quinta-feira, 18 de julho de 2013

Piteco: HQ "O Rapto da Thuga"

A história que compartilho é um aventura que o Piteco viveu para resgatar a Thuga de terríveis bandidos no qual o líder deles queria casar com ela. Com 10 páginas no total, foi publicada em Cebolinha nº 31 - Ed. Globo, 1989.

Capa de Cebolinha nº 31 (Ed. Globo, 1989)

Começa o Piteco vindo de uma caçada e avistando o povo de Lem correndo de bandidos que atacaram a aldeia. Piteco vai conferir e encontra Lem toda destruída e o Bolota com uma pancada na cabeça. 


Ele avisa ao Piteco que a Thuga foi raptada pelos bandidos. Na mesma hora, Piteco vai atrás deles para salvar a Thuga.


Nisso, mostra a Thuga desesperada ao saber que o líder dos bandidos quer casar com ela, e fala que só se casa com o Piteco. Ele encontra os bandidos e, com isso, se livra dos bandidos um a um do seu modo. Então, chega ao líder do bando e começa uma briga forte entre eles e Piteco acaba sendo o vencedor.


No final, ele consegue soltar a Thuga, mas quando ela vai dar um beijo nele, acaba desabando, e ela que tem que carregá-lo até a Lem e termina ela falando ao Maurício que na próxima vez que o Piteco for salvá-la para deixá-lo mais inteiro no final.


História bem legal, em que fica a dúvida se no final ele desmaiou de verdade após a luta ou foi pretexto para a Thuga não beijá-lo, já que para quem conhece o Piteco sabe que ele tem pavor de casamento e quer ficar solteirão para sempre. Na verdade, no fundo ele gosta da Thuga, sim, mas resiste porque quer ficar solteiro.


Chama a atenção a presença de metalinguagem, quando ele fala ao dragão que a pancada vai doer menos que a coelhada da Mõnica, quando fala sobre os super-heróis e, ainda, a Thuga se dirigindo ao Maurício. Coisas que nem existiam na pré-história. Gosto muito de histórias com metalinguagem, desde que seja feito na medida certa. Nessa postagem coloquei a história completa.


18 comentários:

  1. Espetacular essa HQ(capa do gibi tb,olha o que o cascão faz pra não se molhar,rs),não lembro de já ter lido...os traços então né? kkkk..abçs,Xandro.

    ResponderExcluir
  2. Hq muito legal mesmo Xandro... traços excelentes tbm. Essa hq foi republicada por incrível q pareça no "Coleção Um Tema Só nº 11- Cebolinha e o Louco" de 1995. talvez pq acharam muito louca e q era loucura o Piteco enfrentar os bandidos daquele jeito.

    Sobre essa capa do Cebolinha, realmente o Cascão faz de tudo para não se molhar... muito legal tbm. Abraços

    ResponderExcluir
  3. Gosto desse jogo de "gato e rato" da Thuga e do Piteco,mas morro de pena de tanto investimento por parte dela e ele nem aí.
    Não é nesse gibi que tem uma historia em que o pai do Cebolinha reecontra um ex da dona Cebola que é lutador de boxe? Ou estou confundindo as capas?

    Gde abç.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. llpsdll, é esse mesmo. É a hq de abertura q se chama "Seu Cebola, seu passado o espera" ... muito boa tbm.

      Excluir
  4. Tenho esse gibi... gosto das histórias do Piteco, ele vive correndo da Thuga mas é gamadinho por ela. Tem uma historinha que ela finge que não o quer mais e o tolinho quase entra em depressão...rsrsrs O fato é que o Piteco adora ter a Thuga correndo atrás dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernanda, eu tenho esse gibi com a hq q vc citou. Realmente, ele adora a Thuga, só que ele quer ficar solteiro. Gosto das hqs dele tbm.

      Excluir
  5. Nos dias de hoje, essa capa seria surreal demais! O Piteco, quando querem, possui HQs legais ainda. Acontece que o Piteco que faz-me sentir falta do Horácio. É algo meio sem explicação isso.

    Agora fiquei curioso para saber essa história do pai do Cebolinha. rsrs...

    Abraços, Marcos! Tudo de bom!

    Fabiano Caldeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabiano, não se faz mais capa nem hqs como antigamente. Esse gibi do Cebolinha é todo bom.

      Essa hq do seu cebola é muito boa, ele resolve lutar boxe pra competir com o cara q é lutador profissional pra ajustar as contas na época do colégio. Se der, eu falo dela algum dia por aqui. Quem sabe, vc encontra ela em sebo. Abraços

      Excluir
  6. Marcos, sou um grande fã da turma de Lem. Atualmente, são histórias que ainda se salvam. Acerca da metalinguagem nos quadrinhos, tb sou fã. Acho que o melhor exemplo de seu bom uso numa HQ se deu em O Homem Animal (fase Grant Morrison). Mas, na Turma da Mônica, está havendo um uso excessivo. E, depois da Marina e seu lápis mágico, aí, sim, a coisa começou a encher um pouco o saco!!!! Ótima história que vc postou. E bela capa, como sempre as mensais possuíam. Abç!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Kleiton, a metalinguagem na medida certa é ótima. Exagero é q não dá. Tbm não gosto das hqs da Marina, principalmente com lápis mágico.

