terça-feira, 28 de outubro de 2014

Cebolinha: HQ "O Espílito"

Compartilho uma história divertida em que o Cebolinha finge que morreu e se passa por fantasma para aterrorizar a Mônica. Foi publicada originalmente por volta de 1978 e que eu li pela primeira vez republicada no 'Almanaque do Cascão Nº 4' (Ed. Globo, 1988).

Capa de 'Almanaque do Cascão Nº 4' (Ed. Globo, 1988)

Começa o Cebolinha mostrando a língua para a Mônica em cima de um buraco que ficava a beira de um precipício. Ela corre para bater nele, mas como ele se esconde em baixo do buraco, ela pensa que sumiu. Lá, Cebolinha xinga a Mônica de dentuça, e quando ela põe a mão no buraco, Cebolinha pega um tomate, fazendo com que ela esmague e pense que matou o Cebolinha ao ver a mão suja de "sangue". Ele ainda grita e a Mônica acredita, fica com culpa, pensando que vai ser presa.


Quando Mônica está prestes a ir à delegacia para se entregar, Cebolinha enche um balão e coloca um lençol em cima para dizer que o seu espírito voltou para assombrar a Mônica. Cebolinha pergunta por que ela fez isso com ele. Mônica fala que não queria fazer nenhum mal a ele e o Cebolinha diz que agora vai assombrá-la pelo resto da vida.

Mônica fala que ele já era feio quando vivo e agora que estava morto não aguentaria. Por isso faria qualquer coisa para ele não assustá-la. Então, Cebolinha, manda a Mônica levar para ele um sorvete de baunilha com creme, para começar. Mônica desconfia, querendo saber que desde quando fantasma gosta de sorvete. Cebolinha diz que no além faz muito calor e se ela não for buscar, vai assombrá-la.


Mônica vai buscar o sorvete correndo e quando volta, o Cebolinha manda colocar no buraco. Enquanto toma o sorvete, ele manda a Mônica buscar cachorros-quentes e batatas-fritas porque fantasmas também têm fome. Ela traz e aí na hora que ele pede mais exigências para a sobremesa, um passarinho encosta no lençol e estoura o balão.

Cebolinha não viu e continua falando e, então, a Mônica descobre toda farsa ao abaixar a cabeça no precipício. Ela fica passada e puxa o Cebolinha com força pela corda que estava segurando o balão. No final, Cebolinha precisa ficar internado no hospital de tanto ter apanhado, com a enfermeira falando ao médico que ele tem recaídas de vez em quando de ficar gritando. Era quando a Mônica passava com um "fantasma" em frente ao hospital, deixando o Cebolinha traumatizado.


É uma história legal com o Cebolinha fazendo a Mônica de boba, bem típico nos seus planos infalíveis, sendo dessa vez aproveitando o medo dela de fantasmas e assombrações. Até a Mônica descobrir tudo e bater nele no final. De uma época que a MSP só se preocupava em divertir os leitores, sem se preocupar com  politicamente correto. Afinal, temas de morte não são aceitas ultimamente, nem que seja de brincadeira como foi nessa história, e por isso infelizmente não fariam uma história como essa. 


Os traços também são muito bons, bem característicos dos anos 70. Na postagem a coloquei completa. A principio até dava impressão que seria uma história muda, mas logo depois a gente vê os diálogos tradicionais. Dessa vez, o plano infalível não teve participação do Cascão. Até podia pensar que por causa disso podia dar certo, mas sempre aparece algo para estragar e dessa vez foi um passarinho na hora errada, para o desespero do Cebolinha.

Falando em Cascão, pode estranhar uma história do Cebolinha em um Almanaque do Cascão. Isso aconteceu porque esse almanaque é de 1988 e as histórias do Cascão que eles estavam republicando eram dos primeiros números dele de 1982/ 83. Para não encherem de histórias recentes de 5 a 6 anos, até então, preferiram colocar essa história mais antiga do Cebolinha do que uma recente do Cascão. Nesse almanaque tem também uma da Mônica do final dos anos 70, assim como os dos secundários.


Outra coisa interessante que dá para reparar são várias propagandas inseridas de formatos reduzidos na história, que fiz questão de manter na postagem. Isso era muito comum nos gibis da Editora Abril e nos primeiros da Globo. Tinham muitos anunciantes e essa era uma alternativa para aparecer mais anúncios nos gibis. Quando eram inseridas assim, sempre em finais de páginas, ocupavam de uma forma que representava 1 página do gibi.

Tipo, a propaganda do chocolate "Batom" e do gibi do Cebolinha ocupam o espaço de 2 quadrinhos nas horizontais, e a do Chico Bento, 4 quadrinhos nas horizontais. No total, era 1 página a mais da história. A história ocupou 5 páginas do almanaque, mas na verdade tem 4 páginas no total, se não tivessem propagandas inseridas. Provavelmente na revista original, não tinha propagandas inseridas, pelo menos nessa história. Acontecia também nos gibis mensais, e aí nas republicações não tinha propagandas inseridas.

