sábado, 31 de dezembro de 2016

Mônica: HQ "Voa, Ano Novo, Voa!"

Nessa postagem mostro uma história de quando a folhinha de 31 de dezembro virou aviãozinho com os anjinhos e foi parar nas mãos da turminha, dando muita confusão na Terra. Com 15 páginas, foi história de encerramento de 'Mônica Nº 164' (Ed. Abril, 1983).

Capa de 'Mônica Nº 164' (Ed. Abril, 1983)

Nela, 2 anjinhos estão brincando de aviõezinhos de papel, para ver quem consegue fazer aviãozinho voar mais longe. Um deles conseguiu e o outro loiro não. Então, ele resolve lançar outro aviãozinho, mas como acabou o papel, ele pega a última folhinha do calendário terrestre que rege os dias na Terra, a do dia 31 de dezembro, e faz aviãozinho com ela.


O Anjo da Guarda que vigiava a folhinha estava dormindo na hora e acorda com o rasgo da folhinha. Ele fica desesperado com o sumiço e vê logo que o anjinho loiro tinha feito aviãozinho dela e que acabara de lançar pelo ar. 


Ele fica desesperado e explica para os anjinhos que aquela folha era que comandava os dias da Terra, que fazia o tempo andar e os dias passarem. E tudo que acontecer com a folhinha vai acontecer com a Terra. Se for destruída, a Terra será também e não terá Ano Novo.


O Anjo da Guarda voa imediatamente para ver se encontra a folhinha, mas se choca com um avião, não consegue pegá-la e vai parar em direção à turminha, que estavam brincando de aviãozinho também. 



Na hora, Mônica não estava sabendo montar um aviãozinho e Cebolinha e Cascão estavam rindo dela. Até que a folhinha do tempo cai bem nas mãos da Mônica e ela aproveita para mostrar que fez um aviãozinho.


Cebolinha solta o aviãozinho dele no ar e faz dar várias voltas e ele diz que o da Mônica não faria aquilo. Mônica solta e faz melhor que o dele. O aviãozinho cai na árvore e então começa a dar tremor na Terra. Mônica assopra por estar sujo e aí  dá uma ventania forte na Terra. Um menino derruba sorvete nele e começa a nevar na Terra. Cebolinha acende um fósforo e começa a dar calor e seca na Terra. Mônica molha e começa a dar uma tempestade e eles vão correndo para casa dela.


Eles então descobrem que tudo que acontece com o aviãozinho acontece na Terra. A Mônica fala que caiu na mão dela e Cebolinha diz que não faria um aviãozinho tão perfeito. Na distração para bater nele por ter chamado de bobona, Mônica solta o aviãozinho e ele voa pela janela direto para rua e acaba indo em direção a um carro em movimento e prestes a ser massacrada pelo carro.


A turminha se abraça, pensando que o mundo ia se acabar e eles iriam morrer, mas logo veem que ainda estão vivos. Eles vão ver o que acontecer e o Anjo da Guarda estavam junto com os anjinhos colocando uma nuvem gigante em frente ao carro, conseguindo pará-lo e salvar a folhinha do tempo e ainda dá bronca nos anjinhos para terem cuidado com o material que vão fazer o aviãozinho. 


Antes de irem embora, Mônica chama os anjinhos para conversar e logo depois, com eles, já, no céu, o Anjo da Guarda pergunta para eles se estão brincando de aviãozinho de novo. Então, eles dizem que quem estava brincando era a Mônica, com eles segurando aviãozinho com uma linha e fazendo os movimentos como se fosse a Mônica que estivesse fazendo curvas com o aviãozinho para impressionar os meninos, terminando assim.


História muito legal e bem criativa, como uma folha do tempo parar na Terra pode causar tanta confusão. É uma história para soltar a imaginação e se divertir com o que podia acontecer com a Terra se a Folhinha do tempo fosse parar no planeta. Legal ver o que acontecia com o tempo toda vez que acontecia alguma coisa com a folhinha e o absurdo dos anjinhos colocarem uma nuvem para impedir que o carro atropelasse a folhinha e acabar o mundo.


Não foram revelados os nomes dos anjinhos secundários nem do Anjo da Guarda. O anjinho com cabelos encaracolados e sardas deve ter sido inspirado pelo roteirista da época Reinaldo Waismann, que adorava colocar personagens com suas caricaturas nas histórias, principalmente o Reinaldinho, menino fofo por quem a Mônica era apaixonada. Tudo indica que o roteiro também foi dele, já que era comum histórias de aventuras dele assim. 