      Legal q vc gostou da história do Piteco e da capa q realmente eram uma melhor q a outra.

      Excluir
  7. Naqueles tempos, o Piteco ainda usava a clava com a ponta do prego para bater, e machucar mesmo. Hoje ele só usa a ponta para o outro lado, porque essas cenas são inadimssíveis. Se republicarem essa hq, vão mudar. Mas fica a dúvida: onde ele achou um prego em plena época das cavernas? Rsrsdrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem lembrado Gabriel... aí já envolve duas coisas. Tiraram o prego por causa da violência e por causa do absurdo, já q na pré-história não existia prego e com isso se encaixa na realidade.

      Na verdade, são poucas hqs do Piteco q li na panini e nem reparei nisso. Não sei como não tiraram ainda a clava de vez e também ele contracenar com dinossauros. Afinal, homens e dinossauros não viveram juntos.

      Excluir
  8. O Piteco é um dos meus personagens favoritos, curto muito as histórias dele da década de 80 e começo dos anos 90, sempre quando leio uma HQ penso ele com a voz do Orlando Vigiani, rs, só que isso nunca vai ser possível. E quanto esse gibi do Cebolinha, deve ser genial, tenho pucos gibis antigos dele, até porque tá meio difícil de encontrar nos sebos onde vou. E mais uma vez parabéns pelo blog, Marcos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm gostava das hqs antigas do Piteco, eram bem interessantes.

      Esse gibi do Cebolinha é ótimo, uma melhor q a outra. Os gibis do Cebolinha dessa época eram excelentes, se vc encontrar em sebo não deixe de comprar.

      Valeu pelo elogio.

      Excluir
    2. Isso mesmo Marcos, é assim que se diz, um gibi incrível, com ótimas HQs, tem até uma HQ do Mingau, que na época ainda não tinha nome, mas é boa sim, pelo menos a maioria das HQs do gato saíram nos gibis da Magali da época. Outras duas HQs que me lembro é aquela da Roupa Limpa, em que os meninos tentam brincar sem sujar a roupa e no final, brincam pelados. Pô, é claro que não podem republicar essa HQ hoje, pois gente pelada, NUNCA! Outra boa é Siga o Chefe, em que Cebolinha e os meninos brincam de siga o chefe, porém para eles, siga o chefe nessa HQ é fazer nós no Sansão, brincar com aquela velha e divertida brincadeira de tocar campainha e botar a culpa na Mônica, tomar sorvete e deixar a Mônica pagar, e é claro que eles se dão mal no final. Hilária.

      Mas com certeza, a melhor do gibi é Seu Cebola, Seu Passado o Espera, em que Seu Cebola re-encontra um velho inimigo da adolescência dele e os dois pedem pra brigar e lutar. Eu mesmo baixei o gibi original, mas não tô lembrado do enredo da HQ. Se você tem o gibi original e conhece a HQ citada, me ajuda no enredo, e só pra você ter ideia, ela foi republicada no Almanacão Turma da Mônica # 7 (Globo, 1997), junto com a clássica HQ O Primo Edu, de Mônica # 67 (Globo, 1992), que também acho que você deveria falar dessa HQ e a do passado do Seu Cebola. E é isso, Abraços!

      Excluir
    3. Então, o enredo de Seu Cebola, Seu Passado o Espera é exatamente esse q vc escreveu. O gibi é todo ótimo, inclusive com essa raridade de hq do Mingau em um gibi do Cebolinha, como vc falou. Quando der, falo de mais alguma hq desse gibi. Abraços

      Excluir
  9. História boa, Marcos! Eu não conhecia essa HQ até conhecer essa postagem. Além disso, um tempo depois dessa postagem, eu baixei o gibi Cebolinha nº 31 pela Internet, já que eu tenho essa edição.

    Mas vendo essa história, apesar dela se passar na pré-história, ela me lembrou várias lendas épicas de bárbaros, do tipo Conan o Bárbaro. Vai ver porque o tema da HQ ser do clichê típico de herói salvar a mocinha ou é por causa dos inimigos que o Piteco enfrentou ao percorrer dela.

    Bem, isso não importa. Afinal, as histórias do Piteco eram muito mais interessantes antigamente do que hoje.

    O que eu quero dizer é que por causa desse politicamente correto, acredito que o motivo seja porque hoje o Piteco não pode mais caçar dinossauros e outros bichos pré-históricos, já que caçada e morte não são permitidas em gibis infantis. Hoje em dia, é tudo ao contrário: São os próprios dinossauros que perseguem ele. Então, aposto que você concordaria em tudo que eu disse, não é?

    Pra terminar, em breve fale de mais histórias do Piteco aqui no Blog. Também fale de outras histórias do Cebolinha nº 31, e, claro, me deseje boa sorte pra procurar esse gibi.

    Agora, só uma perguntinha: Você sabe se essa história da postagem acima foi republicada? Não consegui pesquisar essa informação no Guia dos Quadrinhos.

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. As hqs do Piteco antigas eram boas, melhores do q hj em dia. Quando der posto maos hqs do Piteco e outras desse gibi do Cebolinha 31. Boa sorte na procura.

      Essa hq foi republicada em Coleção Um tema Só nº 11 - Cebolinha e o Louco de 1995, apesar de fugir do tema daquela edição.

      Abraços

      Excluir