sábado, 10 de maio de 2014

Magali: HQ "Hoje é o seu dia!"

O dia 10 de maio é oficialmente o aniversário da Magali e nessa postagem mostro uma história dela sobre a data. "Hoje é o seu dia!" tem 15 páginas no total e foi publicada em 'Magali nº 154' (Ed. Globo, 1995).

Capa de 'Magali nº 154' (Ed. Globo, 1995)

Começa com os pais da Magali a acordando e levando café da manhã na cama e lembrando que era o dia do aniversário dela. A mãe fala que encomendou um bolo na confeitaria  da esquina e que à noite tem a festinha dela. Magali fica feliz, afinal, era o dia dela. Ela toma um café e vai dar uma volta na rua para curtir cada minuto do dia. 


Ela conversa com o Sol falando que ele estava brilhando só pra ela, com os passarinhos, que estavam cantando pra ela e com a borboleta, que estava dando parabéns pra ela. Nisso, ela vê o Cebolinha xingando a Mônica, que corre atrás dele. Magali segura o Cebolinha e fala para ele e para Mônica que era o dia dela e não quer ver ninguém brigando. Passa o Cascão e fala para ele passar um desodorante porque não quer vê-lo fedido no dia dela. 

Eles perguntam que história é essa de "meu dia" e a Magali responde que era o aniversário dela. Todos dão parabéns  e ela pede um sorvete de cada um como presente, acabando com a mesada deles. Depois do sorvete, Magali vai embora toda contente, sempre repetindo que era o seu dia, até que ela é sequestrada, sendo ensacada por um desconhecido.


Quando acorda, Magali vê que está dentro de uma jaula, junto com outros aniversariantes do dia. Ela fica pensando quem seria o malvado que raptou as pessoas que fazem aniversário no mesmo dia dela. Até que surge o responsável por isso: o confeiteiro da esquina. Em comum, todos haviam encomendado bolo com ele, quando descobriu que eles faziam aniversários no mesmo dia dele.

O confeiteiro maluco, que se chamava Alípio, fala que os sequestrou porque ele faz aniversário também no dia 10 de maio, e o dia era dele e de mais ninguém. Desde criança, sempre pensou que só ele fazia aniversário naquele dia, que o Sol brilhava só pra ele e os pássaros cantavam só pra ele. Até que descobriu que outras pessoas completavam ano no mesmo dia dele e ficou revoltado. Quando cresceu, se tornou confeiteiro pra se vingar.


Magali pergunta como ele pretende se livrar deles e o Alípio, responde que poderia jogá-los aos crocodilos (acionando com o controle um  lago com jacarés em baixo da jaula), ou transformá-los em chantilly (acionando lanças saindo pelo teto da jaula), mas preferiu transformá-los em farinha para fazer o seu bolo de aniversário, que será o maior bolo do mundo. Quando o triturador estava quase se aproximando dos aniversariantes, Magali fala que seria um aniversário mixuruca, já que não teria ninguém pra cantar parabéns e que eles adorariam cantar para o Alípio.


Então, Alípio desliga o triturador para que antes deles serem triturados cantassem parabéns pra ele. Enquanto estão cantando, Magali vê um bolo e, como estava destraído, pega o bolo com a ajuda da mulher e taca nele, que desmaia e é derrotado. Magali liga para o hospício "Morro do Louquinho", e quando o Alípio é levado o enganam que lá será aniversário dele todo dia, e, com isso, ele vai na hora todo feliz. Como ele era louco, acreditou na hora. 


Enquanto isso, na casa da Magali, os pais estão  ligando para delegacia desesperados com o sumiço da filha, que desapareceu desde manhã, até que aparece a Magali. A Dona Lili, aflita, pergunta aonde esteve e ela diz que estava em apuros. Era uma longa história, que contaria depois porque estava triste porque era meia noite e não aproveitou nada do aniversário dela.


Dona Lili contou uma surpresa para ela: o pai arrancou 2 folhas do calendário por engano, então o dia do aniversário dela começava naquele momento, deixando a Magali feliz. Assim, no dia seguinte a cena se repete, com a Magali sorridente, com o Sol brilhando só para ela, os passarinhos cantando só pra ela e borboleta, e encontra a turminha. Magali fala que o dia dela era hoje , e não ontem, querendo que cada um pagasse sorvete pra ela de novo. A turminha sai correndo, reclamando que 2 aniversários da Magali no mesmo ano era dose, terminando a história.


Muito legal essa história, justamente pelo tema de sequestro, coisa que não existe mais nas histórias atuais. Muito engraçado a Magali sendo levada dentro de um saco. Foi apresentado mais um vilão, o Alípio, mas que só apareceu nessa história. A Magali nunca teve um vilão fixo, e quando apareciam, era só em 1 história. Não mostraram os nomes dos outros aniversariantes que ficaram presos com a Magali. Na postagem não a coloquei completa.


