsrs.

54 comentários:

  1. Marcos,

    que bela coleção! Tenho 18 boxs! Mas ainda pretendo correr atrás dos demais na Comix!

    Vamos lá...

    "sairiam muito caro comprando os gibis originais no site Mercado Livre"

    --- Esses dias eu queria comprar uns gibis TM em sebo virtual. Fiz as contas. Não deu. Sairia mais barato comprar boxs da CHTM. Pagar sete reais por cada formatinho em estado regular, tô fora!

    "Assim como tem as suas vantagens, tem também série de desvantagens."

    --- Acho que há mais pontos positivos do que negativos. Já deixei de cisma com o mercado editorial. Ele nunca agrada a todos. Então aproveito o que me agrade e ponho o restante de lado.

    "Quando muito, colocam apenas propagandas relacionadas à Turma da Mônica"

    --- Tb acho que isso se deve a problemas legais. Mas seria interessante ver propagandas de outros gibis da Abril...

    "Dá raiva."

    --- Sim. E muita. Já enchi o saco da forma como o Paulo Back comenta as histórias. "Peidar na sala, hoje em dia, nem pensar! Arrotar? Nem em sonho!". Ora, parece que está se dirigindo a babacas!

    "Recolorem o cabelo do Astronauta de amarelo"

    --- Em algumas histórias da CHTM, o cabelo dele permanece branco. E, de resto, nunca esperei um fac-símile nesta CHTM. Tendo as histórias, está ótimo!

    "Além disso, apesar da capa da CHTM ser mais grossa, o papel por dentro é igual a dos gibis convencionais. Ou seja, de qualidade duvidosa, pois são muito finos."

    --- Marcos, só pelo box e pela capa mais durinha, já fico feliz! E o preço está bom!

    "também não curto na capa os selos"

    --- Acho bonitinho. Não polui tanto. Ao menos é pequeno. Acho que a intenção é cobrir o selo da Abril sem mexer na arte da capa.

    "Preferia que fosse mensal."

    --- Não dá. Estão publicando MUITA coisa. Não apenas o MSP. Mas a Panini põe MUITA coisa no mercado! Mas que seria bacana, seria. Só que acho que é sonhar alto.

    "É difícil encontrar essa coleção nas bancas."

    --- Na cidade onde moro há uns anos, alguns boxs chegam, outros não. Por isso minha coleção é furada. Distribuição de HQs é um problema entre todas as editoras. A pior é a Abril!

    * * *

    Notei que vc guarda seus box em sacolas. Bacana. Evitar que poeira se acumule dentro.

    Já fiz duas postagens sobre CHTM. Se tiver com tempo e quiser dar uma conferida, links a seguir:

    1. http://kleitongoncalves.blogspot.com.br/2012/06/colecao-historica-turma-da-monica.html

    2. http://kleitongoncalves.blogspot.com.br/2012/12/a-turma-da-monica-atual-e-ruim.html

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Olá! Eu só tenho, por enquanto, dois exemplares dessa coleção - que são os de número 17 e 18, onde comprei na Feira do Livro de Ribeirão Preto, onde moro, no ano passado, por um desconto onde paguei dez reais cada.

    Estou sempre dizendo que vou comprar as outras, mas algo acaba impedindo. entretanto, minha vontade continua e sei que em breve farei isso ser possível, nem que eu deva cortar alguns outros títulos de quadrinhos que costumo obter.

    Sobre os problemas, apenas minha opinião:

    - cores: adoro esse trato que a Panini dá. tira a sensaçã ode ver algo original, mas ao menos deixa-nos com uma boa impressão e cores vivas. A impressão de antigametne era muito falha e esses erros me deixava, já naquela época, um pouco chateado.

    - papel de capa: foi uma boa surpresa pra mim, quando toquei pela primeira vez, essas capas.

