terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Coleção L&PM: As Melhores Histórias da Turma da Mônica


Em 1991, foi lançada a coleção de 8 livros "As Melhores Histórias" pela Editora L&PM. Nessa postagem mostro como foi essa coleção como um todo.

Vendido em livrarias, o formato de cada um deles era 21 X 28 cm, 52 páginas e papel de miolo off-set. Tiveram 2 versões: uma em capa cartonada e outra em cada dura, com preço mais caro que a cartonada. O público também podia comprar cada exemplar separadamente ou adquirir uma caixa personalizada com todos os livros juntos. Abaixo, a propaganda que saía nos gibis da época, com essa caixa:

Propaganda tirada de 'Cascão Nº 128' (Ed. Globo, 1991)

Essa coleção teve o propósito de reunir histórias de todos os tempos, para o público acompanhar a evolução dos traços desde os anos 70 e ver as características marcantes dos personagens. Então, criaram 8 livros diferentes, um para cada personagem. Tiveram livros com a Mônica, Cebolinha, Cascão, Magali, Chico Bento, Tina, Bidu e Penadinho.

Todas as capas seguiram o mesmo estilo, com uma moldura azul e uma ilustração bem caprichada com os personagens com algo característico da sua personalidade. Curiosamente, nessa coleção de 1991 foi a primeira vez que foi visto o logotipo "Mauricio de Sousa Editora" e o Bidu no centro em uma obra da Turma da Mônica e que depois resolveram colocar nos gibis do ano seguinte, continuando assim até hoje.

Capas dos livros: Mônica, Cebolinha, Cascão e Magali

Cada exemplar abre com frontispício, falando sobre os personagens, mas o texto não foi escrito pelo Maurício, e, sim por um editor. Normalmente falando da ideia que inspirou o Mauricio a criar os personagens, suas principais características e dos personagens que participam do seu núcleo. Por exemplo, ao falar da Tina, falaram também das características do Rolo, Pipa e Zecão.

Depois mostra uma evolução dos traços, desde que o personagem foi criado até como estão na atualidade, que no caso foi até os anos 80. Normalmente mostravam 3 imagens, mas em alguns mostraram só 2, como foi com o Chico Bento, Tina e Penadinho.

Capas dos livros: Tina, Chico Bento, Bidu e Penadinho

A seguir vem as histórias, todas republicações dos anos 70 e 80, sendo no máximo até 1985, já que o livro foi de 1991 e tinha que ter um tempo de ter passado no mínimo 5 anos para republicarem as histórias. O único livro que isso foi exceção foi o da Magali, que tiveram histórias mais novas que 1985. Histórias clássicas e maravilhosas, por sinal, muito bem selecionadas, mostrando as verdadeiras características dos personagens e evolução dos traços, sem sombra do politicamente correto, e muitas delas raras, sobretudo as dos anos 70. Acompanhamos histórias como "A flauta" ('Cebolinha Nº 6', de 1973), "Borboleta Cascuda" ('Cascão Nº 38', de 1984), Como atravessar a sala" ('Mônica nº 186', de 1985), entre tantos outros clássicos.

Em cada exemplar, tiveram entre 5 a 11 histórias no total, dependendo da quantidade de páginas. Alguns livros investiram em histórias maiores, como do Cascão e em outras em histórias mais curtas, como da Tina, permitindo assim maior número de histórias. 

Evolução dos traços no livro "As Melhores Histórias do Cascão"

Uma coisa muito boa é que não tiveram alteração nenhuma em relação às originais, deixando, inclusive, o Chico Bento falando certo nas histórias dos anos 70 e o caipirês antigo do Chico Bento exatamente igual como foi nas revistas originais. Os almanaques da Editora Abril e Globo não mudavam o texto das historias em função do politicamente correto, mas quando republicavam histórias da Turma do Chico Bento dos anos 70, eles mudavam, colocando os personagens falando caipira aonde falavam certo e o caipirês do inicio dos anos 80 era mudado para ficar igual ao atual. Mas, nessa coleção de livros "As Melhores Histórias" não mudaram nada disso, deixando tudo igual. 

Outra coisa legal que mantiveram inclusive os códigos das revistas originais exatamente como eram quando tinham. Então, nas histórias a partir de 1975, quando começou a sair os códigos nos gibis, dava para saber em qual gibi original foi determinada história. Além disso, mantiveram também o "19XX Mauricio de Sousa Produções" que vem no rodapé de todos os gibis nas histórias de abertura, e, com isso, mais nítido de saber o ano da história. Ou seja, o que fizeram mesmo foi um scan das revistas originais, só que em tamanho ampliado, e jogaram no livro, mantendo tudo nas revistas, assim como tem que ser. A única coisa que ficou diferente foi a colorização, afinal, o papel do livro é em off-set e merecem uma colorização mais forte. Mesmo assim quando tiveram erros de cores nas originais, mantiveram.

