sábado, 23 de agosto de 2014

Tirinha Nº 17: Chico Bento

O namoro do Chico Bento com a Rosinha sempre foi marcado pela pureza e timidez por parte dos dois. Já tiveram várias situações que eles tinham vergonha de aproximar um do outro e um simples beijo era a coisa mais difícil.

Nessa tirinha, quando o Chico tentou se soltar um pouco para dar um beijo na Rosinha, eis que leva um tapa na cara, se passando por assanhado e aproveitador. É simples e muito engraçada.

Tirinha publicada originalmente em 'Chico Bento Nº 117' (Ed. Globo, 1991).


12 comentários:

  1. Respostas
    1. Verdade, coitado dele. Mas foi engraçado rsrs.

      Excluir
  2. Hahahahahahahaha... Pô, Marcos, tadinho do Chico, hein? Ele sim é um "aproveitadô"!

    Aliás, não sei se você já sabia, mas essa tirinha também foi publicada no Chico Bento # 195 (Globo, 1994), só que cores diferentes da tira acima, tipo a roupa da Rosinha. Aliás, você deveria falar que muitas tirinhas da turma, quando publicadas pela primeira vez, os caras da MSP, como às vezes eram um pouquinho preguiçosos, ele reutilizaram a tirinha já publicada e republicam de novo. Por exemplo, aquela tirinha da Magali escorregando na casca de banana, que você já falou dela (http://arquivosturmadamonica.blogspot.com.br/2014/07/tirinha-n-16-magali.html), já foi publicada antes, só que foi em 1986. Não sei se foi num gibi da Mônica ou do Cebolinha, pois não tenho nenhum desse ano.

    Se você já sabia que as tirinhas já publicadas antes foram publicadas de novo no mesmo gibi (ou num gibi diferente), fale de algumas tirinhas desse estilo que você conheçe, e vale lembrar que não tô falando de tirinhas republicadas em almanaques, mas sim que são as mesmas tirinhas, só que de um jeito bem diferente. E antes de mais nada, altere no texto que essa tirinha do Chico acima também foi publicada no CHB # 195 (1994), só que com cores diferentes, tipo a roupa da Rosinha.

    E sabe o que lembrei? Nessa edição da tirinha publicada, tem a clássica HQ Detetive na Roça, mas não foi nesse gibi que conheci, eu só a conheci quando foi republicada no Almanaque do Chico Bento # 78 (Globo, 2003). Nessa HQ, o Chico finge ser um detetive, e é claro que é confusão pra todo lado, deixando os moradores da Vila Abobrinha com dor de cabeça. Se você conhece a HQ, por favor, fale dela um dia e diz se você a considera como clássica. Aliás, acho que você nem sabia que ela já foi republicada. Abraços pra você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existem várias tirinhas q foram republicadas em outros gibis, só mudando as cores. Normal q nem dá pra listar. A tirinha da Magali nº 10 q postei aqui foi uma q havia saido antes em Mônica nº 200 (Ed. Abril, 1986) e por ai vai. E que inclusive foram aproveitadas de tiras de jornais.

      Eu sabia q a hq "Detetive na Roça" foi republicada nesse almanaque e em Clássicos do Cinema nº 31 (Ed. Panini, 2012).

      Excluir
    2. Ah, deixa eu ver se entendi, Marcos! A tirinha da Magali # 10 que você postou é aquela de 1989, certo? É porque não tenho esse gibi, pois se eu tivesse, eu iria adorar as HQs dessa revista, inclusive a HQ de abertura Programada para Comer, republicada no Almanaque da Magali # 11 (Globo, 1996).

      Falando nisso, tem uma outra HQ do Chico Bento que queria que você falasse, que é do final de '88, mas não deixa de ser boa, afinal eu adoro HQs do Chico com seu Primo Zeca. A HQ chama-se No Restaurane, publicada em Chico Bento # 51 (Globo, 1988). Mas eu nem preciso te falar que não conheço a HQ, nunca a li, não sei do enredo e nem sei se foi republicada.

      Mas eis aqui o enredo que inventei: O Primo Zeca chama o Chico para comer num restaurante da cidade, só que um caipira como o Chico na cidade não dá! E como ele foi no restaurante, ele vai criar muita abesteirada lá! Enfim, se você conhece a HQ, diz se o enredo que eu disse tá certo, e se tiver faltando coisa nele, complete ele, hein? E detalhe: Parece que ela foi republicada no Almanacão de Férias # 32 (Globo, 2001), que também republicaram a emocionante HQ Em Busca dos Amiguinhos Perdidos, de Mônica # 108 (Globo, 1995), mas não tenho certeza, pois não tenho esse almanacão. Mas a HQ dos amiguinhos perdidos eu conheço, e você?

