segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Cascão: HQ "Resolução de Ano-Novo"

O fim de ano está chegando e aproveitando a data, eu mostro uma história falando sobre o Ano-Novo com o Cascão. Foi uma história de miolo de 6 páginas publicada em 'Cascão nº 88' (Ed. Abril, 1985).

Capa de 'Cascão nº 88' (Ed. Abril, 1985)

Começa com o Cascão vendo na folhinha que era o último dia do ano. A mãe, dona Lurdes, propõe a ele que como o ano estava acabando, nada melhor que começar o ano para tomar uma resolução e tomar banho. Cascão fica decepcionado com a mãe fazendo uma proposta dessa e finge que desmaia e, então, a dona Lurdes pega um balde d'água, que faz com que ele corra para a rua na mesma hora e acabado se esbarrando na Mônica.


Mônica aproveita para pedir também a ele fazer uma resolução de Ano-Novo e tomar um banho e ele não aceita. Cascão se encontra com seus amigos do futebol e eles dão um cartão vermelho mandando ir para o chuveiro. Cascão ainda fala que o jogo nem começou, e eles falam que  não aguentam mais o cheiro dele suado e ele só vai jogar bola com eles se tomar banho.


Cascão não se conforma com todo mundo pedindo pra ele tomar banho no Ano-Novo e de repente aparece uma nuvem de chuva e ele sai correndo, até se deparar com um rio. Então, fica com dúvida se pula ou não no rio para agradar o pessoal. Afinal, um dia ele tem que tomar decisão e porque não num Ano Novo? Nessa hora, o barranco se quebra e ele fica prestes a cair e finalmente acontecer o banho.


Eis que o Mauricio interfere e puxa o Cascão para fora do quadrinho. Mauricio disse que não chegou a hora e Cascão comenta que todos querem que ele fique limpo no Ano-Novo. A solução encontrada pelo Mauricio foi apagar a sujeira e seu cheiro para parecer que ele tomou banho.


Então, Cascão volta aos quadrinhos e sai correndo pra casa, que já estava quase na hora de chegar 1986. Quando chega em casa, todos ficam felizes pensando que ele realmente tomou banho. No final, Mauricio se pergunta se algum dia ele vai tomar banho sem borracha.


Uma história bem simples e bacana retratando o Ano-Novo e envolvendo metalinguagem, que nessa postagem coloquei completa. Normalmente, histórias de Ano-Novo com o Cascão tem essa temática de resolução de fazerem ele tomar banho no ano que está chegando. Mesmo comum, são bem divertidas histórias assim. Já os traços são um show à parte. Adorava esses traços como nessa história que não fazem mais. Traços assim saiam em histórias de miolo, como essa.


Quando foi republicada pela primeira vez em 'Mônica Especial de Natal nº 2' (Ed. Globo, 1996), eles alteraram na hora que ele falou que já era quase 1986, alteraram para "1997". Normalmente, nesses especiais de Natal, eles costumavam alterar para o ano corrente. Pelo menos, normalmente era o único tipo de alteração que acontecia na Globo, sobretudo, começando isso a partir da 2ª metade dos anos 90. A propósito, a capa dessa edição é muito bonita. Sensacional que nem a história.

Um excelente Ano-Novo para todos com muitas realizações! 

37 comentários:

  1. Ótima história! Que bom conhecê-la através do seu blog. Feliz ano novo, Marcos! Que venham mtas outras pastagens! Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Postagens, maldito corretor!

      Excluir
    2. É uma hq muito boa. Legal q gostou. Feliz Ano Novo pra vc tbm.

      Excluir
  2. Tambem adoro esses traços do Cascao, algumas vezes, ate vemos esse traço nos almanaques atuais. E esses brindes de antigamente me dao uma saudade, nao entendo pq nao vem mais, imagina comprar uma revista e ainda ganhar uma miniatura?? Feliz ano novo Marcos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andre, a gente vê esses traços, já q estão republicando hqs do Cascão de 88/89 nos almanaques dele. Tomara q continuem assim.

      Sobre os brindes, é q na época tinha muita concorrência, e aí os brindes atraiam mais a garotada. Hj praticamente é mSP e Disney, e cada um tem seu publico fiel, por isso nao vem brindes. Claro q seria uma boa se voltasse a ter, mas não acredito.

      Um ótimo Ano Novo pra vc tbm.

      Excluir
    2. Tinha uma da abril da mônica que vinha uma de brinde uma revista miniatura com uma hq. Não lembro qual numero era tem que ver no issuu pq na ultima vez que vi foi no issuu

      Excluir
    3. Parece que foi a edição nº 176

      Excluir
  3. Eu tenho essa revista do Cascão. Quando era criança, lembro que achava o máximo essas aparições (e intervenções) do Mauricio nas histórias. Saía um pouco do comum. De repente era por isso que eu gostava.