O que chama a atenção são os traços , no estilo bem fofos, lembrando um pouco os do final dos anos 70. São desenhos diferentes e não tiveram muitas histórias desse jeito, ficou mesmo em algumas de 1995 mesmo, como a história "Dia dos namorados", de 'Mônica nº 101' (Ed. Globo, 1995). Como na época, cada história tinham traços diferentes, não era muito difícil ter umas surpresas boas como essa.

A capa fez referência á história de abertura, algo raro na época, mas foi assim por ser uma história de aniversário. Só a cor da camisa do Alípio ficou diferente em relação à história. Nesse gibi, também teve outra história sobre aniversário no encerramento, a "Festinha Infantil", em que um mágico vai à festa da Magali. Normalmente são só as histórias de abertura que são sobre o tema, mas como era os primeiros anos que os personagens tinham datas fixas de aniversários, então de vez em quando tinham mais histórias assim também no miolo.


Tiveram anúncios em papel couché depois das páginas 10 e 26 desse gibi, mas que não seguiam a numeração. Logo, o gibi tinha 40 páginas no total, e não as 36 tradicionais. Essas propagandas inseridas assim davam um suspense do que aconteceria na próxima página, mas mesmo assim não gostava quando acontecia isso. Na postagem, até deixei de propósito uma dessas propagandas para ter uma ideia. Era muito comum nas revistas entre 1995 a 1999, mas não em todas as edições e foi bem mais frequente isso nos de 1995. E não eram só as quinzenais que tinha isso. As da Mônica e Cebolinha também.

27 comentários:

  1. Respostas
    1. Verdade, foi um vilão muito mau e marcante das hqs da Magali.

      Excluir
    2. Será que ele apareceu mais vezes? Se não, foi uma pena, pois ele seria um vilão maneiro.

      Excluir
    3. Ele não apareceu em outras hqs depois dessa, mas quem sabe seja lembrado na edição Magali nº 500 especial de janeiro/ 15 (Magali nº 97), junto com outros vilões q marcaram as 500 edições da Magali...

      Excluir
  2. Ótima HQ de niver da Magali de todos os tempos...não tenho o gibi original...na época quando fui comprar na banca...era o ultimo e uma menina acabou levando na minha frente..fiquei sem...kkk...nunca corri atrás pra te-lo...mas tenho essa HQ num temático de aniversários! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tbm acho essa a melhor hq de aniversário dela. Q pena q vc nao conseguiu comprar na época, bem curioso, pelo jeito o gibi vendeu bem pra esgotar logo. Pelo menos vc tem a republicação dessa hq.

      Excluir
  3. Uma HQ muito boa, e infelizmente irrepublicavel nos almanaques atuais, imagina a Magali sendo triturada? Na mente da MSP traumatizaria as crianças de hoje.
    O Xandro disse acima que tem essa HQ em um almanaque tematico, vc sabe em qual? Esse é o legal dos almanaques tematicos, pois neles vemos traços maravilhosos e historias muito boas que nao seriam republicadas em almanaques normais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Totalmente irrepublicável, o q é uma pena. Magali sequestrada dentro de um saco, presa na jaula e quase tritura? Nem pensar hj. Lembrando q na época não traumatizou ninguém. Vai entender...

      Acho q foi republicada em Coleção um Tema Só nº 37 (Ed. Globo, 2003), mas não tenho certeza.

      Qualquer hq pode ser republicada nos almanaques convencionais. A diferença nos Temáticos é q estão procurando colocar hqs de todos os tempos, aí tem chances de pontar uma ou outra incorreta.

      Excluir
    2. Impublicável, Marcos? Talvez pode até ser, mas ela também é incorreta, porque sequestro, tortura e prender os personagens nos gibis atuais, nem pensar!

      E sobre a primeira republicação dessa HQ, fui ver no Guia dos Quadrinhos, e descobri que essa HQ da postagem nunca foi republicada em um almanaque da Globo, mas se já foi, então não sei qual foi. Mas ela foi republicada recentemente, acho que pela primeira vez, no Almanaque Temático # 31 - Magali Aniversários, que você até já falou aqui no Blog.

      Então, bota na texto da postagem, que essa HQ também é incorreta, pelo fato da Magali ser sequestrada, presa numa jaula com os outros aniversariantes e quase for triturada. Abraços!

      Excluir
    3. Eu tenho o almanaque temático aniversários que comprei em 2014. Posso dizer as HQS quando eu achar ele de novo!

      Excluir
    4. Sim, foi republicada nesse Almanaque Temático 32.

      Excluir
  4. Tenho esse! Adoroooooooo a Magali!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tbm adoro a Magali. Hq sensacional.

      Excluir
    2. O mais legal. além dessa hq que eu também não conhecia, é que a verdadeira Magali faz uns desenhos bem simples e bacanas. O Maurício podia lançar um álbum com os desenhos dela...