Trecho da HQ "Como atravessar a sala", da Mônica

Curiosamente, com exceção do livro da Magali e em algumas da Tina, as histórias republicadas nessa coleção não foram republicadas depois nos almanaques da Globo. Com isso, se tornam histórias raras e quem não tem as revistas originais e nem esses livros não as conheciam. Só agora é que as histórias originais dos primeiros números é que o pessoal está conhecendo pela Coleção Histórica. 

No final de cada livro, em ambas as versões, tem uma biografia do Mauricio de Sousa, contando a sua trajetória. Na versão capa dura de cada um teve uma ilustração em preto e branco com todos os personagens reunidos, como forma de reforço da capa e contracapa, sendo que, curiosamente, colocaram o Jotalhão e o Horácio nela. Talvez tinham a intenção de ter livros com eles, totalizando, então, 10 livros, mas mudaram de ideia e deixaram só com os 8 mesmo. Nos livros com capa cartonada não tiveram essa ilustração.

Ilustração dos personagens nos livros de capa dura

Todos os livros em ambas as versões, a contracapa mostrava os 8 livros reunidos, só que os da versão capa dura não apareciam o texto que podia encontrar essa coleção nas livrarias no rodapé. Interessante é que na contracapa de todos os livros, a Tina teve uma capa diferente do que a capa real. Apesar da Tina estar segurando um diário nas 2 versões, o desenho ficou diferente, mas mesmo assim já com os traços dos anos 90, com cabelos compridos. Ficou parecendo que resolveram mudar a capa de última hora, mas esqueceram de mudar na contracapa com a nova versão. Tanto os livros com capa cartonada e capa dura a Tina teve a mesma capa.

Uma pequena desvantagem que eu achei é que na maioria dos livros as histórias republicadas não seguiram uma sequência cronológica, e, às vezes, depois de colocarem uma história dos anos 80, colocavam outra dos anos 70. Além disso, podia ter mais páginas porque 52 páginas dá um gosto de quero mais e podiam ter criado também livros com o Astronauta, Turma da Mata e Papa-Capim, sempre esquecidos em edições especiais.

Eu não comprei essa coleção na época porque não encontrei em lugar nenhum, não tinha livraria perto de onde eu morava. Depois de muitos anos, consegui encontrar aos poucos em sebos por R$ 10,00 cada um. Primeiro, de uma vez só encontrei o da Mônica, Cebolinha e Cascão. Depois de um tempo encontrei o do Bidu, em seguida o Penadinho. Já os do Chico Bento, Magali e Tina encontrei na site "Estante Virtual". Os do Chico e Magali comprei juntos com o mesmo vendedor por R$ 15,00 cada, mais frete de R$ 5,00; e o da Tina com outro vendedor, também por R$ 15,00 e frete por R$ 5,00, só que em versão capa dura. Então, todos eu tenho a versão cartonada e só o da Tina em capa dura.

Contracapa dos livros versão capa cartonada: Tina com capa diferente da capa real

Como podem ver é uma coleção excelente, histórias sensacionais e sem nenhuma modificação que, mesmo com estrutura simples e algumas particulares em alguns livros, consegue ser melhor que a recente coleção "50 Anos" da Editora Panini. Se tivesse mais páginas seria perfeito,  Enfim, verdadeiros itens de colecionadores, vale a pena procurá-los em sebos ou na internet. 

Bem que podiam relançar essa coleção, com mesmas capas e conteúdo, ainda mais que a MSP está com parceria com a editora L&PM com os pockets de tirinhas. Com tantos relançamentos de livros infantis da Turma da Mônica  recentemente, essa coleção mereceria também ser relançada em versões capa dura e cartonada. Só não podia ter alteração em relação às originais e deixar exatamente como foi nesses livros. Em breve vou falar de cada exemplar com mais detalhes e suas curiosidades, falando de 1 ou 2 livros em cada postagem.

24 comentários:

  1. Eu desconhecia totalmente esses livros, Marcos! Ótima postagem!! Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São muito bons esses livros, Kleiton. São semelhantes com a série "50 Anos", só q com menos páginas, porém com hqs mais clássicas e sem alterações, o q é melhor ainda. Se encontrar algum, vale a pena comprar. Abraços

      Excluir
  2. Eu também não sabia desta coleção e achei muito boa. O tipo de publicação que compensa ter na coleção. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Publicações assim é q vale a pena ter. São muito bons, se vc encontrar em algum sebo, vale a pena comprar e colecionar.

      Excluir
  3. Já vi alguns volumes dessa coleção por alguns sebos físicos e online por aí. Só não conhecia o conteúdo. E praticamente só tem histórias da época da Abril. Manero isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, André, são só hqs da Ed. Abril, o q é melhor ainda. Só o da Magali q tiveram algumas da Globo, mas mesmo assim muito boas as hqs. Podia ter comprado quando encontrou nos sebos, não ia se arrepender.