    - informativos: devia ter um nome "Chateação". É útil ler alguma curiosidade, mas esses infromativos estão lá apenas para encher um espaço que era de publicidade. e tornam-se repetitivos de uma edição a outra, às vezes são repetitivos até dentro da mesma revista.

    - ser mensal: a mim, tanto faz. acredito que alguns leitores desmanzelados como eu acabariam se perdendo ainda mais se a distribuição fosse mensal, portanto, apesar de não tirar a razão de quem quer ela mensal, eu pessoalmente não tenho nada contra ser bimestral.

    Sobre os almanaques da editora Globo, infelizmente eu não compartilho de sua opinião, pois tive experiências nas primeiras edições onde alguns eram incríveis, mas logo surgiam uns três ou quatro que só tinham histórias para encher linguiça - não eram tão ruins, mas nem eram tão boas assim. Estava na cara que só colocavam para ocupar espaço e, com isso, segurar as melhores para outras edições também. Em geral, exceto algumas poucas edições, as lembranças que tenho dos almanaques da editora Globo eram de uma HQ interessante na abertura e outra no final. Às vezes acontecia de valorizar um pouco histórias com o Bidu e Penadinho, porque saíam da mesmice de personagens.

    Depois que dei um tempo na compra de gibis, pode ser que esses almanaques tenham melhorado muito. Ouvi alguém citar, certa vez, que os almanaques da Mônica passaram a ficar melhores após as edições chegarem ao número 30. Nesta época, já não comprava mais nada.

    Parabéns pela coleção! Não procuro ter exatamente todos, mas vou me esforçar para adquirir os que eu considerar mais interessantes.

    Abraços. Tenha um bom dia!

    Fabiano Caldeira.

    ResponderExcluir
  3. Pelo jeito, só eu é que não dou a mínima pra essas caixinhas.... rsrs...

    ResponderExcluir
  4. Oi Marcos, tenho completa a CHTM e me orgulho muito dela. Procuro ver somente o lado positivo nos gibis que trago em coleção, se não fosse assim, nem colecionava. Claro que as publicações sempre tem problemas, mas não procuro focar nisso, prefiro curtir o lado bom. Não guardo as caixinhas, quanto aos gibis leio todos assim que chegam da assinatura. A CHTM junto com os Clássicos do Cinema Turma da Mônica são (na minha opinião) as melhores publicações da MSP vendidas popularmente em bancas. Bela matéria. Abs.

    ResponderExcluir
  5. Kleiton, pra comprar no ML tem q saber pesquisar... tem vendedor q cobra muito caro sim, pra comprar gibis da Abril dos anos 70 fica uma fortuna. Mas tem vendedor q cobra R$ 3,00 pelos da globo. Mesmo assim ainda é caro pq eu consigo por R$ 1,00 nos sebos daqui. Pra comprar no ML eu deixo pra comprar só o q é especial e muito raro e por preço até R$ 5,00 formatinho.

    A Panini realmente tem muitos títulos, embora alguns são bobagens mesmo não sendo mensal. Nunca comprei almanaques de 1, 2 ou 3 páginas, almanaque de histórias sem palavras, etc. No lugar, podia colocar CHTM mensal. Apesar disso ser o de menos, a única coisa é q demora mais ter a coleção completa, só isso.

    Eu já tinha visto esses links do seu blog. Ficaram bons, concordo com a sua opinião lá.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah distribuição é horrível. Pelo menos tem a chance de comprar na internet mais barato quando não chega nas bancas. O chato da comix é q cobram frete, mas comprando aos poucos, começando pelos nº mais velhos, acho q dá.

      Sobre a CHTM em sacos, a extremidade da caixinha é solta, aí se eu tirar do lugar as revistas saem fora dela. Além da poeira. mas deixo em sacos, só CHTM e livros de tirinhas. O resto da coleção deixo normal sem sacos.

      Excluir
    2. Marcos,

      é raro, mas às vezes há frete grátis. Se algum dia oferecerem frete grátis e minhas contas estiverem OK, completo a coleção. Sou fã dessas caixas (diferente do Fabiano... hehehe).