    Um abraço e um feliz 2014, Marcos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm adorava essas aparições do Mauricio nas hqs , justamente pelo absurdo e mexer com a fantasia da garotada. Era muito legal.

      Um ótimo 2014 pra vc. Abraço

      Excluir
  4. Poxá..gostei..da HQ (e até da capa)tinha que ser uma edição da época da editora abril...rsrs :D

    Feliz Ano Novo para vc Marcos e para todo o pessoal por aqui...e a minha resolução para 2014 é que os gibis da turma voltem um dia o que era antes! xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza na Panini não tem nem sombra de ter hq assim. rsrs

      Um caminho sem volta ter hq assim atualmente, mas não custa ter esperança. Um feliz Ano Novo pra vc.

      Excluir
  5. Olha, Marcos, vou te dizer, hein? Também gostei da história. Muito bem criativa.

    Mas essa história me lembra uma HQ de Ano Novo do Cascão, que se chama Sóóó no Ano que Vem. Não lembro muito como é essa HQ, mas acho que deve ser que o Cascão faz suas coisas que queria fazer o ano todo, como desenhar no muro (coisa que não acontece mais nas histórias atuais) e etc...

    Na verdade, lembro que essa HQ foi republicada em Mônica Especial de Natal 6 (Ed. Globo, 2003), e realmente não lembro qual gibi que foi publicado originalmente essa HQ do Cascão. Espero que você me ajuda a saber em qual edição do Cascão que foi publicada essa HQ e também me saber se conhece essa HQ ou não e sabia que foi republicada.

    Também tem mais uma HQ do Cascão, que não é de ano novo, e sim fala de férias. Essa HQ é Todos de Férias (CC # 232, Ed. Globo, 1995). Nessa, todo mundo do Limoeiro foi viajar, e deixam o Cascão sozinho. No início, ele achou legal todo mundo viajar, pra fazer coisas do jeito dele, como desenhar a Mônica no muro (outra cena ilegal pros dias de hoje) e jogar futebol sozinho. Mas depois tudo fica chato, e seus pais, Dona Lurdes e Seu Antenor, tentam ajudá-lo, enquanto todo mundo curte suas férias. No final, já que todos voltaram das férias, ele mata suas saudades, mas na verdade, ele e seus pais também irão viajar, deixando ele triste e chorando no final.

    Sem dúvida, uma HQ excelente do Cascão, enredo divertido, traços sensacionais, e uma ótima HQ pra falar nas férias. E detalhe, ela já foi republicada em Almanaque Temático # 1 - Mônica Férias (Ed. Panini, 2007), onde foi nela que li a HQ pela primeira vez.

    Me fala aí se você conhece essas HQ do Cascão e tente me ajudar sobre o caso da HQ de Ano Novo dele, OK?

    Abraços e um feliz Ano Novo pra você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, Daniel, eu não sei se é essa, mas se é uma que a Mônica vai viajar no dia 31 de dezembro e voltaria "ano que vem" e Cascão fica achando que vai demorar muito, foi republicada num "Mônica Especial de Natal" da Panini.

      Excluir
    2. Daniel, sobre a 1ª hq do Cascão q vc tá em duvida, tbm acho q é essa q o Marcelo citou. Essa, originalmente é de Cascão # 260 - Ed. Globo, 1996).

      Sobre a hq de CC #232, eu conheço e é bem legal mesmo.

      Um feliz Ano Novo! Abraço

      Excluir
  6. Boa história. Já a conhecia, mas não lembrava direito dela. Boa lembrança.

    E um feliz ano novo a você, Marcos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito legal, sim. Um ótimo Ano Novo pra vc tbm.

      Excluir
  7. A história é realmente muito boa e a capa é bonita também. Achava mais legal quando os desenhos eram feitos à mão.

    Um deliz e próspero ano-novo pra você e para todos os fãs da obra do Maurício que acompanham esse blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Achava mais legal quando os desenhos eram feitos à mão."

      Sem dúvida, era mil vezes melhor feitos a mão, sem comparação. Não sei o q passa na cabeça deles se tornar tudo digital, até as letras.

      Um ótimo Ano Novo pra vc tbm.

      Excluir
  8. Bateu uma saudade desses traços agora. Não conhecia essa história. Fiquei procurando em minha coleção uma história de ano-novo e não achei :p

    Feliz Ano Novo, Pessoal!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os traços assim eram excelentes. Já sobre hqs de Ano Novo foram poucas mesmo. Eles dão importância mais ao Natal e acabam esquecendo do Ano Novo. Hqs de abertura, então, mais difícil ainda.