      Também tem outro do Chico com o primo de 1988, que se chama No Elevador, de Chico Bento # 45 (Globo, 1988). Mas como não a conheço, o enredo deve ser assim: O Chico e o Primo Zeca ficam presos no elevador e Chico Bento reclama abeça, afinal quando ele vai à cidade, deixa todo mundo de lá com dor de cabeça. Se você conhece essa aqui, o enredo que disse tá certo ou não tá? Se não tiver, diz aí o verdadeiro, blz? E caso tiver ou não, parece que ela foi republicada em Coleção Um Tema Só # 34 - Chico Bento e o Primo (Globo, 2002), não tenho certeza, pois esse não tenho. Se não foi republicada nessa, você sabe se já a republicaram?

      Então é isso, espero que os enredos que disse tão certos, que você conheça as HQs citadas acima e que você falaria delas um dia, beleza? Abraços!

      Excluir
    3. Conheço essas, os enredos são esses q vc "inventou". A do Elevador foi republicada no Coleção Um Tema Só # 29 - Chico Bento - Bichinhos, de 2001.

      Excluir
    4. Tudo bem, mas me diga uma coisa: Porque uma HQ de elevador seria republicada em almanaque da Coleção Um Tema Só, que só fala de bichos? Se você conhece a HQ, diga o enredo dela, por favor!

      Aliás, queria muito que você falasse da HQ Filhote de Dinossauro (CHB # 11, Globo, 1987). Pelo que você falou, parece que ela foi republicada no Um Tema Só # 8 - Chico Bento Bichinhos (1994). E claro que não conheço ela e nem o enredo dela eu sei. Aliás, parece que ela foi republicada recentemente em almanaque do Chico Bento da Panini, mas não lembro qual foi. Você conhece essa HQ?

      Mas peraí, eu bem que queria que você falasse da antológica e clássica HQ Chuva na Roça, de CHB # 10 (Abril, 1982). Nela, Chico Bento narra uma história de como a chuva pode ser gostosa, ainda mais na roça. No final, ele fala que a única parte chata da chuva são as goteiras.

      É claro que nem preciso lhe falar que não tem como esquecer dela. É uma boa HQ e que merece ser bem lembrada e bem falada aqui no Blog. Anos depois, em 1993, ela foi republicada no Um Tema Só # 2 - Chico Bento Natureza com um grande sucesso, então quem já conhecia a história achava muito bom revê-la ou quem não conhecia se encantava abeça. Então, tem como você falar dela um dia aqui no blog?

      Ela também foi republicada no livro Chico Bento 50 Anos (2012), mas na republicação na Globo é bem melhor. Afinal, como sempre, a Panini fazendo alterações ridículas.

      Então é isso, eu espero que você conheça as HQs que citei, principalmente a da Chuva na Roça. E diga também o enredo de Filhote de Dinossauro. Abraços!

      Excluir
    5. "Porque uma HQ de elevador seria republicada em almanaque da Coleção Um Tema Só, que só fala de bichos? "

      Pq envolve bichos no elevador.

      Quanto as outras hqs citadas, tá na cara q vc conhece as hqs, e só quer me testar. Compra no sebo, aí vc descobre o enredo.

      Eu conheço as hqs da Globo até 1997 e não precisa ficar toda hora perguntando se conheço ou não. Fica querendo perturbar.

      Excluir
  3. Sobre a polêmica do politicamente correto, aproveitando o gancho da tira, imagino o escândalo daquela historinha dos anos 80, já na fase da Abril, do Chico Bento apavorado, dizendo que "eu i a Rosinha fizemo bobage". O pai do Chico chega até a intervir: "silêncio, isso aqui é uma rivista infantir". Mas no fim, ele só tinha convidado ela pra roubar goiaba...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk.... não lembro dessa hq... engraçado o seu Bento falar q é uma rivista infantil rsrs.

      Excluir
  4. Pois é. Era legal isso da ingenuidade. Gosto daquelas tirinhas onde o Chico pede um beijo a Rosinha, ele não dá pq tem vergonha e, depois, os dois vão nadar pelados no riacho! O tema era quase sempre esse, só mudavam as palavras e uns detalhes da abordagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eram muito boas as tirinhas do Chico assim. Essa inocência e pureza dava gosto de ver. Mesmo sendo parecidas algumas vezes, são boas de qualquer forma.

      Excluir