      Excluir
  6. Fabiano, nas revistas antigas tinham muitos erros de colorização, cores trocadas, principalmente os gibis da Abril. Mas mesmo assim preferia CHTM preservasse todas as suas cores trocadas como eram. Enfim, é um gosto pessoal, cada um tem o seu.

    Os almanaques da Globo, apesar de na capa falar que são republicações de melhores histórias, eles republicavam tudo que saía até 5 anos das originais, independente de ser clássico ou não. E gosto disso, não é á toa que eu tenho quase todas as hqs do Cascão e Chico da Abril só nesses almanaques.

    Pra mim, só ficou ruim lá pra 2004 q aí só republicavam hqs do final da Globo. Agora os últimos da Panini estão bons pq estão colocando hqs mais antigas, principalmente os da Mônica. Vamos ver até quando vai durar isso.

    ResponderExcluir
  7. Paulo Gibi, realmente é uma ótima coleção. Gosto tbm da Clássicos do Cinema, só q esse não tenho todos, eu só compro alguns. É bem melhor q as hqs dos gibis convencionais. Seja bem vindo. Abraços

    ResponderExcluir
  8. Acho que a numeração seguirá normalmente quando entrarem na fase Globo. Afinal, a numeração nos boxs é a numeração da CHTM, que "coincide" com as das primeiras revistas. Claro que é um palpite sem muita base este meu, mas me parece o mais lógico a fazer sem "deformar" a Coleção... Mas como vc falou, só aguardando para ver!!!

    Ah, e tb vale a pena destacar a coleção histórica Pelezinho, que vem em formato almanaque, reunindo três edições!!!

    ResponderExcluir
  9. Kleiton, é curioso isso. mesmo se colocassem "nº 1" sabíamos q seria a edição 115 deles, pois os outros títulos estariam ainda na numeração certa. Pra mim, tanto faz, não faria diferença. O jeito é esperar esses anos todos.

    Quanto a CH do Pelezinho, eu compro sempre. Quando eu comprar o nº3 eu vou falar dele, assim como o gibi "As melhores Histórias do Pelezinho" q eu coleciono tbm.

    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Da Coleção Histórica só tenho os dois primeiros números, não me interessei em colecionar pois a princípio parecia algo meio incerto, sem uma periodicidade regular e segundo que eu não sou tão ávido assim pelas edições da Abril, pois não é da minha época. E eu tenho praticamente todas as primeiras 200 edições da revista da Magali, o que não traria vantagem nenhuma. No momento só tenho comprado as melhores histórias do Pelezinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem interesse em vender os primeiros números da coleção histórica da Turma da Mônica?

      Excluir
  11. "E eu tenho praticamente todas as primeiras 200 edições da revista da Magali"... Pôxa! Aí é fã da magricela...

    ResponderExcluir
  12. llpsdll, eu tbm não queria colecionar a CHTM pq eu tenho os originais da Magali. Mas a curiosidade de ler os primeiros números que eu não tenho quase nada da Mônica e do Cebolinha falou mais alto, memso não sendo da minha época tbm. Abraços

    ResponderExcluir
  13. Kleiton, eu tbm sou louco q nem o llpsdll e tenho as 224 primeiras edições da Magali em sequência rsrsrs

    ResponderExcluir
  14. Marcos, deve ser difícil organizar uma coleção de formatinhos tão grandes... Sei que muita gente é contra, mas vc já pensou encadernar esse material? Já escrevi um trabalho a respeito e, recentemente, adquiri uns gibis TM encadernados, de um sebo (ainda falei disso noutra postagem).

    Link sobre o assunto: http://kleitongoncalves.blogspot.com.br/2011/08/encadernacao-particular-de-gibis.html

    ResponderExcluir
  15. Nem gosto de encadernação, mesmo q conserva melhor, acho q descaracteriza muito. Embora achei interessante o último modo de encadernação da sua postagem.