      Vinham mais hqs assim quando as revistas eram quinzenais, quando chegavam as bancas na semana do Ano Novo.

      Um feliz 2014 pra vc tbm. Abraços

      Excluir
  9. Realmente, foram poucas HQs de Ano Novo (a maioria, mesmo, do Cascão fugindo do banho). Já tinha lido essa HQ num dos "Mônica Especial de Natal" da Panini.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, a maioria das hqs de Ano Novo são com o Cascão.

      Excluir
    2. "A maioria das HQs de Ano Novo são com o Cascão"

      Também acho, Marcos! A maioria das HQs de Ano Novo que eu já li são do Cascão. Não sei se já teve também HQs de Ano Novo com outros personagens.

      Exemplos de HQs de Ano Novo com o Cascão são Sóóó no Ano que Vem, de CC # 260, de 1996 e É Hoje!, de CC # 36, de 1983.

      Aliás, eu não sei se É Hoje! foi republicada. E eu me refiro antes da Coleção Histórica. Como você deve ter especiais de Natal da Globo, me diga se essa história foi republicada.

      Então, é isso. Espero que você, pelo menos, uma dessas histórias que eu citei no Ano Novo, blz? Abraços!

      Excluir
    3. Conheço essas hqs. "É hoje" foi republicada no Almanaque do Cascão Nº 16 (Ed. Globo, 1991) e pelo menos no Mônica Especial de Natal Nº 2 (Ed. Panini, 2008). Abraços

      Excluir
  10. Respostas
    1. Legal q vc gostou. Valeu! Um ótimo 2014 pra vc tbm.

      Excluir
  11. Eu achei engraçado o NUNCA que o Cascão deu pra Mônica, ela até caiu...kkkk!

    ResponderExcluir
  12. KKK... quando ameaçam dar banho no Cascão, ele se torna mais forte do q a Mônica

    ResponderExcluir
  13. Tenho uma sugestão: que tal fazer uma postagem falando das vezes em que o Cascão ficou limpo? como nesta história, na história "O chapéu do contrário", "Os cinco fios mágicos" entre outras?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu pela sugestão, Bruno, se der eu falo sobre isso.

      Excluir
    2. Pois é, Marcos, eu também quero que você fale dessas histórias que o Bruno falou.

      Em Os Cinco Fios Mágicos, de Cebolinha # 76 (Globo, 1993), uma senhora resmungada achando que a rua é uma selva, quando ela tropeça numa poça d'água e todos riem dela. Ela, como não gostou muito da brincadeira, transforma as pessoas em animais, e o Cebolinha, espantado ao ver a transformação, tenta sair de fininho, mas a senhora pega ele no flagra, pois ela diz que ele foi o único que não riu dela. Como agradecimento, Cebolinha descobre que ela é uma bruxa (ou uma fada, não lembro), e ela transforma o cabelo dele em cinco fios mágicos. Ela diz que cada vez que ele arrancasse um fio, ele podia fazer um pedido mágico. Então, a senhora se transforma em menina, e o Cebolinha realiza seus desejos. Se não me engano, os desejos devem ter sido esses:

      1° desejo: Ficar rico
      2° desejo: Queria que o Cascão fosse limpo
      3° desejo: Desejou ser mais forte do que a Mônica
      4° desejo: Falar corretamente, trocando o L pelo R
      5° desejo: Na verdade, o último desejo foi realizado pelo Cascão, que queria tudo de volta ao normal.

      No final, Cebolinha se dá mal, levando uma surra da Mônica. Já o resto não lembro. Se você conhece essa história, sabe o final?

      Essa história, além de engraçada, é realmente um absurdo, uma loucura geral. Onde já se viu uma bruxa/fada transformar os fios do cabelo do Cebolinha em fios mágicos?

      E em 2009, essa HQ acabou virando desenho no filme Cine Gibi 4. E qual seria minha opinião? Bom, eu conhecia esse nome só pelo desenho, mas a história em si eu acabei conhecendo na revista do Cine Gibi 4 mesmo, só não sei se ela já foi republicada antes em algum almanaque da Globo. Você sabe se Os Cincos Fios Mágicos já foi republicada antes?

      E O Chapéu do Contrário, de Cebolinha # 148, de 1999, também é muito boa. Ela é tipo aquelas propagandas das Cenas Impossíveis, lembra? O Cebolinha encontra um chapéu num banco de uma praça e resolve usá-lo, mas o que ele e a turma não sabem é que esse chapéu é um chapéu mágico, que ao usá-lo, transforma os personagens com suas características normais em características absurdas que nunca irão ter nos gibis.