25 comentários:

  1. As HQs de antigamente eram tão melhores do que as de hoje que podiam conviver com os anúncios na mesma página sem incomodar! Rsrsrs. História bem legal essa! Obrigado por compartilhar. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Q bom q gostou. Com certeza, não tinha problema nenhum as propagandas nelas, ficavam boas de qualquer forma. Eu até não achava ruim propagandas inseridas nelas. Tanto faz pra mim. Abraços

      Excluir
  2. Esta história é excelente! Havia me esquecido dela. Como já disse em algum comentário antigo meu, não li quase nada da época da Globo, mas da Abril sim (tenho 43 anos, e minha tia comprava todas as hqs da Abril desde o nº 1). Então essa postagem me remeteu a minha infância novamente, tinha 7 anos na época. Marcos, parabéns por mais essa magnífica postagem. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É fantástica, sim. Legal q vc a conhecia. Sem dúvida, as hqs da Abril e da Globo até os anos 90 eram ótimas. Tinham uma criatividade sem tamanho.

      Excluir
  3. Grande Marcos! Olha que eu quase me espantei ao ver essa história, já que nunca a vi antes. E também acho muito estranho uma história do Cebolinha ser republicada num almanaque do Cascão.

    Eu também não sabia que ela é de 1978, provavelmente deve ser de algum gibi do Cebolinha dessa época.

    Muito bem falado, Marcos, que temas de morte não são mais falados nos gibis atuais. Veja por exemplo, a HQ O Plano Sangrento, de Mônica # 89 (Globo, 1994). Nessa história, num novo plano infalível, Cebolinha e Cascão usam ketchup pra fingir que é sangue e a Mônica acreditar que eles morreram quando ela deu coelhada neles. No final, foi explicado que foi só mais um plano infalível e Mônica mete o pau neles. E quando Dona Lurdes (mãe do Cascão) vê eles desmaiados, ela os convidam para lanchar e eles fogem, depois de verem hambúrgueres com bastante ketchup, e Dona Lurdes pergunta se ela deixou a carne sangrenta.

    Apesar de ser uma HQ que deixa o pessoal traumatizado, ela é bem engraçada e emocionante. Quer dizer, emocionante demais! E por ser impublicável, já foi republicada sim, no Um Tema Só # 32 - Cebolinha Planos Infalíveis III, de 2001.

    Já que falei dessa história, em 1997/1998, ela virou desenho animado na fita de vídeo Videogibi Turma da Mônica: O Plano Sangrento, junto com Astronauta, Na Roça é Diferente (CHB # 184, 1994) e Duelo em Quadrinhos (CB # 59, 1991). Todas essas HQs que citei também viraram desenho, já a do Astronauta não sei se já foi história antes, mas era sobre um ET doidão procurando uma nova namorada pra ele, já que a Ritinha não é mais sua namorada. E parece que o nome que eu daria pra ele é Procurando um Novo Amor. Você conhece as HQs que citei? Falando nisso, você conhece a coleção Videogibi? Tem todas as quatro fitas, lançadas entre 1997 e 1999? E na sua opinião, qual fita da coleção você acha a melhor? E eu até recomendo você ver esse episódio do Plano Sangrento, mas com a dublagem original de 1997/1998, já que a redublagem enche muito o saco. Legal é que nessa dublagem original, tinha os efeitos sonoros Hanna-Barbera, o que era melhor ainda. Enfim, aqui está o link do episódio: https://www.youtube.com/watch?v=FiMI-IWGOjQ

    Aliás, qual você acha a melhor: A dublagem original ou a redublagem você acha que também foi boa?

    Falando nisso, essa história do espílito do Cebolinha é perfeita pro Halloween, já que ele fingou ser o fantasma de ele mesmo. E pra terminar, não se esquece da minha promessa que te falei na capa da Magali com a bruxa. E me diga se vc conhece a história e o desenho do Plano Sangrento e a coleção Videogibi, blz? Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu conheço a coleção videogibi por nome, mas não vi todos os filmes, só alguns bem poucos pelo youtube, como o "Algo verde, mole e pegajoso". Não vi a outra dublagem do "Plano Sangrento", só essa aí q tinha visto, então não posso comparar.

      A do Astronauta, uma hq parecida como essa q vc falou, vi em "Propostas de casamento", de CB # 51, de 1991, mas não sei se trata da mesma hq com mesmas falas e detalhes, como costumam ser os filmes dessa coleção. Abraços

      Excluir
    2. Tudo bem, Marcos! O papo até que tá bom, mas é verdade que você conhece a história do Plano Sangrento, de MN # 89, de 1994? Ambos a história e o desenho foram sensacionais, adoro eles. Pra mim, é uma das melhores histórias da Turma da Mônica, dava até pra ver no site deles.

      E na minha opinião, ela é extremamente impublicável pros dias de hoje! Sabe como é, é que assuntos de morte e sangue nos gibis atuais, nem pensar! Por isso que quem é criança atualmente e ver essa história pela primeira vez, iria ficar horrorizada. Mas mesmo que ela seja impublicável, ela já foi republicada sim. Foi em Um Tema Só # 32 - Cebolinha Planos Infalíveis III, de 2001. Aliás, você tem essa edição 32 do Um Tema Só?