    Nem é difícil organizar a coleção de formatinhos, só coloco em ordem de numeração. E a conservação da maioria estão bons.

    Abraços

    ResponderExcluir
  16. Encadernação é até boa para algumas coisas. Algo pontual. Mas uma grande coleção... Não vale a pena. Vi umas pessoas organizando formatinhos na vertical, em estantes, ensacados, e achei interessante. Só não gosto de manter quadrinhos em caixas. Até faço isso justamente com formatinho. Mas, realmente, não gosto tanto!

    ResponderExcluir
  17. É verdade, guardar em caixas acho ruim. Não gosto mesmo.

    ResponderExcluir
  18. É, mesmo com todos os defeitos ainda vale a pena ter esta esta edição, pena que não tenho a numero 1 :( só descobri essa coleção lá pelo numero 10 (aqui não tinha parece) tenho poucos e gosto, é uma época que eu nem tinha nascido e as histórias são fantásticas, liberdade total mesmo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São excelentes mesmo... hqs q nunca mais serão feitas na MSP. Pena q tem defeitos, mas para ler as hqs compensam.

      Excluir
  19. Acontece que Magali já é da Globo, e mistura com as da Abril dando uma confusão..

    Minha CHTDM seria assim: propagandas da época, sessão de cartas apenas com os endereços omitidos, grafias e cores originais preservadas e não teria os comentários das histórias. Eles viriam aleatoriamente dentro da caixinha, como um manual de instruções dos gibis. Capa grossa e miolo offset.

    Começaria apenas com a Mônica, individual. Com o tempo, seia incluído o do Cebolinha, assim como foi vindo na época. E a cada revista incluída a caixinha iriia crescendo de tamanho. Depois chegaria a do Pelezinho, e por último, Chico e Cascão. A idéia é manter a mesma ordem de chegada e periodicidade do original.

    Tamanho original do gibi e formato canoa. Acabada a coleção Abril, viriam os números da Globo. O Pelezinho daria seu espaço para a Magali e ia seguindo...

    Apenas seria um desgosto quando se fosse chegando nos últimos números da Globo e os primeiros da Panini... Mas como uma coleção decente, todos os gibis seriam republicados. Seriam Fac.-símiles o mais perfeitos possíveis. E não esqueçamos das tiras de jornal que viriam separadamente reunídas em libretos e os primeiros números do Bidu, na Continental e no Tico-Tico. Enfim, seria uma coleção completa e bem composta. Pena que não foi assim que fizeram...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabriel, se fosse assim, seria excelente. O q eles querem mais é mostrar as hqs e dizer o q não tem mais nos gibis atuais.

      Além do q vc falou, colocaria periodicidade mensal, se não demoraria muito para acabar a coleção.

      Excluir
  20. Mas a Magali eu só colocaria quando comessace a fase da Globo mesmo, para seguir á risca. Na fase da abril o espaço dela seria preenchido pelo Pelezinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendi, mas mesmo assim teria q ser mensal.

      Excluir
  21. Claro, e assim não demoraria tanto tanto para acabar. Seria tão bom se a MSP tivesse feito assim...

    Á propósito, hoje meu filho mandou um e-mail para lá. Leitor assíduo da TDMCH ele perguntou o porquê do desaparecimento de alguns personagens, como a Guatira, o Bernardão, o Totó, o Mingão (meu favorito na época das tiras) o Zé Munheca e o Nico Demo. Também tocou no assunto da descaracterização dos personagens ao longo do tempo. Vamos ver o que respondem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles demoram a responder um pouco, mas respondem, vamos ver o q respondem. Eu acredito q os personagens sumiram por não atender o mercado e a descaracterização é para atender o politicamente correto q eles fazem tanta questão.... mas vamos ver a versão deles.

      Excluir
  22. E por falar no Pelezinho, eu também não resisti, e um dia desses também mandei uma mensagem para lá.