      Tipo assim, Cebolinha fica cabeludo (ou fala corretamente, não tô lembrado), Cascão fica limpo, Magali recusa comida e Mônica fica alta, magra e sem dentões.

      Realmente, essa é mais louca de que a dos Cinco Fios Mágicos. Aí, ao desenrolar da história, um sujeito encontra esse chapéu, e transforma em Indiana Jones, ou seja, esse chapéu mágico era dele, loucura! No final, todo mundo resolve usar chapéu e Jeremias faz uma ponta no final, reclamando perguntando se resolveram imitá-lo.

      Então, já deu pra perceber que essa é uma daquelas histórias que dá até pra chorar de rir ao ler. Também acho absurdo um chapéu que transforma características de uma pessoa normal em características que nunca irão existir.

      E tem mais, acabei conhecendo essa história quando ela foi republicada no Almanaque do Cebolinha # 89, de 2005. Ela também foi republicada recentemente num almanaque da Panini, mas não lembro qual foi.

      Então é isso, espero que você conheça as histórias citadas por mim e pelo Bruno e fale delas algum dia, OK? Abraços!

      Excluir
    3. Ah, peraí, Marcos, ainda não acabou. Queria lhe recomendar os almanaques de Novembro, que são melhores do que os gibis comuns. Lá vai:

      - No Almanaque da Mônica # 48, foi republicada a HQ Loirinha, Loirinha..., de Mônica # 88 (Globo, 1994). Pelo que entendi, parece que o enredo dela é que a Mônica vai no salão de beleza, e acidentalmente, pintam o cabelo dela. Aí, eu acho que agora nem a reconhecem. Eu acho que o enredo é esse, já que nunca li essa história antes. Eu também não sei ela já foi republicada antes em algum almanaque da Globo, provavelmente foi em 1999/2000, já que nessa época, era permitido republicar histórias até 1994. Você conhece a história? Sabe se o enredo dela que inventei tá certo?

      - No Almanaque do Cebolinha # 48, foi republicada a incrível HQ A Perseguidora Implacável, de Cebolinha # 151 (Globo, 1999), onde Cebolinha e Cascão, tentando fugir da Mônica, descobrem um elevador que podem leva-los em histórias de vários personagens do Mauricio. Eu lembro que eles foram parar no mundo do Chico Bento e no do Piteco. Acho também uma sacada dizerem que o Cebolinha é o menino mais rápido do mundo, depois do Cascão e dizem também que a Mônica é o motivo da correria. Na real, eu adora mesmo essa história, tanto que acabei conhecendo quando foi republicada no Almanacão de Férias # 40, de 2004.

      - No Almanaque do Cascão # 48, republicaram a, politicamente incorreta, HQ Cascão de Braço Quebrado, de Cascão # 109 (Globo, 1991). Ela é incorreta, porque a mãe do Cascão, Dona Lurdes, não o deixa andar de skate, mas claro, Cascão desobedece a mãe e vai andar de skate, mas ela acaba caindo do precipício e quebra o braço. Mas ao decorrer da história, ele aprende as vantagens e desvantagens de ter braço quebrado. Tipo assim, exemplo de vantagem é que seus amigos podem escrever no gesso o que quiserem, mas também tem desvantagens, como não conseguir comer com braço quebrado, por exemplo. No final, Cascão aprende a lição, e não quebra só seu braço, mas também ele atropela o Cebolinha, deixando ele todo quebrado. Uma história bem boa como essa é ideal para crianças que tem braço quebrado. Detalhe: Ela já foi republicada antes, em Um Tema Só # 35 - Cascão Brincadeiras II, de 2002.

      E esses são os almanaques de Novembro. Pelo jeito, você não deve comprar, porque deve ter as histórias nos gibis originais. Mas você conhece as histórias que citei? Se conhece, quero que fale delas algum dia, blz? Abraços!

      Excluir
    4. Os Cincos Fios Mágicos foi republicada no Almanaque Temático 12 - Nimbus Màgica. Já o Chapéu do Contrário foi recentemente, mas tbm não lembro qual almanaque.

      Eu lembro dessas hqs dos almanaques de novembro, menos a do Cebolinha.Se der, falo delas algum dia. Abraços

      Excluir
    5. Ah, Marcos, já sei!! Lembrei que essa HQ do Chapéu do Contrário foi republicada de novo no Almanaque do Cebolinha # 46. É que eu já sabia que foi republicada de novo, só não lembrava em qual almanaque. Abraços!

      Excluir
    6. Ok, valeu pela informação.

      Excluir
  14. muito boas as hqs de ano novo e natal

    ResponderExcluir