Os traços muito bons, bem típicos de histórias de miolo dos anos 80. Na postagem a coloquei completa. De incorreto, foram o Anjo da Guarda ser atropelado por avião e, principalmente, os personagens mexerem com fósforo e fogo e por isso difícil uma nova republicação. Tanto que, diferente de outras histórias de Natal e Ano Novo serem sempre republicadas várias vezes, essa só foi republicada em 'Mônica Especial de Natal Nº 2' (Ed. Globo, 1996) e por isso bem rara. Abaixo, a capa dessa edição:


Capa de 'Mônica Especial De Natal Nº 2' (Ed. Globo, 1996)

Um Feliz Ano Novo a todos!!!!

37 comentários:

  1. por mim esse politicamente correto zarpava e não voltava nunca mais...pena que a republicação é difícil,mais a história é bonita abraços e beijos autor feliz 2017

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por mim nunca deveria ter existido politicamente correto nos gibis. Muito difícil nova republicação, a não ser que façam alterações drásticas. Se for pra mudar, melhor não republicar. Feliz Ano Novo também. :D

      Excluir
  2. Obrigado por mais uma história que eu não tinha conhecido até agora, Marcos! Essa foi uma aventura e tanto pra fechar o ano com chave de ouro.

    Aliás, essa história é um exemplo de como os Estúdios Maurício de Sousa conseguiam lidar com o politicamente incorreto numa boa. O pessoal realmente arrasava em histórias assim!

    É mesmo uma pena que uma republicação recente na Panini sem alterações vai ser um desafio bem complicado, mas não é á toa que essa HQ na postagem é tão rara e só foi republicada uma só vez.

    Enfim, mais uma vez, agradeço por mais uma HQ inédita no blog. E que 2017 tenha mais postagens incríveis como tivemos em 2016.

    Um feliz ano novo pra você, pra sua família, pros seus amigos e pra quem você admira. Até lá!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada, Daniel. É muito boa sim e eles caprichavam muito nos roteiros. Gosto também dessas histórias raras, pouco vistas pelo público. Infelizmente nova republicação é muito difícil e se torna rara, apesar de ter sido republicada uma vez. Sinal que foi a partir dos anos 2000 que o politicamente começou a predominar.

      Vamos ver as novidades do Blog em 2017 e feliz Ano Novo pra vc cheio de realizações.

      Excluir
  3. Ótima história de encerramento. Historinhas boas como essa são provas que é melhor procurar os gibis antigos que perder tempos com os atuais que jamais trariam uma assim. Esse gibi infelizmente eu só tenho em scan, mas é melhor que nada.

    E um feliz ano novo, Marcos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem colocado!!! As atuais são uma perda de tempo. As histórias de hoje provocam tédio até em um bebê. Não dá pra ler uma revista inteira sem se irritar... Adorei conhecer essa história de Ano Novo! Essa parece ser uma temática um pouco rara em histórias de diversas épocas ne? As de Natal são muito mais comuns!

      Excluir
    2. "Historinhas boas como essa são provas que é melhor procurar os gibis antigos que perder tempos com os atuais que jamais trariam uma assim."

      Fábio, penso justamente assim. Em vez de gastar dinheiro com os gibis novos, junta R$ 30,00 , que é basicamente o preço das 6 mensais juntas, e compra um monte de antigos em sebos. Vale muito mais a pena e eu faço isso. Mesmo vc tendo esse em scan já é alguma coisa.

      Excluir
    3. "As histórias de hoje provocam tédio até em um bebê."

      kkkkkk. Pior que é mesmo, André. Ultimamente vejo muitas revistas encalhadas, inclusive as especiais Cascão e Chico 700. Tem até vendendo aqui promoção de 3 revistas em um lote, do inicio da 2ª série, pra ver se vendem.

      Muito boa essa de Ano Novo mesmo. Não tiveram muitas de Ano Novo, mas nos anos 80 e 90 volta e meia apareciam algumas. Hoje em dia só fazem histórias de Natal como histórias de abertura.

      Excluir
    4. O estranho é que mesmo encalhando eles continuam entupindo as bancas com as porcarias atuais... Será que não tem ninguém na MSP que perceba esse fracasso dos seus gibis atuais? A impressão que eu tenho particularmente é que deixaram a parte das aventuras para a sem graça turma da Mônica jovem, enquanto que na turma "tradicional" (que não preservou quase nada de suas características e tradição), o que aparecem são um monte de crianças bobas e que não saem do bairro do limoeiro pra nada em histórias repetitivas cheias de caretas horríveis e contaminadas em toda sua essência pelo politicamente correto! Lamentável ver ase revistas da turma assim. Não é a toa que encalham mesmo. Antes que eu esqueça, um feliz ano novo! !!!