      Excluir
    3. Não entendi, Eugenio. Vc fala da Magali filha do Mauricio?

      Excluir
    4. Sim. A Magali Spada também desenha, com traços mais simples, mas bem legais. Eu quis reforçar que também gosto das hqs da Magali comentando que se lançassem um álbum com os desenhos dela acredito que muitos comprariam,

      Excluir
    5. Legal, não sabia q ela desenhava. Seria uma boa um álbum assim. O mais parecido foi o livro Ouros da Casa com desenhos dos funcionários da MSP fazendo versões para os personagens.

      Não lembro se teve algo com a Magali Spada nele. Mas seria interessante, sim, ver um livro só com desenhos dela.

      Excluir
  5. Dois aniversários no mesmo ano? Só no mundo dos quadrinhos mesmo. Agora, histórias de aniversário antigamente eram mais legais que hoje: antigamente em 15 páginas se conseguia o que uma história de aniversário que vai até a página "quarenta e alguma coisa" não consegue fazer hoje. Não que as atuais não divirtam(até divertem um pouco), mas não é a mesma coisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As hqs antigas eram mais objetivas, indo direto ao ponto. Hj colocam umas 30, 40 páginas e é só encheção de linguiça, salvo raras exceções.

      Fora isso, tinham poucas hqs de aniversário lançadas até então pq só tinha de vez em quando. Hj, todo ano tem q ter hq sobre o tema p/ todos os personagens, aí cansa e não tem mais inspiração pra isso. Acho q nem os roteiristas não aguentam mais fazer hqs assim rsrs

      Excluir
    2. Pois é...até agora nesse ano eles estão colocando HQ´s longas, mas também estão dividindo com histórias mais curtas na abertura.

      Excluir
    3. Pra mim , o ideal é em torno de 15 a 20 páginas na abertura. mas isso não é regra pra determinar se é boa ou não. O q importa é o roteiro. Há hqs longas boas e hqs curtas ruins. Só q a chance maior é hqs longas serem piores pq costumam ter mais enrolação.

      Excluir
  6. Olha, Marcos! Eu adorei muito essa HQ! Adoro HQs de aniversário dos personagens desde criança. As da Magali eu acho umas das melhores. E essa não é exceção. E cê tem razão, esses traços da história lembram mesmo os do final dos anos 70, são bonitinhos até. Parabéns, viu, esse Blog é bom demais. O legal é que, quando você posta HQs aqui que são HQs que nunca li, eu tenho a oportunidade de ler antes de ter o gibi, pois eu nunca tive esse gibi da tal história.

    E esse Magali # 154 deve ser ótimo, a HQ de abertura foi ótima, e a HQ Festinha Infantil também deve ser boa, em que um mágico vai na festa de aniversário da Magali. Mas é triste, porque eu não tenho essa edição, se tivesse, eu diria que já a conhecia.

    E ainda bem que ela foi republicada recentemente no Almanaque Temático # 31 - Magali Aniversários, mas esse também não tenho. Infelizmente!

    Então, fique torcendo pra que eu encontre esses dois gibis, principalmente a Magali # 154. E quem sabe ano que vem, você continua a falar de HQs de aniversário dos personagens. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu pelo elogio, Daniel. Tomara q vc encontre esses gibis. Abraços

      Excluir
    2. Ah, sim, Marcos, eu esqueci. Eu baixe esse gibi de 1995 da Internet esses dias, e enquanto não tiver esse gibi lá no sebo, pelo menos eu tô lendo aqui no meu computador. Aliás, esse gibi todo é sensacional, um dos melhores gibis da Magali de todos os tempos, e fala a verdade, a Magali é uma ótima personagem, não é verdade? Abraços!

      Excluir
    3. Eu adoro a Magali e esse gibi é muito bom. Abraços

      Excluir
  7. Olá Marcos, tudo bem?
    Hahaha só por curiosidade, quantos anos você tem?
    Acho que é adulto, pois, com meus 19, acreditava que era a única "louca" que ainda continuava apaixonada por essa turminha, com meus 500 gibis(contadinhos, com almanacão e Gibizinho e tudo mais!)
    Eu estou a-m-a-n-d-o o blog, às vezes choro de ver um gibi raro nos sebos mas a grana não permite levar pra casa, será que você se sente assim também?
    Como FÃ, peço uma coisa: Poste mais historinhas inteiras, dou zoom no computador pra poder lê-las, ou me envie um site onde haja uma possibilidade maior de leitura online dessas raridades. Obrigada por criar esse blog Incrível! De fã para fã :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anny, tenho 30 anos, tem muitos adultos q leem gibis sim rsrs. Muito bom q vc tá gostando do blog. Obrigado. Quando não dá pra comprar no sebo, as vezes por não ter dinheiro na hora ou por ser caro fico frustado, só não choro rsrs. Dá pra ler gibis no site Issu, q dá pra ler online ou baixar.

      Excluir