terça-feira, 27 de outubro de 2015

Tirinha Nº 31: Aniversário do Mauricio de Sousa

Hoje é aniversário de 80 anos do mestre Mauricio de Sousa, o grande criador da Turma da Mônica, que alegra a infância de várias gerações com esses personagens incríveis. Que tenha muitas felicidades, saúde e muitos anos de vida.

Em homenagem, posto uma tirinha com presença do Mauricio, afinal muitas vezes ele se tornou personagem das histórias, contracenando com os personagens, envolvendo metalinguagem. Nessa tirinha, o Cebolinha encontra o Mauricio na rua e reclama que não aguenta mais histórias da Mônica correndo atrás dele com o Sansão só porque ela está conseguindo alcançá-lo. 

Provavelmente foi criada especialmente como homenagem ao aniversário de 60 anos do Mauricio, já que foi publicada há exatos 20 anos, em outubro de 1995. Na colorização marcante nos gibis do segundo semestre daquele ano, com todos os quadrinhos em degradê, inclusive as gramas, título no alto e balões quando eram coloridos. 

Tirinha publicada originalmente em 'Mônica Nº 106' (Ed. Globo, 1995).


20 comentários:

  1. Extremamente nostálgico ver tudo isso! Cada postagem é uma viagem no tempo! Teu blog é sensacional, me leva a minha infância, quando eu coloria os Almanaques de Férias, laaaaaa no comecinho dos anos 90.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Andre, q bom q tá gostando. Bem nostálgico mesmo ver tudo isso...

      Excluir
  2. Eu tenho o gibi da Mônica com essa tirinha! Muito legal! Parabéns ao mestre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maneiro q vc tem esse gibi. É muito bom esse.

      Excluir
  3. Muito bom! Vida longa ao Maurício!

    ResponderExcluir
  4. Que boa tira! Parabéns, Mauricio! Mas, essa tira é outro caso de tira de outro personagem mas republicada no gibi do que não é o mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa tirinha foi inédita naquele gibi da Mônica 106. Concordo q seria melhor ter saído em um gibi do Cebolinha.

      Excluir
  5. OLá, Marcos! Então, desejo muita saúde e felicidade ao Mauricio. Sobre a empresa de gibis, idem, vida longa com muitas publicações vindo e que sejam cada vez melhores.A atual fase não gosto tanto, mas acredito que dá para divertir a garotada.

    Sobre os degradês, até que está discreto. Não achava muito bom quando eles eram demais nas HQs. Ainda bem que hoje em dia resolveram dosar bem isso.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, ultimamente não me agrada tbm, mas se está divertindo a garotada atual tá valendo.

      O tom dos degradês nos gibis de 1995 eram esses aí, aí em todas as hqs eram assim. E achava bacana pq em 1994 e no primeiro semestre de 1995 as cores andavam muito escuras. Aí em 1996 eles deixaram de colocar degradê quando eles estavam dentro de casa e nas gramas, até depois tirarem de vez, deixando só em alguns quadrinhos de vez em quando.

      Mas tinha época que quando colocavam o final do degradê era branco, lá pro início dos anos 2000. aí ficava ruim pq parecia q estava economizando tinta.

      Excluir
  6. Ahahahah....muito boa essa!! #Mauricio80

    ResponderExcluir
  7. Mauricio é realmente um mestre com personagens incomparáveis, e que viveu a industria de quadrinhos brasileira!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Um mestre dos quadrinhos. Vida longa.

      Excluir
  8. Eu sempre fiquei encucado a respeito da aparição do Maurício nas histórias!Ficava pensando se ele era uma pessoa e o seu Sousa,pai da Mônica,era outra.E eles não eram iguais na aparência,mas parecidos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Mauricio e o Seu Sousa tinham traços bem parecidos, mas eram personagens diferentes. Na primeira vez q eu vi história com Mauricio quando pequeno, bem nos primeiros gibis q eu tive, eu não entendi tbm, aí me falaram q era o criador dos personagens, aí fiz a distinção.

      Excluir
  9. Marcos, antes de mais nada, me desculpe se eu me atrasei pra dar parabéns ao Maurício, mas mesmo assim, gostaria muito de agradecer a ele por ter feito a infância de muita gente valer a pena, inclusive a minha e mesmo para os mais velhos, que tem de 14 a 16 anos que ainda costumam ler gibis infantis.

