quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

HQ: "Um Natal pro Papa-Capim"



Nessa postagem eu mostro ua história em que o Papa-Capim passou o Natal com um casal que morava na selva. Com 6 páginas no total, foi publicada em 'Chico Bento Nº 113' (Ed. Abril, 1986).

Capa de 'Chico Bento Nº 113' (Ed. Abril, 1986)

Nela, conhecemos o casal Tenório e Genoveva que tem uma casa no meio da selva e estão comemorando o Natal lá. Genoveva comenta com o marido que não tem graça comemorar o Natal na selva, sem amigos e nenhuma criança e Tenório diz que o que importa é o sentimento. Genoveva diz que o isolamento acaba com ela e Tenório sai para ver se encontra alguém.


No caminho, ele encontra o Papa-Capim nadando no rio e pergunta se quer participar de uma ceia junto com ele e sua esposa. Tenório explica que ceia é um jantar, comida, e Papa-Capim aceita porque estava com fome. Chegando lá, Papa-Capim estranhas as "frutas" que estavam na árvore de casa (que era uma árvore comum em vez de um pinheiro, representando uma Árvore de Natal). Genoveva diz que são bolas de Natal.


Papa-Capim então pergunta o que é Natal. Genova diz que é o dia que comemoramos o nascimento de Jesus. Papa-Capim pensa que Tenório é Jesus e cumprimenta dando Parabéns. Tenório diz que um menino que nasceu muito longe, em Belém. Papa-Capim diz então que vai atrás para buscá-lo e Genoveva diz que ele já morreu. Papa-Capim fica com pena, mas Genoveva diz que ele se sacrificou para salvar todo mundo e conta toda a história de Natal.


Papa-Capim começa a ficar tonto e diz que a tonteira é fome, desde de manhã que não come nada, e Genoveva começa a preparar a ceia. Depois, a ceia é servida, eles se reúnem na mesa e Papa-Capim come com satisfação. Em seguida, Tenório se veste de Papai Noel. Genoveva explica que é outra tradição do Natal do Papai Noel levar presente para crianças boazinhas. Ele dá um caminhãozinho para o Papa-Capim que  nem sabe o que era. Tenório sai e Papa-Capim o vê tirando a roupa de Papai Noel pela janela.


No final, Papa-Capim agradece ao casal e diz que precisa voltar para a aldeia. Depois que se despede, Genoveva pergunta se ele aprendeu alguma coisa. Logo, alguém bate na porta. Era o Papa-Capim vestido de Papai Noel com peixes na mão, dando como forma de gratidão ao casal, desejando Feliz Natal, provando que aprendeu tudo que foi falado para ele.


Uma história muito legal, com o casal mostrando costumes de Natal para o Papa-Capim. Além de ficarem felizes com a presença do indiozinho , fazendo companhia a eles, ainda ensinaram muita coisa pra ele. legal ver a inocência do Papa-Capim, de não saber nada dos costumes natalinos e a forma como aprendeu tudo. A história ainda aproveitou para ensinar às crianças o que é o Natal, sem deixar piegas.

Papa´Capim teve outras histórias de Natal, normalmente alguém ensinando os costumes de Natal para ele ou outros índios da aldeia. Gostava de personagens secundários aparecendo nos gibis, contracenando com os principais, em apenas uma história e depois nunca mais vistos. esse casal Tenório e Genoveva, pra variar só apareceram nessa história.


Os traços muito bonitos e caprichados, bem característicos dos anos 80. Na postagem a coloquei completa. valeu a pena relembrar essa história, lançada há exatos 30 anos.

14 comentários:

  1. linda história,aliás esses traços e esses tipos de histórias não deveriam ter sido mudados nunca,porque hoje são só histórias bobas e atendendo ao politicamente correto,e aqueles traços e letras péssimos de PC que são terríveis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os traços eram lindos, não dá pra entender por que mudaram tanto. Se os traços estivessem bons hoje até dava pra aceitar os roteiros bobos.

      Excluir
  2. Nossa! Que história bonita! Gostei muito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bonita mesmo, bela mensagem.

      Excluir
    2. Aproveito pra te mandar um Feliz Natal!

      Excluir
    3. Obrigado. Igualmente pra vc e sua família. :D

      Excluir
  3. Olá, adorei a história,eu não sou um conhecedor de histórias antigas, mas posso chamar essa história de CLÁSSICA,aliás, eu gostaria que você falasse da história" O ExAgerado" que é bem engraçada, mas impossível de aparecer hoje em dia em uma seleção clássica, graças ao politicamente correto, se puder comentar sobre ela, ficaria bem agradecido, se quiser saber onde procurar, Almanacão de Férias n° 19

    ResponderExcluir
  4. Adorei a história, aliás, eu gostaria que você falasse da história" O ExAgerado", que é bem engraçada, mas impossível de aparecer hoje em dia em uma seleção clássica, graças ao politicamente correto, se puder pelo menos comentar, seria bem legal, se quiser saber onde procurar, Almanacão de Férias n° 19

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito boa essa do Papa-Capim, também acho um clássico, não foram muitas histórias de Natal com ele, apesar de ter algumas.

      Eu tenho esse Almanacão, vou dar uma olhada nessa história e quando der eu posto.

      Excluir
  5. História muito bonita. Era legal mesmo quando apareciam personagens em apenas uma história, hoje é bem raro.

    Feliz Natal, Marcos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito legal sim esses personagens secundários. Feliz Natal pra vc também.

      Excluir
  6. Uau, eu não tinha conhecido essa história! Eu já sabia que o Papa-Capim já teve algumas HQs natalinas, mas não sabia da existência desta. Muito obrigado mesmo, Marcos!!!

    Um abraço e feliz Natal!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal que vc a conheceu aqui pelo blog. Muito boa sim.

      De nada. Feliz Natal pra vc! Abraços

      Excluir