      Então é isso, O Plano Sangrento é sem dúvida uma obra-prima da MSP, porém é super impublicável. Agora é com você: Você acha que O Plano Sangrento é uma história impublicável? Acha ela um clássico? E quando der, quero gentilmente que você fale dela aqui no Blog, em breve. Então, tô aguardando, hein? Abraços!

      Excluir
    3. Acho ela um clássico e q eles podem republicar sim, apesar de tudo. Tenho esse Um Tema Só 32

      Excluir
  4. Já disse e repito, a fase final dos anos 70 e comecinho dos 80 é simplesmente a melhor da Turma. As histórias de miolo então...Eram maravilhosas! Nessa época essas histórias de miolo eram uma melhor que a outra! Ficava até um gosto de quero mais!
    Essa é só mais um exemplo de histórias ótima!


    Aliás, mudando de assunto. Sabe me dizer de que gibi é essa história? Ou é de um gibi educativo de divulgação?
    http://www.implicante.org/noticias/inacreditavel-turma-da-monica-entende-mais-de-inflacao-que-o-ministro-da-fazenda/
    Se for de um gibi normal, me diga o ´numero por favor que eu vou fazer de tudo pra achar. Achei essa histórias maravilhosa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, essa fase era maravilhosa. Hqs eram bem envolventes e davam gosto de ler. Eram tudo desse nível, mostrando as travessuras deles e nada de politicamente correto.

      Sobre essa história aí do link, não saiu em gibi convencional. Ela foi do gibi institucional "Turma da Mônica Cidadania" de 1993. É bacana mesmo. A capa desse gibi é essa aqui, se quiser procurar:

      http://mlb-s1-p.mlstatic.com/a-turma-da-mnica-cidadania-gibi-promocional-14561-MLB182607723_3512-F.jpg

      Excluir
  5. Legal..tenho esta edição na coleção!! xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um excelente almanaque mesmo, vale a pena. Legal q vc tem.

      Excluir
  6. Muito boa essa história, também tenho essa edição.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Marcos! A cara da Monica segurando o lençol está muito cômica. Que saudade dessa expressividade neles. Não conhecia essa HQ, mas achei tudo de bom. Pelos traços, infelizmente dá pra notar que não sairá tao já na coleção histórica. Fez muito bem em adquirir o almanaque. Excelente! Obrigado por compartilhar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto tbm da expressão a seguir, dela olhando o Cebolinha por baixo do barranco, com o cabelo arrepiado. Tudo é ótimo nessa hq.

      Na Coleção Histórica vai demorar mesmo pra sair. Acredito q foi em um gibi do cebolinha de 1978, no máximo 1979, e como ainda está em 1976, aí já viu né. Eu já tinha esse almanaque e prefiro ler as hqs nos almanaques do que na Coleção Histórica.

      Abraços

      Excluir
  8. E essas bordas "decoradas" que apareceram nos primeiros almanaques da Globo... podia fazer uma postagem assim, já que cada personagem tinha a sua... creio que acabaram com isso em 91 ou 92...
    Até.
    Willier

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, as bordas com faixa assim foi até em 91. Em 92 foi só uma faixa colorida e desde 93 tem as molduras. Quando der, eu faço uma postagem sobre isso.

      Excluir
  9. Halloween amanha!! Vai ter HQ tematica? Alguem sabe onde tem a HQ que o Penadinho conta q morreu num compactador de metais?
    PS: Adorei o site. muito bom rever a turminha daqueles tempos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai ter uma hq com bruxa. Sobre essa hq do Penadinho eu lembro dela, mas não o gibi q foi publicada.

      Q bom q gostou do blog. A intenção é essa mesma de mostrar a fase de ouro da turma.

      Excluir
    2. Olha, Marcos, eu até posso ajuda-lo. Essa HQ que o Penadinho conta que morrer num compactador de metais é A Verdade Tem Pernas Curtas. Ela é de Cascão # 167, de 1993.

      Nela, Alminha, Muminho e Zé Vampir querem saber porque o Penadinho tem pernas tão curtas. E Penadinho diz que na verdade, quando ele era vivo, tinha pernas bem altas e as mulheres adoravam. Mas o por quê dessas pernas curtas é que ele morreu num compactador de metais, terminando a história.

      Pois é. E é pra isso que serve ajudar os amigos. Acho que foi por isso que você não lembra o gibi que foi publicada e nem o título. Eu até lembro que ela foi republicada, mas não lembro qual foi.

      Então é isso. Ah, quando der, você fale dessa história aqui no Blog, tá? Abraços!

      Excluir
    3. Ah, desculpe, Marcos, eu me enganei! O nome dessa história do Penadinho é A Verdade sobre as Pernas Curtas. É que eu não lembrava do título da história. Me desculpe!

      Excluir
    4. Eu conhecia ahq, mas não lembrava em qual gibi. valeu! Se der, falo dessa hq.

      Excluir
  10. Provavelmente essa história saiu em alguma revista do Cebolinha mesmo. Se eu descobrir em qual foi, eu posto aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tbm acho... tá legal se encontrar, posta sim. Abraços

      Excluir