    Falando nisso, vou lhe contar uma história: O Maurício e a Turma da Mônica sempre me lembram do tempo em que minha mãe comprava muitos e muitos gibis quando eu era criança, além de assistir aos desenhos animados e ter jogos de PC, como Mônica Dentuça, Cebolinha e Floquinho, Chico Bento: Um Dia na Roça, Quadrinhos Turma da Mônica e vários outros. Será que você conhece esses jogos?

    Então, parabéns e vida longa ao Maurício por estar fazendo 80 anos e vamos torcer pra que ele continue criando os personagens de quadrinhos mais lidos no Brasil!

    Agora, falando da tirinha acima, eu tenho ela na minha coleção, mas é claro que não é na edição original, e sim no Almanaque da Mônica nº 89 de 2002, em que ela foi republicada.

    Eu só não acho que essa tirinha foi criada em 1995, porque olhando bem os traços, ela parece mais uma tira dos anos 80, daquelas que saiam nos jornais, sabe? Mas era uma tradição de resgatarem tiras dos jornais e publicar anos depois no gibis, sendo que iriam ter algumas alterações algum tempo depois, tipo mudar as cores e etc.

    Pra terminar, esse Mônica nº 106 deve ser um gibi bem legal. A HQ Não Toque Essa Música, que abre a edição, é muito boa e engraçada, tanto que ela foi republicada no Almanaque da Mônica nº 80 de 2000.

    Nela, a Mônica fica horrorizada quando a Carminha Frufru diz a ela que o menino (cujo nome não me lembro mais) que iria tomar sorvete com ela não pode vir, então surge uma música que iria tocar enquanto eles tomariam sorvete e ela fica traumatizada com essa música. Ou seja, toda vez que tocava essa música, ela começava a chorar, e com o Cebolinha com perto, claro que isso iria se tornar num plano infalível. Porém, no final, descobrimos a verdade: O menino não pode ir tomar sorvete com a Mônica, porque teve que cuidar de sua irmãzinha. Em outras palavras, esse foi mais um plano que foi por água abaixo, e o Cebolinha leva uma surra da Mônica, e o final é totalmente hilário, pois dessa vez é o Cebolinha que fica traumatizado com a música.

    Realmente, é uma história totalmente incrível, com traços típicos de histórias dessa época (1995 e 1996), e enredo muito elaborado. Ao contrário de termos dó dos personagens chorando, nessa história eu não tive dó da Mônica chorando. Pelo contrário, achei muito engraçado, e acho que você também.

    Então, quando der, você podia falar dessa história aqui no blog, pois mesmo sendo uma história um pouco quanto triste, é bem engraçada ao mesmo tempo.

    E antes de terminar, queria lhe comunicar que eu não tenho mais o almanaque que republicou essa história. Então, eu terei que procurar ambos o gibi original e o almanaque pra minha coleção. Ou seja, queria que você me desejasse boa sorte na procura desses gibis.

    Um abraço pra você e parabéns pro Maurício de Sousa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal! A turma sempre dá boas lembranças da infância. Esses jogos eu conheço assim de propagandas da época, mas nunca tive, até porque eu não tinha computador na época.

      Essa tirinha fica em dúvida de quando foi criada. Apesar dos traços do cebolinha e Mônica parecerem com anos 80, mas do Mauricio parecia mais atual. Realmente aproveitavam tirinhas antigas nos gibis, só mudando cores. De qualquer forma, devem ter colocado essa aí para homenagear o aniversário de 60 anos dele.

      Essa hq é muito legal. O enredo é esse mesmo. Quando der, falo dela aqui. Boa sorte na procura desses gibis. Abraço

      Excluir
    2. Ah, sim, eu quase ia me esquecendo, Marcos! Eu esqueci de falar de que essa tirinha é mais do Cebolinha do que da Mônica, afinal é ele quem foi reclamar com o Maurício. O que acha? Você concordaria comigo?

      Excluir
    3. Concordo... seria melhor ter saído em um gibi do Cebolinha. ;)

      Excluir