      Excluir
    5. Parece que a meta é essa mesmo. Deixar a versão tradicional só pra crianças até 8 anos de idade, com histórias bobas e extremamente infantilizadas e as aventuras para a TMJ, mas que não contradizem com a idade dos personagens adolescentes. Infelizmente optaram por isso, compra quem quer. Prefiro comprar as antigas em sebos. Um ótimo Ano Novo pra vc também.

      Excluir
    6. Sabe que não acho as histórias atuais tão ruins assim, acho inclusive melhorzinhas que as do começo dos anos 2000, quando proliferaram as histórias mudas.
      O que me brocha atualmente são os traços horríveis e digitalizados.

      Excluir
    7. Esses traços ninguém merece mesmo, um pior que o outro. Nos anos 2000 as hqs mudas longas e com encheção de linguiça predominavam. As vezes erma quase os gibis todos assim. Era horrível. Mas ainda assim hoje em dia ainda aparecem algumas assim, mas pelo menos diminuíram.

      Excluir
  4. Bem que alguém poderia derrubar um sorvete na folhinha do tempo de hoje. Tá precisando, rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk. Tá bem quente, mas gosto assim. :D

      Excluir
  5. Respostas
    1. Muito boa, não fazem mais histórias assim. Feliz Ano Novo também.

      Excluir
  6. Sensacional! Que fase da turminha!

    Abraços e feliz ano novo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa fase era maravilhosa. Feliz 2017 também. Abraços

      Excluir
  7. Espetacular essa HQ, Marcos, Feliz Ano NOVO(2017)!! xD rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Demais! Muito bem bolada. Feliz 2017!!!

      Excluir
  8. Não foi há exatos 30 anos que a TM migrou para a editora Globo?

    ResponderExcluir
  9. Os gibis atuais são apenas para bebês, crianças menores de 2 anos e para pessoas com problemas que necessitam de qualquer coisa para se desentediar. Para você ter uma ideia, antigamente tinha pessoas com 15 anos que ainda mandavam cartas para a turma, isso prova que antigamente a Turma da Mônica não tinham apenas histórias para crianças, tinham para todas as faixas etárias. Não sei o porque originou-se o politicamente correto, coincidentemente, começou um ano depois que a Rosana morreu. Essa história nunca mais será republicada e se for, vão fazer aquelas terríveis alterações. Um exemplo de história boa, com magia. Época de ouro da Turma da Mônica. Um feliz ano novo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem por aí mesmo, se transformou em uma Turma da Mônica completamente diferente. Essa não vai ser mais reprisada, só com alterações bizarras. Iam inventar alguma coisa absurda no lugar do Cebolinha acendendo fósforo, por exemplo. Uma pena mudarem tanto. Um ótimo Ano Novo pra vc.

      Excluir
    2. Se no Turma da Mônica Extra do Dudu colocaram dedo para colocar no lugar da arma, não duvido nada o Cebolinha acender o aviãozinho com o dedo kkkkk. Ou colocarem gravetos para fazer o fogo.

      Excluir
    3. Já vi colocar balas em lugar do cigarros, garrafinhas em lugar das arminhas de brinquedo, entre outras muitas citadas aqui no Blog... ridículo se é pra alterar a história, nem deviam republicar...

      Excluir
    4. Dá até medo do que iam inventar pra substituir o fósforo. Que continuem sem republicar pra não esculachar com a história.

      Excluir
  10. Onde vocês pegam gibis digitais pra ler? Os poucos lugares que conheci não existem mais. É E eu não me importo de ter em pdf ou cbr, desde que esteja em bom estado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei umas revistas da Abril no isso que estão perfeitas. Tentei baixar mas não consegui. Mas guardei o dono da conta visitar sempre. Tem uns almanaques que estão otimos.

      Excluir
    2. Pena que não dá pra baixar lá, só visualizar. Mas pra ler já é alguma coisa.

      Excluir
  11. achei a historinha com mais cara de história de abertura do que de miolo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. É que de abertura foi de Natal, também super incorreta por sinal com bandidos invadindo a confraternização de Natal da turma. E ai deixaram essa pra fechar o gibi com chave de ouro.

      Excluir