      Excluir
  4. Puxa vida, vivendo e aprendendo. Vi essa coleção e não liguei, achando que eram apenas ilustrações como nos livros infantis (texto de um lado, desenho do outro). Nem cheguei a pegar na mão para ver do que se tratava realmente. Agora lendo seu post estou sabendo. Vou ver se acho aqui pelos sebos da cidade. Excelente postagem, meu caro. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Q pena q vc não levou. Por isso q é bom folhear pra saber como é por dentro. São excelentes esses livros. Tomara q vc encontre, até R$ 20,00 cada um acho bom preço pra comprar. Boa sorte. Q bom q gostou da postagem. Abraços

      Excluir
    2. Pois é, não folheei porque estavam plastificadas, e alguns vendedores não gostam que abram as revistas. Mas vou procurar de novo e se achar aviso. Até mais. :)

      Excluir
    3. Quando ficam plastificadas não dá pra abrir mesmo, e ainda corre risco de estar mal conservada por dentro, rabiscada, essas coisas. Pelo menos agora sabe q o conteúdo é bom e se vc encontrar não pense 2 vezes pra comprar. Até.

      Excluir
  5. muito boa essa coleção e muito boa a sua postagem continue sempre assim .

    ResponderExcluir
  6. Olá, Marcos! Bem interessante essa postagem! Nesta época eu ainda lia meus gibis, mas enfrentava um monstro inflacionário enorme que não permitia que comprasse tudo o que desejava. Eu achava os gibis muito caros à época e me limitava a comprar um ou outro almanaque já que minha mãe ainda m dava alguns do Cascão ou Chico. Nunca nem ouvi falar dessa coleção. Mas foi uma época em que a MSP estava forte em expansão de seus horizontes, já com propagandas bacanas de seus filmezinhos e livros. Aliás, esse não foi o primeiro projeto de HQs para livraria da MSP nessa época. Mas sinceramente não me lembro de nenhuma propaganda informativa a essa coleção, o que faz com que ela seja considerada até um item bem curioso e interessante.

    Sobre a capa da Tina, gostei mais da primeira mesmo. Achei ela mais bonita do que a outra que aparece no informe publicitário.

    Valeu por ter compartilhado essa joia com a gente!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo, a inflação era tão alta na época q precisavam colocar etiqueta nos gibis de 2º lote com o preço aumentado.

      Os primeiros livros q lançaram assim nesse estilo foram o Mauricio 30 Anos e o Pelezinho 50 Anos (os dos de 1990), masos primeiros luxuosos com direito a versão capa dura parece q foi essa coleção mesmo. E claro q tinham aqueles infantis só com ilustração e textos breves.

      Essa coleção As Melhores Histórias só divulgaram mesmo nessa propaganda q mostrei q saia nos gibis da época, q nem circulavam com tanta frequência, aí o motivo de muitos desconhecerem. Pra mim, as 2 capas ficaram boas, mas achei melhor da capa real.

      Q bom q gostou. Obrigado. Abraço

      Excluir
  7. A sua coleção tem verdadeiros clássicos. Gostei destes livros. Ainda não tenho nenhum. Parabéns pela postagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é um clássico mesmo. Tenta ver se encontra na Estante Virtual ou Mercado Livre q costumam ter, só pesquisando preço pq tem uns vendedores q cobram caro demais, mas até q nessa coleção a maioria cobra barato por volta de R$ 20,00.

      Valeu por ter gostado.

      Excluir
  8. Realmente! Fui procurar no estante virtual, está bem barata! Desde que eu via a propaganda em uns gibis antigos que tenho, eu me interessei! Essa vai pra lista de meus sonhos de consumo! Marcos, tenho uma pergunta a você! Tem Facebook?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até q estão vendendo barato lá, por volta de R$ 20,00 cada um mais ou menos. Visto a raridade até q não acho caro. Manda o seu e-mail e eu apago depois de ver, ou se quiser pode perguntar aqui mesmo.

      Excluir
  9. Muito legal..tenho(menos penadinho) as HQs as capas se foram..hehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, eu lembro q vc tirou as capas e encadernou tudo em um só. rs.

      Excluir
  10. Tenho a coleção inteira em capa dura, menos o da Mônica, que comprei ano passado e só consegui em capa cartonada. Minha relíquia da infância! Os livro em cada dura estão meio estragados e cheio de durex, pois na época eu lia tanto eles que acabei estragando um pouco... crianças...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza muito melhor quando a gente tem as revistas desde a infância. Desde q não esteja faltando páginas ou muito rabiscado a ponto de comprometer a leitura não acho ruim estado de conservação assim.

      Excluir
  11. Nossa amava esses livros, minha vizinha tinha quando éramos pequenas e queria ler todos os dias!!! Deu uma saudade da infância...queria muito poder comprar e ter essa coleção, vale muito a pena!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valem muito a pena sim. Hoje em dia vendem mais em sites com omercado Livre e Estante Virtual.

      Excluir