    Nos passatempos, em O Jogão, notei que há sempre algumas dados fichinhas ou coisas assim que pedem para ser recortados para fazer o jogo. Pode ver. Acontece, que esses materiais vem em uma página comum da revistinha. Quem quiser recortar para brincar vai estar comprometendo os gibis pois vai cortar tambem o conteúdo do outro lado. Sugeri que deixassem estes materiais em uma cartela própria.

    Agradeceram a minha mensagem e a minha sugestão para a modificação dos jogos. "Pensaremos em algo a respeito. Obrigado pela sua visita, e continue acompanhando as novidades..."

    Vamos ver no que vai dar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nesses primeiros números do Pelezinho tinham muitas páginas de passatempos, isso eu não gosto. Mas se foi assim nas originais, tem q republicar mesmo.

      Sobre cortar os gibis, acho um erro, mas se for preciso q não tenham páginas com conteúdo atrás, aí vc está certo. O ideal seria tirar xerox das páginas. Vamos ver se eles mudam isso depois da sua sugestão.

      Excluir
  23. Hoje recebi meu primeiro box vol. 14 que comprei pela internet em uma promoção que que encontrei... saiu baratinho mesmo com o frete ainda ficou abaixo do preço normal que é 19,90. Gostei muito das historias, os traços, as piadas, bem diferente das atuais, sem dúvida. Pena que eu não pude comprar também desde o inicio. Queria muito as primeiras edições dessa coleção, mas hoje em dia ta bem difícil e as poucas que tem na web são com preços bem salgados. Mas vou seguir aqui comprando as que posso. Sei que dificilmente vou ter a coleção assim completa como você. Alias parabéns pelo seu acervo. Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal Douglas, a edição nº14 foi muito divertida. Vai comprando aos poucos, seguindo promoções da internet, q aos poucos vc terá um maior nº possível.

      Valeu pelo elogio. Abraço

      Excluir
    2. Ei Marcos tem exemplares que encontro por aí na web... Alguns em bom estado e outros bem surrados. Mas são originais ainda da Ed. Abril. Você acha que vale a pena adquiri-los mesmo que sejam esparsos?

      Excluir
    3. Se não tiver em estado muito crítico, muito rabiscado por dentro e com páginas faltando acho q vale. nada q um conserto resolva.

      Só tem q ver se o preço compensa pelo estado de conservação, já q no Mercado Livre muitas vezes exploram e cobram caro demais.

      Excluir
  24. Olá! Estávamos mexendo em algumas coisas na casa dos meus avós e encontramos uma mala de diversos gibis antigos que eram do meu pai quando criança, entre eles a edição nº1 da Turma da Mônica, de 1970, por acaso, sabe de alguém que teria interesse em comprar? Obrigada, Daniela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por curiosidade, por quanto tá vendendo cada um?

      Excluir
    2. Bom, na verdade, ainda estou pesquisando para definir valores. Quero ter uma ideia da faixa da preço para não vender nem muito a mais nem muito a menos. Sabe me indicar onde eu poderia me basear? Onde procurei achei muita discrepância de valores não dá para ter uma base. Esse nº 1 será mais caro que os outros, mas ainda não defini... Tenho uma proposta que não me agradou, mas quanto valeria pra você? Cheguei a ver um anúncio que estão pedindo 2 mil reais nesse mesmo gibi!!!!! Choquei! Rsrs... Daniela

      Excluir
    3. Tem absurdos mesmo q não dá pra imaginar. 2 mil é demais.

      Sugiro ver as quantidades e o estado de conservação e os primeiros números venderia por mais. Vc pode vender cada um individualmente (que agrada mais quem procura por um número específico) ou vender por lote.

      Excluir
    4. É... acho que vender individualmente deve ser mais fácil.
      Eles não estão zerados porque são antigos, mas estão em bom estado. Só estou com uns 3 aqui em casa e os outros estão na casa dos meus avós. Vou verificar e voltamos a nos falar, pode ser? Obrigada, Marcos!

      Excluir
  25. Marcos tenho que discordar do seu comentário que a criançada não deve gostar de CHTM, eu conheço várias crianças que ficaram encantadas com a coleção, todos que conheço gostaram, uma menina invejosa que conheço até comprou só pra ficar no meu patamar. Eu possuo as edições 1, 2, 3, 6, 11, 22 e 34. Eu costumo comprar nas revistarias que ficam dentro do Extra que fica anexado ao Minas Shopping, mas não sempre, já as edições mais antigas eu compro na Bienal, pena que a bienal daqui vai ser em meados de Novembro de 2014. Assim eu fico limitado ao Extra! Gosto bastante das reportagens do site e já adicionei aos favoritos. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah q bom q elas gostam tbm. Talvez não gostariam por causa dos traços diferentes e preferir o material atual. Bom mesmo q elas gostam pq a qualidade das hqs é excelente.

      Legal q vc tem alguns números, tenta conseguir os outros, quando puder. Valeu pelo elogio do blog. Seja sempre bem vindo.

      Excluir
  26. Infelizmente é difícil conseguir a Coleção Histórica aqui em Minas, eu moro em Contagem e recentemente fecharam a revistaria no Itaú Shopping, na qual eu consegui a edição 6 e descobri a CHTM. Depois dessas eu adquiri a 1 e 11 pela internet, a 11 eu queria por possuir três revistas avulsas da 11 e querer as outras duas. 2 e 3 consegui na Bienal. Já a 22 e 34 consegui na revistaria do Minas Shopping aonde eu descobri a minha nova fonte de obter essa coleção. Eu gostaria que você fizesse um artigo sobre pelo menos uma de duas histórias que eu queria rever que são da Mônica 110 da Editora Globo em 1997, poderia ser A Marca do Dentão ou Turma da Cônica, se puder comente sobre o gibi inteiro, ficaria muito feliz, pois eu havia comprado essa edição no sebo e adorei, porém eu a revendi pro sebo para obter outra revista. Ficarei grato se realizar o meu pedido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, os primeiros números já estão mais difíceis de encontrar. Deve conseguir na internet, sói q cobrando muito caro. E a distribuição dessa coleção é péssima até hj, é muito setorizado, e custa a chegar nas bancas q vendem. Eles tem q melhorar muito isso.

      A HQ "Turma da Cônica" tá aqui no blog.

      Excluir
  27. Olá amigo, estou muito interessado na número 01 da Coleção Histórica.
    Se alguém a tiver e quiser passar, estou a disposição para fazer um bom negócio.
    Um abraço a todos! ordeppj@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PPJ, eu não tô vendendo, mas quem sabe se alguém daqui tenha pra vender. Vc pode ver se encontra tbm em sites como Comix ou Mercado Livre ou Estante Virtual, mas devem cobrar caro. Tomara q vc consiga.

      Excluir
  28. Pra comprar no mercado livre as primeiras edições ta muito cara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ualisson, infelizmente na Panini capaz de eles terem só as últimas edições. Os primeiros números acho q só na internet mesmo. Realmente, saem muito caras, principalmente no Mercado Livre.

      Sugiro vc ver nos sites da Saraiva, Submarino, Americanas.com. Capaz de encontrar até uns descontos. Aí depois sim vc procura no Mercado Livre os q vc não encontrou.

      Excluir
  29. Bom, mexo no computador do meu pai. Mas, queria mais é o volume 1.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o mais difícil de encontrar o volume 1. Eles colocam muito caro também esse box.

      Excluir
  30. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  31. Não deixe se levar pelos roteiristas que falaram que não vai acabar.essa coleção acabou no volume 50 .uma pena os roteiristas mentirem desse jeito! E uma pena a coleção ter acabado não cheguei a comprar volume algum!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acabaram com a coleção, apesar das alterações toscas até que era boa.

      Excluir